Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

7 motivos para você não comprar listas de e-mail

7 motivos para você não comprar listas de e-mail

06/01/2017 às 14:41Email Marketing

7 motivos para você não comprar listas de e-mail

Comprar listas de e-mail é uma boa ideia? Parece incrível ter muitos endereços disponíveis para mandar todas as campanhas de e-mail marketing, não é? Bom, mas só na teoria. Na prática, muitos especialistas não indicam fazer isso. Mas, por que? Para esclarecer, preparamos este post com 7 motivos para você não comprar listas de e-mail.

Veja também nosso post: Como usar o e-mail marketing ao seu favor

Por que não comprar listas de e-mail?

Muitos comerciantes, sobretudo os iniciantes, acreditam que esse é um método de conseguir clientes rapidamente. Num primeiro instante pode parecer uma proposta incrível, mas em longo prazo, os problemas aparecem e podem afetar a reputação de sua loja virtual/site. Pois é! Saiba o quanto esse recurso é prejudicial e não é indicado pela maioria dos especialistas em marketing digital!

Não dá para confiar na qualidade das listas

Infelizmente, empresas que vendem listas de e-mail não são confiáveis. Mesmo que pareça um trabalho sério e que passe uma certa credibilidade, com o tempo você vai descobrir que não há qualidade nos endereços disponíveis, com problemas como dados incompletos, informações desatualizadas, e-mails captados de forma aleatória na internet – aqueles que o usuário não permitiram fazer parte da lista -, entre outros casos. Ou seja, não adianta ter milhares de nomes se grande parte é ‘’lixo’’. 

Sua loja virtual/site fica na mira do spam

Você como internauta já deve ter recebido um e-mail (sobretudo com conteúdo propagandista) que não tem a menor ideia de onde veio. É uma situação chata e que logo vai para spam, não é? Então, pense em muitas pessoas fazendo isso com seu e-mail marketing. É justamente a ação básica ao receber uma mensagem não autorizada.

Seu provedor não vai gostar nada disso!

Se grande parte das mensagens forem marcadas como spam, seu provedor de serviços de e-mail não vai gostar nada disso. Você pode até ser punido e sua conta cancelada. Em alguns casos, ele pode até mesmo tomar medidas legais contra você. Parece que não, mas é mais sério do que imaginamos!

Outras pessoas estão usando a mesma lista

Esse é um tópico que muitas gestores esquecem: outras pessoas estão usando exatamente a mesma lista que você. Eles compraram a lista, assim como você, e podem enviar um caminhão de e-mails para os internautas. Isso deixa qualquer pessoa irritada e pouco receptiva a tanto lixo, deixando suas mensagens no spam e reduzindo o status de seu site na internet. 

Seus e-mails terão uma péssima taxa de conversão 

A taxa de conversão é praticamente inexistente para empresas e pessoas que compram listas de e-mail. Fica bem abaixo dos 5%, já que muitos usuários não se dão nem o trabalho de abrir a mensagem. É só se colocar no lugar do cliente para saber que isso vai acontecer bastante. 

Listas de e-mail acabam com a reputação de qualquer empresa

Além de seu provedor te punir, a compra de uma lista de e-mail leva a  problemas com sua reputação. Muita gente vai reclamar de sua empresa, inclusive usando fóruns, redes sociais e canais de reclamação na internet. Muitos especialistas são categóricos ao afirmar que reputação online é primordial, e ninguém quer gastar tempo e dinheiro para consertá-la por conta de uma medida prejudicial e falhas básicas. 

 Nenhum especialista em marketing digital recomenda

Em muitos fóruns de marketing, existem opiniões sobre quais são as melhores e piores estratégias. Comprar listas de e-mail, no entanto é algo que ninguém recomenda e todos concordam que só traz malefícios em longo prazo. É considerado um grave desperdício de tempo, dinheiro e um investimento que o retorno é quase nulo, mesmo que não pareça devido à propaganda e meios que as empresas vendedoras fazem para comercializá-las. 


O que fazer para criar uma boa lista de e-mail?

A saída para fugir dessas listas é criar a sua própria, focando sempre na qualidade e interatividade com os clientes que estão realmente interessados em seus produtos, serviços e informações. Além disso, é uma forma econômica e otimizada de fazer uma campanha de e-mail marketing de sucesso e que renda bons frutos. Confira algumas dicas básicas e que fazem diferença:

- Mais do que uma campanha interessante, seu site precisa ser chamativo e ter uma ótima estrutura para que os internautas tenham uma ótima experiência. Um conteúdo de excelência, combinado a um design atraente leva as pessoas a gostarem e confiarem na página e, assim, podem assinar para receber e-mails e conteúdos pertinentes. 

- Ofereça vantagens reais e honestas para todos. Pode ser um brinde, no caso de uma loja virtual, o famoso cupom de desconto, frete grátis, entre outros benefícios. Em um blog, pode ser um conteúdo exclusivo, um ebook, entre outras alternativas. Nunca tente enganar o cliente com falsas promessas, mantenha sempre a transparência.

- Conte com um provedor experiente e que ofereça um ótimo suporte. Muitas empresas de hospedagem já incluem esse recurso no plano, mas é importante avaliar a estrutura e quais são as vantagens de cada uma. Evite plataformas comuns, é ideal um e-mail personalizado e que tenha seu próprio domínio.

- Certifique-se de que existe uma maneira fácil e visível para receber inscrições. Vá além do convencional e não use apenas a tradicional barra lateral. Além das vantagens, um bom layout é fundamental, com widgets diferentes, efeitos chamativos e um projeto responsivo. 

- Trabalhe em otimizações frequentes para aperfeiçoar seu e-mail marketing. É importante pensar sempre em boas opções, que podem se alterar para facilitar o gerenciamento. Aqui no blog já publicamos diversos posts com dicas para dar um plus no e-mail marketing e garantir muito sucesso com essa ferramenta prática e que pode fazer toda a diferença.

Bom, depois de ler esse artigo, você já deve estar convencido a nunca comprar listas de e-mail. Não vale gastar dinheiro com isso e nem direcionar seu tempo para isso. Foque em sua própria cartela de clientes, que confiem e gostem de seu trabalho, afinal, fidelização é essencial e mais importante até que novas vendas/consumidores. Tem dúvidas? Deixe um comentário! Boa sorte.

Até mais!

Gostou de nosso post? Compartilhe: