Dez práticas de segurança no WordPress

18/11/2017 às 18:12 WordPress

Dez práticas de segurança no WordPress

Conheça dez práticas de segurança na plataforma WordPress que podem manter seu site sempre seguro, garantindo mais vendas

As práticas de hackear sites tem crescido assustadoramente nos últimos anos, em todo o mundo. O WordPress é uma das plataformas mais famosas da web e também acaba na mira dos famosos hackers, ficando vulnerável a eles. Segundo uma recente pesquisa sobre segurança no WordPress, 38,5% dos entrevistados alegaram que tiveram seu site comprometido em algum momento. Através desse artigo, você vai conhecer 10 práticas de segurança no WordPress que podem salvar seu site de ser hackeado. Leia até o final e conheças quais são.

Mantenha o WordPress sempre atualizado

Essa é uma das mais importantes práticas de segurança no WordPress. Segundo uma recente pesquisa divulgada pelo Securi, cerca de 52% dos sites em WordPress estavam desatualizados e foram hackeados. Se você não quer ser o premiado da vez, faça atualizações constantes em seu site. Vale ressaltar que toda atualização é importante, pois ela pode corrigir bugs e eventuais falhas de segurança do site.

Use senhas fortes

Quando você instalar o WordPress, coloque uma identificação que seja difícil de ser descoberta. A maioria dos usuários não alteram o nome do usuário e a senha imediatamente, o que torna o site mais fácil de ser hackeado. Uma boa dica é colocar um nome de usuário administrativo que seja difícil, durante a configuração da plataforma. Com a senha deve ser a mesma coisa e se possível, use letras e números. Conheça mais sobre os serviços oferecidos por nossa empresa em Hospedagem para WordPress

Mantenha uma verificação de tentativas de início de sessão

Alguns hackers invadem os sites usando a persistência, ou seja, tentando colocar o nome do administrador e senha repetidas vezes até que os dados coincidam com o que você usa. Se você tornar limitado o número de tentativas de login pode ser muito mais seguro para seu site. Alguns plugins de segurança para o WordPress pode te ajudar com isso. Eles boqueiam IPs que tentam fazer login à força, aumentando a segurança do site de sua empresa. Essa é uma das mais importantes práticas de segurança no WordPress

Gerencie plugins e temas

Tenha muita cautela ao ativar qualquer plugin em seu site. Você sabia que mais da metade da invasão de sites em WordPress são causados por falhas de segurança dos plugins? Faça a opção de instalar aqueles que são atualizados de maneira constante e não se esqueça de que um plugin mal codificado pode tornar seu site muito mais vulnerável a invasão dos hackers. Conheça mais sobre esses e outros assuntos clicando em Hospedagem com WordPress

Escolha bem o seu plano de hospedagem

Quando for escolher sua empresa de hospedagem, tenha certeza de que está contratando uma empresa confiável e que esta não apresenta problemas relacionados à segurança. Verifique também se a empresa é otimizada para executar o WordPress. Faça uma pesquisa antes ou peça indicação de amigos.   Aproveite e leia também nosso post sobre Dicas de SEO para WordPress

Atualize o antivírus no seu computador

Nem sempre é o site que apresenta falhas na segurança.  Todos os dispositivos que você usa para acessar seu site também devem estar livre de malwares. Se seu computador estiver infectado com qualquer tipo de vírus, todos os seus dados como nome do administrador, senha de acesso e demais informações importantes podem ficar em risco. Tenha certeza de que todos os computadores usados para administrar o seu site, tenham um programa de antivírus instalado e que seja atualizado constantemente.

Tenha um processo de autenticação de login em 2 etapas

Essa é mais uma das práticas de segurança no WordPress. Se você tiver um processo de autenticação de login feito em 2 etapas, praticamente anulam as chances do seu site ser invadido por ataques de força. Quando você fizer o login, o sistema vai te pedir um código de autenticação todas as vezes que alguém tentar acessar seu site. Esse código somente é enviado para o telefone autorizado ou pode ser até um código secreto escolhido previamente pelo dono do site.

Mova a página de login

Não se esqueça de que o endereço de login padrão de qualquer conta no WordPress é padrão. O maior problema é que todas as pessoas sabem disso, inclusive os hackers e quando um deles conhece sua página de login, ele pode tentar decodificar a sua senha. Se isso acontecer, você vai ter muito estresse e dores de cabeça. Para ocultar sua página de login, você pode alterar seu local instalando um bom plugin de segurança ou alterando o código-fonte da página, caso saiba trabalhar com programação.  

Faça backup dos dados regularmente

Não importa o tanto que você seja cauteloso, nada na web é 100% seguro. Mesmo que você faça isso ou aquilo para proteger seu site, existe sempre uma pequena chance dele ser invadido ou comprometido. Faça backups do seu site com frequência em banco de dados, arquivos de tema ou de mídias. Através de plugins programáveis, você pode fazer o backup automático de seu site em intervalos fixos regulares. Todo cuidado é pouco quando o assunto é segurança, certo?

Use um excelente plugin de segurança

Outra das práticas de segurança em WordPress. Use um plugin que seja totalmente confiável para seu site ficar seguro. Ao invés de adicionar vários plugins diferentes para cuidar da segurança da sua aplicação, instale um único plugin que cuida da maioria dos problemas mencionados acima e que também adicione outras medidas de segurança avançadas. Se você usa um plugin de segurança que seja popular, suas preocupações com segurança vão diminuir muito. Caso queira, pode até usar versões de plugin premium. Afinal de contas, vale a pena pagar um pouco a mais para garantir que o site de seu negócio fique completamente seguro, certo?

Ainda tem dúvidas sobre as práticas de segurança no WordPress? Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos. Para nós o cliente sempre vem em primeiro lugar e não medimos esforços para prestar um atendimento de qualidade.

Gostou de nosso post? Compartilhe: