Quando o Freelancer deve desistir de um projeto ou até mesmo da sua área de atuação?

17/10/2019 às 08:16 Ajuda

Quando o Freelancer deve desistir de um projeto ou até mesmo da sua área de atuação?

A carreira freelancer tem sido uma opção viável e rentável para muitos profissionais do mercado, mas é preciso frisar que não são todos que alcançam o sucesso.

A busca pela flexibilidade de hora de trabalho, liberdade criativa e a possibilidade de trabalhar com uma estrutura bem básica é o que atrai pessoas a se tornarem freelancers.

No começo estamos sempre muito motivados e buscando todas as maneiras possíveis de viver como freelancers e não precisarmos mais ter patrões ou vivermos enclausurados em um escritório.

O problema é que nem sempre as coisas saem como planejado e é nesse momento que a desistência de um projeto ou até da carreira passam pela nossa mente.

Por que você quer desistir do seu projeto freelancer?

Existem vários motivos que podem ser os pivôs do fim de uma carreira freelancer. Quando você deseja desistir de um cliente, por exemplo, é porque você não está feliz com alguma coisa.

Listamos abaixo alguns fatores que podem te desestimular a desistir de um job, confira:

  • Cliente cobrando mais do que o contratado.
  • Atraso em pagamentos.
  • Desrespeito de prazos e cobranças exageradas por parte do cliente.
  • Você sente que o seu trabalho não é reconhecido pelo cliente.

Estes são motivos plausíveis para que você desista de um trabalho como freelancer. Veja bem, estou falando aqui de desistir de um job e não de sua carreira como freelancer, ainda chegaremos lá.

O que esperamos do cliente é um tratamento cordial e gentil, respeito a prazos e pagamentos, e o reconhecimento pelo nosso trabalho. Isso é o mínimo que esperamos de quem nos contrata.

No mercado, existem clientes e clientes, então você deve estar preparado para este tipo de eventualidade. E quando digo preparado é para dizer NÃO. Isso mesmo, pegar jobs de clientes que não honram com suas obrigações é totalmente desestimulador.

A nossa dica é que você monte um perfil de cliente ideal para os seus freelas. Como assim? Basicamente, esse perfil deve listar algumas características do cliente, desde dados pessoais até budget, por exemplo, e também é preciso listar as soluções que você pode oferecer, para ter a certeza que poderá resolver o problema do cliente.

Assim, você evita maus clientes e com isso não perde tempo com jobs que não valem a pena, evitando qualquer tipo de estresse.

A ideia é que você possa selecionar seus clientes, isso mesmo, lógico que temos que contas a pagar e precisamos de trabalho, mas porque pegar trabalhos que só gerarão estresse e não terão uma boa compensação financeira? Pense nisso!

Por que penso em desistir da carreira freelancer?

Assim como dissemos acima, quando pensamos em desistir, é porque existem motivos, que às vezes ainda não estão claros em nossa mente. Neste artigo, vamos falar sobre eles. A necessidade de ter sucesso como freelancer muitas vezes gera metas e objetivos irreais.

E isso acaba culminando em péssimas decisões, má administração de carreira, entre outros fatores, que destroem o nosso sonho inicial de sermos freelancers de sucesso. Existem alguns motivos principais para desistirmos de ser freelancers, são eles:

  • Você não se sente realizado, não está feliz com seu trabalho e sente que não é reconhecido no mercado.
  • Você não está conseguindo muitos clientes e sente que terá que largar a carreira freelancer para voltar a um emprego formal ou alguma outra função que lhe garanta o seu sustento.
  • Você se apaixonou por outra área de atuação e começa a vislumbrar a possibilidade de trocar de carreira.

Vamos destrinchar agora cada uma das afirmações acima para lhe ajudar a entender o motivo da sua possível desistência, veja:

“Você não se sente realizado, não está feliz com seu trabalho e sente que não é reconhecido no mercado.”

Isso acontece bastante. Um dos motivos pelos quais, as pessoas trocam empregos formais por freelas é por terem o seguinte pensamento: “Quero trabalhar com algo que eu gosto, assim não terei mais que trabalhar na vida”.

Bom, na minha opinião, isso é uma grande ilusão! Se você tinha esse objetivo antes de se tornar freelancer, você tomou a decisão errada. A carreira freelancer deve estar atrelada a sua liberdade criativa, a flexibilização dos horários, entre outros fatores.

Confira também: Hospedagem ilimitada existe?

Somente depois de conseguir uma estabilidade no mercado é que você deve sonhar em dispensar projetos que você não queira fazer.

E mesmo que você só faça projetos que goste, sempre podem a ver empecilhos, entraves com clientes ou simplesmente dias em que você não está feliz com alguma coisa.

Felicidade é momento! Por isso, deixar o seu trabalho como freelancer para trás por isso não é uma boa ideia. A nossa dica é que você possa rever seus conceitos e aplicar uma nova estratégia, aprender mais sobre sua área, para dar a volta por cima.

Você não está conseguindo muitos clientes e sente que terá que largar a carreira freelancer para voltar a um emprego formal ou alguma outra função que lhe garanta o seu sustento.

Sonhou em viver de freela, mas isso não está acontecendo? Está demorando mais do que você imaginava?

Então, a nossa dica é bem simples: não se desligue totalmente do mundo freelancer. Por mais que você retorne a um trabalho formal, sempre busque ter um projeto ou pegar jobs pequenos para se manter ativo.

Afinal, nunca se sabe, às vezes é só uma maré baixa de clientes no mercado ou então você não está desenvolvendo uma boa estratégia de marketing. Aqui no nosso blog, temos vários artigos com dicas para freelancers, dá uma procurada e leia estes conteúdos.

“Você se apaixonou por outra área de atuação e começa a vislumbrar a possibilidade de trocar de carreira.”

Está querendo mudar de área de atuação? Então, é preciso considerar os riscos.

É lógico que você deve ir atrás da sua felicidade, mas largar a sua carreira freelancer de uma hora para outra para investir em uma incerteza pode ser um “tiro no pé”.

O ideal é que você vá se introduzindo aos poucos em um novo mercado, a transição entre uma área e outra deve ser progressiva.

Esse é um motivo plausível para deixar a carreira freelancer para investir em outra área, e quem sabe, no futuro, trabalhar como freelancer dentro da sua nova área de atuação.

Gostou? Confira outras dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Hospedagem de Site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: