Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

Dicas para acertar na sua estratégia SEO

02/09/2020 às 16:57 SEO

Dicas para acertar na sua estratégia SEO

As estratégias SEO são apresentadas como a solução para seus problemas de marketing digital: prometem a primeira página, engajamento, conversão, etc.

Afinal, basta usar algumas palavras chaves e seu site vai estar entre os primeiros. E se isso não acontecer organicamente, é só investir em Google Ads, certo?

A verdade é que não é bem por aí. Para que o SEO dê resultados reais no seu site, é preciso se ligar em alguns aspectos importantes.

Pesquisa da palavra chave

Começando do básico, pesquise a fundo as palavras chave que podem ser utilizadas na busca pelo seu serviço.

Para escolher uma boa palavra chave você deve considerar como seu serviço será buscado e quais serão as palavras long-tails e head-tails utilizadas.

Palavras long-tails (ou cauda longa) são aquelas que são mais longas e especificas. Seu volume de busca é menor, mas costumam contar com maior conversão pois quem busca desta forma já possui algum conhecimento no assunto.

Já as head tail são curtas e genéricas, com grande volume e pouca conversão. São excelentes para atrair o público do topo do funil.

Objetivo de busca

Ok, entendeu sobre cauda longa e cauda curta? Agora entenda o que o usuário precisa encontrar com esta busca.

Na verdade é até simples, se a sua cauda longa for por exemplo: “como fazer sabonetes artesanais cheirosos”, o seu post deve ser abrangente e completo certo?

Mas acima de tudo, ele deve ensinar a fazer sabonetes artesanais cheirosos, pois é isto que o usuário buscou.

Para trabalhar melhor o objetivo de busca, o funil de vendas funciona muito bem atraindo o público geral (topo do funil) por meio das head tails e o segmentando e educando a utilizar as long tails.

A partir das long tails se torna cada vez mais fácil identificar exatamente o que o usuário precisa.

Verifique os primeiros resultados

E porque não ver o que os melhores estão fazendo? Antes de criar seu conteúdo de fato utilize as palavras chaves descobertas no Google e dê uma lida nos primeiros resultados.

Se atente aos seguintes pontos:

  • Como as palavras chaves apareceram nos textos
  • O tamanho dos textos
  • Quais informações cada texto esqueceu. Ao analisar diversos conteúdo você criará uma visão abrangente e poderá criar um conteúdo que unifique tudo que um esqueceu, mas outro não, em um só conteúdo.

Invista em URLs amigáveis

A URL é o endereço da sua publicação ou site. É por ela que os bots do Google começarão as análises de posicionamento. Logo, é importante que sua palavra chave apareça na URL.

Mas além disso, URLs amigáveis devem ser legíveis pelo público de forma a poderem identificar o assunto tratado na página. Um exemplo de URL amigável seria:

Já uma não amigável poderia ser:

Percebe a diferença gritante?

Além disso, quando se dedicar a revisões, não altere URLs, já que isso pode ocasionar numa perda autoridade e posicionamento que levaram tempos para serem conseguidos.

Mantenha o conteúdo atualizado

Infelizmente (ou talvez felizmente para nós que não fazemos isso), muitos esquecem de aplicar atualizações constantes em seus conteúdos.

Uma vez que o conteúdo é publicado e alcança uma bia posição, ele é deixado lá como se nunca fosse cair, o que é um grande engano.

Aliás, quanto melhor posicionado seu conteúdo mais chances ele tem de cair se não for atualizado e isto é muito simples de entender: conteúdos bem posicionados devem oferecer informações, as mais relevantes possíveis, e em mundo dinâmico como o nosso o que é relevante aumenta a cada dia.

Saiba deletar conteúdo irrelevante

É comum que com o tempo, o número de publicações no seu site chegue a números imensos. E claro, ao longo do percurso alguns posts podem ficar redundantes, inconsistentes ou mesmo não se encaixarem na estratégia de backlinks.

Identificar estes conteúdos trazem duas escolhas: ou deleta-los ou reescreve-los. E é preciso muita perspicácia para saber decidir qual fazer.

Talvez o post realmente não se encaixe em seu site mais e precise ser apagado. Acontece.

Invista no mobile

Basta observar as pessoas no metrô e vemos a realidade: a internet móvel está em todo lugar e é mais acessada que por computadores.

Basta ver também como o Google penaliza sites que não se adequam ao estilo mobile, isto é, não são responsivos.

O mobile já deixou de ser um diferencial há muito tempo e virou a regra da vez.

Conheça o buzz content

Buzz contente se refere a criação de conteúdos que estão em alta, como trends topics.

Esses conteúdos tem muito potencial atrativo já que embarcam na onda do momento e cria excelentes picos de acesso ao site.

Configure a abertura de links em novas guias

Por fim, lembre-se que entre os muitos fatores analisados pelo Google, um deles é quanto tempo o usuário passa em seu site. Logo, se ao clicar em um link o seu leitor for direcionado a outra página o seu score pode ser prejudicado e aquilo que devia ser um baita conteúdo pode acabar ficando esquecido.

Outro fator sobre isso, é manter a experiencia do usuário em alta. Ao abrir em uma nova guia o leitor poderá terminar o texto e passar para a aba recém aberta. Isso ainda serve para aumentar a permanência do leitor em seu site, o que lhe dá mais alguns pontos em ranqueamento.

Gostou de nosso post? Compartilhe: