Nova política do Google Chrome põe fim a anúncios de retargeting

10/06/2019 às 09:33 Novidades Marketing

Nova política do Google Chrome põe fim a anúncios de retargeting

O Google anunciou uma nova política de controle de cookies no Google Chrome que deve impactar diretamente os anúncios de retargeting.

Este tipo de anúncios está cada vez mais comum, mas para o Google eles se caracterizam como uma ameaça a proteção de dados dos usuários na web.

No início do último mês, a equipe do Google Chrome anunciou o lançamento de um novo conjunto de políticas e ferramentas para controle de cookies e também a mudança de técnicas para a extração de dados dos internautas.

A intenção do Google é elevar o nível de transparência das informações, aumentando o controle dos dados que são coletados na internet através do navegador.

Desde que vazamentos de dados de usuários foi noticiado no ano passado, as principais empresas e associações da internet reacenderam o debate sobre a privacidade na internet.

O que são anúncios de retargeting?

Retargeting é parecido como remarketing, mas não são a mesma coisa. Para entender como a nova política do Google vai impactar os anúncios de retargeting é preciso saber que são estes anúncios e sua relação com o remarketing. Então, vamos lá!

 Os anúncios de retargeting são propagandas reproduzidas para pessoas que já foram alcançadas pela campanha.

Assim, o intuito do retargeting é reenviar anúncios para usuários que já o visualizaram em alguma página da página ou na própria página do produto, mas não fizeram a compra.

Para identificar essas pessoas, os sites utilizam os cookies, arquivos que guardam informações sobre a interação dos usuários com uma página.

Basicamente, os cookies podem armazenar a sua interação com uma página, apontando por exemplo, onde você clicou, quais páginas você acessou, etc.

Num exemplo básico de anúncio de retargeting, digamos que você tenha entrado no site de uma loja de calçados e acessado a página de um tênis de R$ 250.

Porém, você saiu da página sem comprar o tênis e reparou que quando acessou outros sites, o anúncio do tênis estava em destaque. E assim, a oferta se reproduziu em muitos outros sites.

Agora imagine outra situação, digamos que após ver o anúncio do tênis de R$ 250 em 10 sites diferentes, você começou a notar que começaram a aparecer anúncios de tênis mais baratos.

O intuito do retargeting é tentar influenciar o usuário a compra com uma oferta direta.

Como as mudanças na política de controle de cookies pode acabar com os anúncios de retargeting?

Em pronunciamento oficial, o Google garantiu que a partir de agora, as pessoas poderão saber quais informações estão sendo armazenadas e utilizadas em cada site.

E assim terão o poder de decidir se permitem ou não o uso das informações para campanhas que incluam anúncios personalizados como os anúncios de retargeting.

Com a mudança, os navegadores serão obrigados a mostrar quais sãos cookies que funcionam entre sites e estão presentes em cada página da web. Assim, os usuários poderão definir se os aceitam ou se os bloqueiam.

Confira também: Dicas para atrair mais clientes para sua empresa no Google.

Para os proprietários de websites, é preciso saber que os cookies que você usa em seu site para armazenar preferências e realizar o preenchimento automático de formulários estão fora dessa leva.

Essa mudança nas políticas de controle de cookies não interfere nesse processo.

Baixe já o nosso ebook Como anunciar no AdWords.  

Quais são as principais ferramentas do Google Chrome para a transparência e proteção dos dados?

Além da nova política de controle de cookies, o Google Chrome possui diversas outras ferramentas que pode ajudar o usuário a resguardar suas informações na web.

Na aba Minha Atividade, por exemplo, o usuário pode ver um histórico completo de todas as páginas que ele acessou no navegador.

Com isso, é possível ter acesso a todas as páginas acessadas, a todos os conteúdos consumidos no Youtube e localização guardadas no Google Maps, além de informações sobre outros aplicativos, contatos pessoais, etc.

Através da ferramenta, o usuário pode selecionar e excluir, bloquear ou mesmo ficar por dentro das informações pessoais que estão sendo usadas pela plataforma.

Também é possível definir configurações de anúncios. Nessa ferramenta, o usuário pode definir se quer visualizar anúncios personalizados e conhecer os parâmetros usados pelo Google para implementar essa personalização para cada internauta.

Todos os anúncios são baseados nas informações pessoais que você permite o uso pelo Google e nos cookies armazenados por sites parceiros da empresa.

É possível saber mais sobre cada fator de personalização dos anúncios e editar as preferências para personalizar sua experiência dentro do navegador.

Conclusão

Como deu para perceber, as mudanças do Google praticamente põem um ponto final para os anúncios de retargeting.

Isso deve acontecer, já que as novidades devem se espalhar e chegar ao conhecimento de uma grande massa de usuários.

E com o intuito de otimizar a experiência do usuário, o Google deve sugerir o bloqueio deste tipo de anúncios.

Em alguns casos, nós sentimos praticamente perseguidos por anúncios, seja no Google, em algum site ou nas redes sociais. Parece que não temos mais privacidade, é algo que, na maioria das vezes, vai além de uma tentativa de venda.

O ideal é que você comece a apostar em campanhas de anúncios otimizados para as pesquisas do Google e nas redes sociais.

E possa implementar uma estratégia de inbound marketing capaz de atrair potenciais clientes sem precisar ser “inconveniente” com o uso de anúncios de retargeting.

A nova política de controle de cookies do Google deve influenciar uma mudança na concepção da mídia paga e incentivar profissionais de marketing a repensarem algumas estratégias e adotarem novas e melhores práticas para a atração de cliente.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Google AdWords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: