Como remover seu servidor de uma blacklist

11/07/2018 às 08:22 Ajuda

Como remover seu servidor de uma blacklist

Existe uma coisa que aterroriza todos os profissionais e empreendedores que trabalham com e-mail marketing: a blacklist, ou lista negra, em português.

Essas listas foram criadas para que empresas e usuários comuns possam se prevenir contra spam.

Podemos encontrar na internet, várias blacklists, que geralmente são usadas e até criadas por provedores de e-mail para serem uma fonte de pesquisa, uma poderosa ferramenta para impedir o recebimento de mensagens indesejadas.

O problema é que qualquer um pode cair nessa lista, mesmo que não envie spams.

Quando um domínio, um IP ou um e-mail caem uma dessas listas, esses serviços podem brecar o envio de mensagens por eles não serem enviados por “servidores confiáveis”.

Muitas empresas acabam caindo em blacklists por falta de conhecimento das boas práticas de e-mail marketing.

Geralmente, estas enviam e-mails muito carregados de informação e acabam sendo confundidas com spam, por mais que sejam e-mails comuns.

O que é uma blacklist?

Como falamos acima, uma blacklist contém e-mails, domínios e IP´s não confiáveis.

Por isso, quando falamos de e-mail marketing, citamos que o quanto pode ser valioso montar uma base real de clientes.

A criação dessa lista pode ser determinante para que seus servidores passem longe de serem considerados spams.

E por que é tão importante? Simples! Enviar e-mails para quem não aceitou recebê-los é o caminho mais curto para parar em uma blacklist.

Qual é o problema de estar em uma blacklist e como posso ter meu servidor incluído numa dessas listas?

Além de enviar e-mails para destinatários que não se cadastrarem em sua base de e-mails, e que acabam denunciando suas mensagens, os servidores que caem nessas listas costumam enviar vírus e conteúdos maliciosos, consciente ou inconscientemente.

Ao perceberem esse tipo de ação, os administradores da lista negra em questão podem bloquear seu servidor, incluindo-o na lista, para garantir que seus clientes irão receber apenas e-mails de servidores confiáveis.

Apesar de existirem várias blacklists, essas listas geralmente são compartilhadas entre os mais variados provedores de e-mail, o que leva o seu servidor a ser bloqueado por qualquer um deles.

Isso pode gerar um efeito “bola de neve” e sujar a reputação de sua empresa na internet, destruindo o resultado de suas campanhas de e-mail marketing.

Confira também o que é o gerenciamento de servidores.

Como sair de uma blacklist?

Não há fórmula mágica, o primeiro ponto de sua estratégia deve ser aplicar as boas práticas de e-mail marketing em suas próximas campanhas, isso pode evitar problemas no futuro e ajudar a limpar a sua barra.

Mesmo que as listas sejam compartilhadas, existem uma fonte, que é a lista onde seu servidor foi adicionado pela primeira vez e o primeiro passo para sair de uma blacklist é achá-la.

Existem diversas ferramentas online que podem lhe ajudar, basta que você coloque seu endereço IP para fazer uma checagem de blacklists.

Resumindo, você só precisa escolher um destes serviços e fazer uma varredura para identificar em qual lista seu servidor está.

Após achar em qual lista negra seu servidor foi parar, é hora de partir para o próximo passo.

Como as listas pertencem a diferentes provedores de e-mails, as formas para excluir seu IP de blacklists variam.

Existem empresas que facilitam o processo, basta que você entre no site da lista e siga as orientações recomendadas.

Já outras, pode determinar a saída do seu servidor após um tempo de seu pedido de exclusão, o que pode variar entre dois dias ou alguns meses. Nesse último caso, seu servidor é retirado automaticamente após o tempo previsto.

Ainda existem listas mais complicadas. Nestas, só é possível retirar seu servidor através de conta por e-mail ou telefone.

Outras ainda pedem que você remova alguns clientes de sua base para que seu servidor seja retirado.

Em último caso, alguns administradores de blacklists cobram que você prove sua inocência para só depois retirar seu servidor da lista.

Para isso, o ideal é que você mostre suas campanhas de e-mail marketing, sempre reforçando que suas mensagens não contém spam e são enviadas para usuários que aceitaram recebê-las e ainda contam com a opção de descadastramento.

Isso deve ser suficiente para provar a sua inocência e retirar seu nome de uma blacklist.

Como você pode ver, existem diversos tipos de procedimentos para tirar seu servidor de uma lista negra, então ao saber em qual lista seu IP está, busque se inteirar dos processos necessários para retirá-lo.

Como eu posso evitar de ser incluído em uma blacklist?

Evitar cair numa blacklist é muito importante para manter uma boa reputação de seu negócio na internet.

É por isso, que é preciso se atentar a certos detalhes para não cometer erros bobos e ficar longe das listas negras.

Confira algumas dicas:

  • Não envie anexos! Coloque todas as informações necessárias no corpo do e-mail e se necessário disponibilize links para os usuários acessarem outros conteúdos.
  • Coloque um link de descadastramento. Esse é um fator muito importante para evitar cair em blacklists. Dessa forma, os usuários que não quiserem mais receber seus e-mails podem se descadastrar, sem precisa te denunciar.
  • Envie e-mails pontuais. Mesmo que os usuários tenham aceitado receber seus e-mails, eles se sentiram saturados se você mandar mensagens todos os dias. Busque enviar e-mails com uma frequência razoável e que foquem em assuntos realmente importantes.
  • Evite usar algumas palavras como: Grátis, Compre Agora!, Participe do Sorteio, etc. Essas palavras e expressões ajudar a classificar um e-mail como spam.

Essas são apenas algumas dicas para evitar que seu servidor caía numa blacklist.

Lembre-se que a prevenção é a melhor maneira de não entrar em problemas, por isso siga cada uma dessas práticas na hora de desenvolver suas campanhas de e-mail marketing.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Gerenciamento de Servidor.

Gostou de nosso post? Compartilhe: