5 Casos famosos de falha na segurança de informações

09/06/2018 às 10:32 Hospedagem de Sites

5 Casos famosos de falha na segurança de informações

Com o crescimento dos ataques virtuais, muitas empresas e pequenos empreendedores têm passado a se preocupar ainda mais com a segurança de seus dados. Os hackers têm encontrado maneiras de invadir sistemas e roubar informações importantes que podem prejudicar muita gente.

Além de gerar uma perda irrecuperável de dinheiro, isso também afeta a reputação das empresas no mercado digital. Com o roubo ou a exposição de dados de milhares de clientes e informações sigilosas de empresas, se torna cada vez mais importante estabelecer suas aplicações em sistemas realmente seguros, que não deixam brechas para os criminosos virtuais.

Dependendo da importância dos dados que foram violados, sua empresa pode ir a falência em questão de minutos. Um ataque virtual contundente pode fazer um estrago irreversível! Então, é hora de prestar atenção em detalhes para zerar as possibilidades de prejuízo para sua empresa.

Bom, para ilustrar como esses criminosos agem, nada melhor do que citar abaixo alguns casos famosos de falhas de segurança da informação no meio corporativo, que podem lhe ajudar bastante a saber como você pode se proteger contra esse tipo de ataque, confira:

Unilever e Procter&Gamble

No início deste século, ainda em 2001, quando a internet ainda engatinhava surgiu um dos primeiros casos de invasões virtuais. E partiu por parte da Procter&Gamble que decidiu investigar os projetos da Unilever, uma de suas principais concorrentes.

A intenção principal era conseguir ter acesso aos dados sobre campanhas voltadas a produtos para cabelos. Para isso, a empresa contratou uma agência de investigação especializada. A ação foi descoberta, quando a Unilever descobriu a atuação de um dos detetives.

A Procter&Gamble buscava informações relevantes sobre os projetos da Unilever no lixo. O que isso evidencia? Que devemos cuidar atentamente do processo de informações e documentos descartados pelas nossas empresas.

O ideal é que os servidores com essas informações consigam apagar por completo qualquer vestígio de dados. Se os documentos estiverem guardados em servidores físicos, o recomendado é que eles sejam totalmente destruídos.

Para não ser processada, a Procter&Gamble teve de indenizar a Unilever em 10 milhões de dólares.

Hewlett Packard (HP)

Uns anos mais tarde, em 2005, houve outro famoso caso de vazamento de dados sigilosos, agora com a HP. Na época, a empresa decidiu agir por conta própria após descobrir a invasão. A Hewlett Packard começou a grampear telefones e a utilizar o serviço de detetives particulares.

Porém, a empresa foi punida pela justiça americana, por utilizar meios ilegais para investigar os responsáveis pelo vazamento de dados. Para resumir, a ação partiu de um diretor da empresa, que já estava a muitos anos no cargo.

Após um tempo, o executivo confessou que repassou as informações para o The Wall Street Journal. Esse caso acabou com a demissão de diversos funcionários da empresa, que teve sua reputação abalada.

O que aprender com isso? Simples! Precisamos contratar profissionais e empresas confiáveis para lidar com os dados sigilosos de uma empresa ou site. E o principal, mesmo que os profissionais tenham acesso as informações, o ideal é que suas ações sejam restritas, para tentar não dar brecha para o azar.

Confira também o que é gerenciamento de servidores.

Adobe

Num caso um pouco mais recente, a Adobe, empresa famosa por desenvolver softwares focados em edição de imagem e vídeo, teve seu sistema invadido em 2013. Na época, o ataque virtual de hackers conseguiu expor cerca de 152 milhões de registros de clientes da empresa.

É importante lembrar que a Adobe trabalha com assinaturas mensais de seus programas e por isso armazena dados de todos os seus clientes. O vazamento resultou na descoberta inclusive de dados bancários da empresa e dos consumidores, o que manchou a reputação da empresa na internet.

Nasdaq

A Nasdaq, sistema de bolsa de valores mais moderno do mundo, também sofreu ataques virtuais. Isso é para termos uma noção que nem mesmo as gigantes do mercado estão livres das invasões e roubos de informações.

A ação contra a empresa também ocorreu em 2013 e de acordo com estimativas divulgadas, cerca de 160 milhões de dados foram roubados ou alterados. Os prejuízos chegaram a mais de 300 milhões de dólares.

Petrobras

Vindo agora para o Brasil, contaremos um caso famoso de roubo de informações e equipamentos. O ocorrido aconteceu com a Petrobras em 2008. Na época, a empresa estatal sofreu com o roubo de notebooks e discos rígidos.

O roubo dos equipamentos causou muito preocupação no Governo Federal, já que havia muito material sigiloso sobre o Pré-Sal. Após investigação da Polícia Federal, quatro pessoas foram presas pelo crime, mas os aparelhos não chegaram a serem recuperados.

Isso mostra a importância de proteger seus servidores e computadores físicos. É importante redobrar a segurança sobre os equipamentos de sua empresa, já que o roubo dos materiais pode causar um prejuízo ainda maior do que o furto.

Quais cuidados devo tomar para que minha empresa não sofra ataques?

O primeiro passo é hospedar as informações sigilosas em servidores seguros. Muitas empresas estão optando guardar informações na nuvem, por conta da alta proteção aos dados e da atualização e backup frequente.

Outro ponto que deve ser muito bem descriminado é o acesso restrito aos dados de sua empresa. Determine limitações para seus colaboradores, tenha em mente, que as informações devem ser acessadas pelo menor número de pessoas possíveis.

Busque contratar empresas que façam a manutenção dos dados, para que você consiga mantê-los protegidos e também para que os descartes de dados feitos com o passar do tempo, sejam executados da maneira correta, sem deixar vestígios.

Bom, acredito que depois de ler sobre os casos citados acima, você deve ter tomado conta da importância da segurança da informação. Então, não perca mais tempo! Implante um sistema eficiente para proteger seus dados, eliminando todas as possíveis brechas de acesso aos seus servidores.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Gerenciamento de Servidores.

Gostou de nosso post? Compartilhe: