3 problemas de uma migraçao wordpress e como resolver

3 problemas de uma migraçao wordpress e como resolver

30/08/2017 às 16:00WordPress

Quando chega a hora de migrar o seu blog WordPress, talvez você se depare com alguns problemas pós-migração, se você segue nosso guia como migrar seu blog wordpress com o all-in-one wordpress migration e nosso guia de preparativos para migrar o seu blog wordpress provavelmente não terá problemas, escrevemos esses dois artigos para se tornarem um checklist eficiente durante o planejamento e a execução desse processo. Se você migrou sem ter lido esses artigos e está com problemas, esse texto de hoje é exatamente para te ajudar a resolver os principais problemas de se estar em um novo servidor, caso você ainda esteja pensando em migrar, leia todos os textos que já publicamos e comece com o pé direito em seu novo servidor. Como é de costume, sempre comentamos sobre a importância de se escolher uma hospedagem de site de qualidade, esse sem dúvida é um dos fatores mais importantes quando falamos de manter um site online e sem problemas.

Problemas de conexão com o banco de dados

O primeiro dos problemas que podem ocorrer ao realizar a migração é acessar seu site e se deparar com a mensagem "Error establishing database connection", o erro ao estabelecer contato com a base de dados é o mais comum quando mudamos de servidor e ainda não ajustamos corretamente o seu banco de dados. A resolução desse problema é muito simples e você não leva mais do que 1 minuto para resolver tudo.

O primeiro passo é importar a sua base de dados, se isso já foi feito, basta localizar o seu arquivo wp-config.php e realizar as alterações com os novos dados de acesso, banco de dados e usuário, basta localizar as linhas abaixo e alterar conforme os dados que você recebeu ao criar a nova base e realizar a importação.

define('DB_NAME', 'base-de-dados');
define('DB_USER', 'usuario-do-banco');
define('DB_PASSWORD', 'senha-do-usuario');
define('DB_HOST', 'localhost');

Após a correção desses dados o seu banco de dados voltará a funcionar normalmente, se você já importou seus dados terá seu blog funcionando como deve e em uma hospedagem wordpress otimizada perceberá ainda mais fácil as melhorias de performance e redução no tempo de carregamento das páginas.

Páginas não encontradas, erro 404

Um erro também muito comum após uma migração é o aparecimento das páginas de erro 404, ou páginas não encontradas, esse é um dos problemas que precisam ser resolvidos com urgência, ainda mais quando você está trabalhando a otimização do seu conteúdo nos mecanismos de busca, páginas com erro acabam prejudicando drasticamente o seu posicionamento e podem acabar trazendo prejuizos para o seu trabalho de captação de visitas. Na maioria das vezes o erro está relacionado aos links permanentes ou a url raiz do seu site, caso exista alguma mudança de pasta ou domínio, você precisa corrigir através do banco de dados. Para atualizar essas informações, use os códigos abaixo, caso não saiba onde realizar essas correções, solicite a sua equipe de suporte.

UPDATE wp_options SET option_value = replace(option_value, 'https://www.siteantigo', 'https://www.sitenovo') WHERE option_name = 'home' OR option_name = 'siteurl';

UPDATE wp_posts SET guid = replace(guid, 'https://www.siteantigo','https://www.sitenovo');

UPDATE wp_posts SET post_content = replace(post_content, 'https://www.siteantigo', 'https://www.sitenovo');

UPDATE wp_postmeta SET meta_value = replace(meta_value,'https://www.siteantigo','https://www.sitenovo');

Outro detalhe que não pode passar despercebido são as alterações no arquivo .htaccess, ele também pode ser um dos motivos para as páginas de erro caso tenha sido configurado com regras além do padrão da plataforma, então vale a pena verificar o arquivo e ajustar qualquer mudança de url que posssa ter ocorrido.

O arquivo padrão é:

# BEGIN WordPress
<IfModule mod_rewrite.c>
RewriteEngine On
RewriteBase /
RewriteRule ^index\.php$ - [L]
RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-f
RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-d
RewriteRule . /index.php [L]
</IfModule>
# END WordPress

Após essas correções tudo deve voltar a funcionar.

Permissões nos arquivos e pastas, erros ao carregar páginas ou plugins

Quando você muda de servidor, pode acabar com algum tipo de problema com as permissões nas pastas do WordPress, esse não é um erro tão comum, mas pode acontecer, porém a resolução também é simples e você só precisa da ajuda da sua equipe de suporte. Quando esse tipo de problema acontece, você precisa executar os comandos de correção diretamente no servidor, sendo assim, apenas a empresa de hospedagem pode fazer isso, no caso das hospedagens compartilhadas, por padrão, as permissões sugeridas são: 755 para pastas e 644 para arquivos.

chown www-data:www-data  -R * # Usuário padrão do apache
find . -type d -exec chmod 755 {} \;  # Permissão padrão para as pastas rwxr-xr-x
find . -type f -exec chmod 644 {} \;  # Permissão padrão para os arquivos rw-r--r--

Em caso de erros durante o envio de imagens e outras mídias, considere aplicar a permissão 777 na pasta de uploads, mantenha as outras pastas com a permissão padrão, e conforme algumas dicas de segurança que já listamos, se você quer manter a segurança do seu arquivo de configurações, aplique a permissão 400 no seu arquivo wp-config.php. Você pode ler um pouco mais sobre como deixar seu WordPress mais seguro.

Conclusão

Outros problemas podem surgir ao longo de uma migração, porém é muito difícil conseguir pontuar cada um deles, reunimos os 3 mais comuns e que são simples de serem resolvidos, com alguns minutos e um pouco de conhecimento técnico você pode resolver tudo sozinho, se precisar, entre em contato com a sua equipe de suporte e explique seu problema e como pode ser solucionado. Não esqueça de manter sempre uma cópia de segurança antes de qualquer migração, ela é a sua certeza de que você tem uma oportunidade de restaurar seus arquivos caso ocorra algum problema. Se ainda não leu, acesse nosso artigo sobre a importância do backup em uma hospedagem, vale muito a pena entender o quanto essa tarefa pode te ajudar.

Gostou de nosso post? Compartilhe: