Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

Tráfego orgânico x Tráfego pago: qual é o melhor para meu site?

Tráfego orgânico x Tráfego pago: qual é o melhor para meu site?

20/02/2017 às 15:45Marketing

Tráfego orgânico x Tráfego pago: qual é o melhor para meu site?

Tráfego, tráfego e tráfego… essa palavra martela a cabeça de muitos desenvolvedores de lojas virtuais e sites, afinal, é ‘’apenas’’ o essencial para que uma página tenha sucesso e gere muitos ganhos. Querendo ou não, você precisa trabalhar sempre para aumentá-lo, caso contrário, tudo ficará estagnado e desanimador. Nesse caso, vale duas alternativas: apostar no tráfego pago ou tráfego orgânico. Você sabe do que se tratam? Qual o melhor? É sobre isso que falaremos neste post!

Veja também nosso post: Como diminuir seus custos no Google Adwords?

Tráfego orgânico x Tráfego pago

Quando se trata dos acessos e de suas fontes, essa classificação é fundamental, sobretudo para saber o que deve ser otimizado no site. Entender de onde vem um tráfego ajuda bastante nas futuras estratégias. Exemplo: se você faz um anúncio personalizado no Adwords e ele chama tanta atenção e bate recordes de acessos, você já sabe que esse método pode ser usado sempre como benefício à página. 

Por outro lado, aquele conteúdo com SEO otimizado e todas as regras propostas que está na primeira página no Google e bombando no site também mostra que esse um caminho interessante a seguir, pois gera tráfego orgânico e valoriza um trabalho prévio realizado por você ou pelos redatores. 

Nesse contexto, o entendimento da origem de um tipo ou outro é sempre necessário. Mais do que isso, é preciso compreender do que se trata, especificamente, cada conceito, para realizar um bom trabalhando, colocando em ação as melhores estratégias para que seu site continue em ascensão. 

O que é tráfego orgânico?

Como o próprio nome revela, orgânico vem de integral, natural, ou seja, sem que seja preciso de um ‘’apoio’’ para que se fortaleça. Quando se pensa em marketing digital, entra no contexto de acessos sem um custo direto, ou seja, as pessoas encontram e navegam em seu site por conta própria, advindas dos mais famosos buscadores, como o Google.

Segundo uma pesquisa do site Moz, mais de 70% das páginas que estão na primeira página dos motores de buscam resultam em tráfego orgânico para sua plataforma. Na lógica, a pessoa que usa determinada palavra-chave e tem seu site como primeira opção, com certeza não hesitará para clicar e saber se o conteúdo se encaixa em sua pesquisa. 

Para chegar nesse nível excelente, é preciso se atentar às estratégias de SEO. É por meio delas, em grande parte, que o Google considera uma página apta a aparecer entre as primeiras, destacando para que milhões de pessoas possam acessá-la. Assim, se você sabe como fazer esse gerenciamento, pode aumentar o status de seu site na rede e tornar-se até tendência entre muitos internautas.

Ao perceber que diversas pessoas entram e navegam em determinada página, o Google supõe que ela realmente cumpre os requisitos de um bom conteúdo e sempre irá destacá-la caso tudo esteja dentro de seus padrões. Para o desenvolvedor, claro, isso é perfeito, pois é um tráfego simples e resultado do uso das ferramentas que tem na mão. Não é preciso gastar mais por isso, apenas considerar um bom trabalho de SEO e todas as estratégias essenciais de marketing digital. 

Nesse contexto, é bom deixar claro que você pode não ter pago pelos cliques em si, mas seu site envolve outros custos primordiais para que o tráfego orgânico seja gerado, como a estrutura total (servidor, design e conteúdo), até a contratação de profissionais direcionados para isso (redatores, conteudistas, entre outros).

O que é tráfego pago?

Ao contrário do orgânico, o tráfego pago remete a todos os acessos por meio de um anúncio e canal para que os visitantes cheguem até seu site. Essa modalidade é muito comum na web hoje em dia, com diversos desenvolvedores investindo em cada vez mais recursos para divulgar sua empresa.

De qualquer forma, manter anúncios ativos e atrativos também é um desafio, ou seja, tráfego pago não é garantia de uma métrica crescente e suplementar de acessos. Você precisa ser intuitivo e promover um ótimo conteúdo para que os internautas realmente comprem sua ideia.

O tráfego orgânico, em geral, é adquirido por algumas ferramentas que são tendência, como o Google Adwords, redes sociais e e-mail marketing. No primeiro caso, o Adwords refere-se aos anúncios patrocinados do Google, que aparecem sempre em destaque no buscador. Usando palavras-chave, assuntos tendência e CTA (call-to-action/chamada para ação), é possível chamar atenção das pessoas e render bons acessos tanto para um conteúdo específico quanto para sua página em si.

Já as redes sociais têm papel satisfatório e eficaz quando se trata de tráfego pago, justamente porque nelas se concentra milhões de pessoas constantemente. Um anúncio patrocinado no Facebook, por exemplo, leva muita gente a gostar do post, acessar a página e, melhor que isso, compartilhá-lo para diversos indivíduos. Essa viralização é benéfica e rende um número incrível de redirecionamento para seu site, que pode acontecer também em outros meios, como o Twitter e Instagram, por exemplo.

Outras técnicas também compreendem ao tráfego pago e podem render boas métricas também, como uma campanha no e-mail marketing ou o remarketing, que também está em alta e leva a muitas vantagens. Para saber mais, leia nosso post sobre Remarketing.

Tráfego orgânico x Tráfego pago: qual o melhor?

Agora que você já sabe as características de cada tipo de tráfego, fica mais fácil escolher qual dos dois é melhor para seu negócio online. Ambos têm vantagens e podem ser utilizados de boas formas, gerando muitos ganhos que são essenciais para qualquer página, pois acessos rendem mais lucro e reconhecimento. 

Na nossa opinião, você deve complementar os dois e aproveitar o máximo de cada um deles. Esse é o melhor modo, considerando os benefícios e focando tanto em um bom plano de SEO, com conteúdo de excelência, quanto investindo em um anúncio patrocinado desse mesmo texto, que tem todo o potencial para chamar atenção e render bastante na rede.

É claro que todo mundo quer que o tráfego orgânico seja o destaque, pois é melhor ser referência sempre. Porém, o pago também é necessário em algumas horas e, desde que você tenha condições, pode usufruir dessa alternativa sem problemas. O objetivo, em todo caso, deve ser trabalhar sempre para um site bom e uma ótima experiência para os clientes. Assim, você conquista credibilidade e deixa sua plataforma sempre em ascensão.

Gostou de nosso post? Compartilhe: