Como melhorar seu template WordPress em 4 passos

01/10/2018 às 10:25 WordPress

Como melhorar seu template WordPress em 4 passos

Criar um template Wordpress é sempre um desafio, deixa-lo cada vez melhor, mais rápido, mais limpo, mais eficiente, tudo isso faz do seu projeto um sucesso ou um fracasso, então fique atento as dicas que vamos reunir para você.

Já demos 5 dicas para criar um tema WordPress do zero, com elas você vai entender o básico para não deixar nada a desejar na hora de iniciar o seu projeto e começar tudo com o pé direito.

Depois de um template pronto, com o tempo você pode notar a necessidade de criar novos recursos, melhorar algumas páginas, seguir novas tendências, mas como fazer isso da forma correta? Vamos dar mais algumas dicas interessantes que podem te ajudar muito nessa decisão tão importante para o sucesso do projeto.

Hoje é bem difícil ter total exclusividade de algum conteúdo, todos publicam sobre os mesmos assuntos, abordam os mesmos temas, a única diferença é a forma como isso é apresentado e entregue ao visitante, a experiência positiva ou negativa que ela deixa, isso irá fazer com que ele volte ou que nunca mais acesse a página, por isso é tão importante ficar atento a novas maneiras de trazer uma boa navegação para todos, entregar conteúdo de qualidade e em detalhes sutis ser diferenciado para a sua persona.

Não usar templates básicos e grátis que todos podem usar, focar em elementos de conversão, aproveitar o espaço sem poluir a página, acertar na combinação de cores, tornar tudo mais simples, usar animações e itens que chamem a atenção de forma positiva, tudo isso aumenta a efetividade do seu template para além de trazer uma boa maneira de apresentar o seu conteúdo, possa se tornar uma maneira rentável de manter o seu negócio.

Entendendo essas informações, vamos a lista de itens que vai te ajudar nesse processo de melhoria do seu template Wordpress atual e trazer novas experiências de navegação para seus visitantes.

Menos é mais!

Essa é uma dica que envolve alguns elementos, para as novas tendências de design e de fato melhores resultados, muitos desenvolvedores estão recorrendo a simplicidade, tipografia para melhor leitura, cores mais vibrantes, elementos mais simples, abordagem informal, imagens com “pessoas de verdade” e riscam da lista bancos de imagem.

Use ilustrações, torne as coisas mais leves, interaja de forma natural com os visitantes através de elementos que tragam uma experiência do dia-a-dia, não como um atendente de telemarketing, você não quer passar a sensação de ser só mais um site querendo empurrar informação, vender algo, usar uma abordagem empurrando um produto ao invés de realmente fazer com que o visitante se sinta a vontade para gostar do produto e se interesse por conta própria.

Páginas com variações, os testes A/B

Aproveite a mudança para experimentar novas abordagens, uma nova disposição de elementos, novos textos, novas cores, para isso existem as métricas de testes A/B, que ajudam a entender quais tipos de página e abordagem atingem melhor a sua persona, o que atrai mais cliques, o que aumenta o tempo de navegação, quais as melhores formas de aumentar a interação do visitante com o website e seus recursos.

Títulos e subtítulos das páginas, formulários de captação, imagens, widgets, botões de ação, todos esses itens entram na lista na hora de testar o que é necessário ou não alterar.

Você pode criar os modelos de página diretamente no seu template, você não precisa de plugins desnecessários para essa tarefa. Use as dicas de variação de cores para testar quais atraem mais resultados e convertem mais dentro dos seus objetivos, você pode usar ferramentas como o Google Optimize para complementar essa parte, e criar relatórios detalhados para analisar quais ajustes estão corretos e quais precisam ser melhorados.

Ofereça integrações

Atualmente existem dezenas de serviços que fornecem estatísticas e outros dados importantes na hora de estudar as melhores estratégias de conversão, aumento de tráfego, captura de leads, todas elas são fáceis de adaptar e em sua maioria usam apis e outras formas de integração, por isso tornar a tarefa do seu cliente mais fácil e mais completa pode ser um excelente caminho, sem uso de plugins de terceiros ou ferramentas muito complexas que vão te trazer mais dor de cabeça do que solução.

Busque trazer esses recursos nativamente para o painel através do seu projeto de template, com isso você pode controlar a qualidade do código e o quanto ele irá impactar na performance geral do carregamento.

Analytics, Hotjar, tawk, e-mail marketing, são recursos muito comuns em blogs ou sites de empresa, então porque não oferecer essa experiência de uso já dentro do projeto e sem o uso de plugins de terceiros, muitos deles são cheios de banners, recursos pagos, carregam códigos de rastreamento, nada disso é necessário e você pode contornar de forma rápida e fácil.

Torne seu template acessível

Contraste de cores, tamanho de fontes adaptável, alertas visuais além das cores, pontos de toque precisos em design mobile, todos esses detalhes podem ser facilmente contornáveis por muitos dos visitantes, algumas vezes são detalhes que na verdade passam completamente despercebidos, mas o seu projeto está preparado para ser acessível de verdade?

Com todas as tendências da web, acessibilidade deve ser sem dúvida uma delas, a internet é amplamente utilizada por portadores de necessidades especiais, e entre o que compete os websites, temos libras, baixa visão, daltonismo, etc, então porque não disponibilizar uma experiência satisfatória a todos?

Um ótimo projeto para começar a entender mais desse propósito é o tota11y, mantido pela Khan Academy.

Conclusão

Essas dicas podem ser usados em diversos projetos, de simples  aos mais complexos, se você já está com um plano de hospedagem de site pode pensar em migrar para um novo plano, com mais recursos e trazer seus clientes para ele.

Veja também nosso passo a passo para criar o seu blog e veja se você está por dentro de todas as novidades.

Gostou de nosso post? Compartilhe: