O que é CPC, CPM, Ad Rank e mais: Entenda os termos do Google Ads

10/07/2020 às 15:18 AdWords

O que é CPC, CPM, Ad Rank e mais: Entenda os termos do Google Ads

Se você está começando a utilizar o Google Ads agora, com certeza se deparou com uma porção de termos que provavelmente não entende. Não se preocupe, é bem comum a confusão ao começar a utilizar esta ferramenta.

Embora o Google Ads seja extremamente eficiente quando bem utilizado, ao começar na ferramenta a quantidade de termos pode gerar perda de tempo e dinheiro, até que se entenda cada termo e nuance da plataforma.

Uma das melhores formas de economizar ao utilizar o Google Ads é contratanto uma gestão especializada na área. A ISBrasil oferece planos de gestão do Google Ads, onde seu investimento será direcionado para anúncios que convertem!

Conheça os principais termos da paltaforma e saiba como anunciar no Google Ads vamos aos principais termos utilizados na plataforma.

ilustração de CTR do google ads

CTR: Click Through Rate

CTR é a abreviação de Click Through Rate, ou basicamente a taxa de cliques e é uma das métricas mais importantes ao pensar no seu anúncio. Um CTR alto significa que seu anúncio obterá melhores posições nas buscas orgânicas e possui um custo menor.

O CTR é dado em forma de porcentagem com base na quantidade de cliques de uma palavra chave dividido pela quantidade de visualizações. Assim, uma taxa de 1% significa que uma em cada cem pessoas visualiza sem conteúdo.

O CTR está diretamente ligado ao CPC (custo por clique) e o COM (custo por mil impressões).

CPC: Custo por clique

Ao utilizar o Google Ads você deve informar quanto está disposto a pagar por clique. O CPC estabelece o valor médio que um clique vale. Esse valor médio é calculado dividindo o total do custo dos seus cliques pela quantidade de cliques.

Em suma, esse é o valor que você paga em média por cada clique de uma determinada palavra chave. Esse valor só é cobrado quando alguém clica em seu anúncio.

CPM: Custo por mil impressões

CPM ou Custo por Mil Impressões são outra modalidade de anúncio do Google Ads, na qual você define quanto deseja pagar por cada mil anúncios exibidos. Este formato é ideal para sites que possuem um bom fluxo de visitantes, já que você paga apenas a cada 1000 anúncios exibidos.

Se você deseja selecionar esta modalidade, é importante considerar em quanto tempo você terá mil impressões para que seu orçamento não seja pego de surpresa.

CPA: Custo por aquisição

O Custo Por Aquisição é a modalidade mais cara de anúncios, mas que pode ser muito bem utilizada para otimizar suas campanhas já que você só paga quando alcança o objetivo da sua campanha: realizar uma venda, levar o cliente a fazer um download ou alguma outra opção definida por você.

Entretanto, a taxa aqui pode chegar à até metade do valor do seu produto. É uma modalidade que demanda investimento e estratégia para não perder dinheiro.

Ad Rank: a classificação do seu anúncio

O Google utiliza um sistema de ranqueamento para definir quais os anúncios do leilão serão exibidos. Ou seja, não basta oferecer o melhor valor por clique, se o seu conteúdo não for exatamente o que o cliente busca.

O Ad Rank é calculado pelo Google com base em algumas métricas como qualidade do conteúdo e CTR (taxa de cliques).

É importante frisar que o Ad Rank é atualizado frequentemente e uma vez que seu anúncio esteja aprovado ele concorre no leilão de cliques, entretanto sua posição irá mudar de acordo as mudanças no Ad Rank.

Índice de qualidade

O índice de qualidade é o que avalia a qualidade de conteúdo (que já dissemos influenciar no Ad Rank) com base a experiência do usuário.

Graças ao índice de qualidade, é possível que um anúncio com valor por clique mais baixo vença no leilão devido a qualidade final do conteúdo.

Entre as variáveis que o Google analisa para definir o que é um conteúdo de qualidade estão SEO, tempo que o visitante fica em sua página e uso de links.

Persona

Persona

A Person é a personificação de seu cliente ideal. Porém, ela não é criada da sua imaginação e sim com base nos dados do seu público alvo por onde é possível ver o seu perfil de cliente mais recorrente.

Você pode até achar que isto é igual ao seu público alvo, mas este é um engano comum. Um público alvo é bem amplo e abrange uma gama de potenciais clientes. Já a persona é especifica e idealiza (com base em dados) o seu cliente mais frequente para um determinado serviço.

Público-alvo

O público alvo é uma filtragem entre todos os usuários do Google, para definir quais se interessam pelo seu anúncio. Informações importantes sobre o público alvo são: gênero, idade, profissão, interesses, etc.

Se você conhecer bem seu público, pode segmentar os anúncios para atingir apenas os potenciais clientes e garantir um retorno mais expressivo sobre o valor investido.

É absolutamente possível que um mesmo anúncio possa interessar a diferentes públicos alvos. Por exemplo, um pai de família e um atleta solteiro podem se interessar pelo produto “como crescer mais cabelo”.

Segmentação de público

Segmentar um público significa filtrar apenas os potenciais clientes e exibir seu anúncio apenas ao público alvo. A segmentação é feita com base em diversos dados que também estão ligados a persona e público alvo: região, interesses, profissão, etc.

A segmentação de público também permite oferecer campanhas pensadas em determinada persona o que cria uma abordagem mais próxima do cliente e aumenta a sua taxa de conversão.

Youtube Ads

O Youtube Ads é uma ferramenta do Google Ads que permite anúncios em formato de vídeo para serem veiculados no Youtube. É possível criar e acompanhar uma campanha e até mudar o orçamento de acordo o desempenho.

Para anunciar por esta ferramenta você precisa primeiro subir seu vídeo de anúncio para o Youtube, depois irá vincula-lo nas suas campanhas e segmentar seu público.

Quando for criar seu vídeo de anúncio lembre-se que o Youtube oferece ao usuário a opção de pular o anúncio após 5 segundos, então seu vídeo deve ser preciso e prender o usuário.

 

Gostou de nosso post? Compartilhe: