Não abra mão da segurança: 7 maneiras de proteger-se de ataques hackers

10/02/2019 às 16:36 Hospedagem de Sites

Não abra mão da segurança: 7 maneiras de proteger-se de ataques hackers

Os hackers são profissionais que elaboram ou adaptam softwares e hardwares de dispositivos, em favor do desenvolvimento de ou novas funcionalidades ou de adequações de antigos usos.

Conhecedores sobre softwares livres, os hackers agem sob um tipo de ética que, quando corrompida, passam a ser chamados de crackers e se caracterizam pelo uso indevido e por má-fé de seu conhecimento especializado, tornando-se uma ameaça para os usuários da internet, uma vez que invadem sites, testam sua suscetibilidade, quebram intencionalmente os protocolos de segurança ou agem criminosamente e em seu favor, usam a internet para testar a sua capacidade de conhecimento técnico, por exemplo.

Acesso a dados sigilosos e pessoais e chantagem online são as principais ações dos hackers do mal, quando eles utilizam de sua capacidade de programação e conhecimento sobre softwares livres para manipular ou modificar determinado sistema online.

Desse modo, hackear uma máquina significa manipulá-la, alterando o comportamento padrão dela e dos sistemas que lhe estão conectados.

Isso pode ser feito usando-se scripts ou programas manipuladores de dados que atravessam a conexão de rede para acesso a informações do sistema.

Os pacotes desses scripts estão disponíveis virtualmente seja para usuários inexperientes seja para os mais experientes que são capazes de estudá-los e modifica-los, desenvolvendo novas técnicas de invasão.

Seus contatos de e-mails estão recebendo e-mails suspeitos de você ou sua máquina foi bloqueada? Essas são maneiras mais óbvias de se ter certeza que se foi hackeado.

Algumas mais sutis, mas tão devastadoras quanto incluem, por exemplo, o sequestro de um navegador que copia integralmente os sites originais de seu acesso, roubando seus dados e senhas, quando descobrir, já será tarde demais!

Para se prevenir das ações dos hackers, medidas de segurança adequadas devem ser tomadas, conheça algumas delas:

1 - Seja com a instalação e execução de programas antivírus, devidamente aplicados e atualizados, seja com o uso de bons Firewalls, esse procedimento é sempre fundamental.

Os firewalls dificultam que os hackers invadam sua máquina, pois, impedem que pessoas ou softwares de fora o acessem, diferente de um programa antivírus que apenas averigua se um arquivo tem ou não um vírus e em caso positivo o detecta, bloqueia e remove. Há também o programa antispyware que combate esse agente malicioso que é baixado para coleta de informações, impedindo-o.

Desse modo, a melhor maneira de se eliminar um ataque hacker é utilizando softwares e anti-hackers de qualidade em sua máquina, atualizando-o sempre.

2 – Fique atento a e-mails cujo conteúdo é muito curioso, atrativo ou inusitado, não clique em seus links ou abra seus anexos antes de averiguar do que se trata;

3 – Não envie seus logins e senhas, nem dados pessoais e bancários por e-mail;

Os planos do Cloud Privado gerenciado custam a partir de R$250,00 e os diferenciais são o Monitoramento, Gerenciamento Preventivo, Backup e a Licença do Panel incluso. Adquira já!

4 – Não baixe softwares e aplicativos de origem duvidosa em sua máquina.

5 – Atualize sempre seus softwares, baixando sua versão mais recendo e evitando que certos vírus se instalem, isso porque, constantemente essas práticas são fortalecidas e reinventadas e novas brechas nos protocolos de segurança são encontradas.

6 - Senhas simples, sequenciadas, familiares e igual em todos os acessos: fuja disso! Uma senha forte se caracteriza por ter no mínimo oito caracteres, letras, números e caracteres especiais mesclados, o que dificulta a ação dos hackers.

Além do mais, se você usa uma mesma senha para tudo, se ela é descoberta, todos os seus dados ficam vulneráveis.

Altere ainda periodicamente suas senhas, não a informe ou deixe salva em dispositivos compartilhados ou de segurança desconhecida ou duvidosa.

7 - Sempre que possível confira informações de páginas online através de outros canais de comunicação daquela empresa.

Lembrando também instituições financeiras não têm por hábito entrar em contato por e-mail com seus clientes.

Sites em que são feitas transações financeiras devem especialmente dotarem de conexões com certificado de segurança, ele deve aparecer antes do endereço virtual.

A ausência de SSL em alguns sites é garantia de fraude, todavia, sua presença não garante toda a confiabilidade no site, pois, isso não impede que ele seja invadido e sujeito a roubo de dado. Fique atento!

Um endereço de link pode ser comprovado, basta posicionar o cursor do mouse sobre ele e o nome completo aparecerá no rodapé.

Nesse caso, atente-se ao nome completo informado, qualquer desvio é motivo de suspeita.

Dica importante:

Faça o backup de seus arquivos: um grande prejuízo quando há um ataque hacker é a perda ou o bloqueio de suas informações. A melhor orientação é salvar os arquivos frequentemente em um sistema separado com um HD que não esteja conectado à internet para que eles se livrem no caso de uma invasão.

Gostou de nosso post? Compartilhe: