Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

7 dicas para reduzir a taxa de rejeição em seu e-commerce

7 dicas para reduzir a taxa de rejeição em seu e-commerce

21/03/2017 às 13:38Loja Virtual

7 dicas para reduzir a taxa de rejeição em seu e-commerce

A taxa de rejeição de um e-commerce, conhecida popularmente como bounce rate, pode soar como um problema familiar para muitos desenvolvedores. Esse é um dos principais desafios quando se trata do gerenciamento da loja virtual, já que é necessário que a conversão seja sempre ascendente e que as vendas mantenham um ritmo de crescimento.

O problema, porém, é quando os visitantes entram no site, ficam alguns segundos e já saem. Nesse caso, é porque não encontraram algo atrativo ou se incomodaram com algum detalhe. Segundo o site gringo VWO, em 2015 a taxa de rejeição média do comércio eletrônico foi de 57%, um número alto, mas que, dependendo da página e de suas funcionalidades pode ser maior ainda. Logo, se o seu e-commerce se enquadra nessa porcentagem, é ideal seguir algumas práticas para aumentar o engajamento.

Para te ajudar a reduzir a taxa de rejeição em seu e-commerce de uma vez por todas, preparamos algumas dicas e estratégias simples que vão ajudar bastante. Siga, coloque em ação e conte o resultado.

Atente-se ao ‘tamanho’ da barra de pesquisa

Uma razão para a alta taxa de rejeição de e-commerce é que os visitantes não são capazes de encontrar o que eles estão procurando. Para combater esse problema, você deve fazer sua barra de pesquisa o mais proeminente possível.

De acordo com relatórios de especialistas, uma caixa de pesquisa ideal deve ter, em média, apenas 18 caracteres. Embora você possa digitar consultas longas em caixas curtas, o problema é que somente uma parte da consulta estará visível de cada vez. Isso dificulta a edição ou a revisão da consulta. Justamente por isso, a dica é torna-la mais dinâmica e curta possível, sobretudo quando se refere a slogan de site, títulos de produtos e de eventuais postagens.

Pense sempre na velocidade

Um site que carrega em um ritmo lento pode ser considerado o paraíso de rejeição. Para cada segundo extra que as suas páginas da Web levam para carregar, suas conversões podem cair. Uma pesquisa do site Decibel Insight sobre o tempo de carregamento da página e a taxa de rejeição diz que os carregadores lentos têm uma taxa de rejeição 72% maior do que os carregadores rápidos e uma taxa de rejeição 38% maior do que os carregadores médios.

Um site de carregamento rápido também obtém pontuações altas nos rankings de pesquisa. A velocidade do site é fundamental e você deve tomar todas as medidas possíveis para tornar o seu mais rápido. Portanto, vale a pena se atentar nessa proposta e, caso seja necessário, até mudar para um servidor mais potente.

Tome cuidado com formulários e pop-ups chatos

Imagine que você acabou de entrar em uma loja de roupas. Você está andando em seu quando de repente um vendedor surge com um formulário de feedback. Ele pergunta o que você gostou na loja, o que faria você voltar, você recomendaria a loja a um amigo, ou se tem o cartão do local. Pense bem e diga: como você reagiria? Dispensa educadamente ou fica bravo a ponto de ir embora da loja?

Agora, pense em compras online, quando você está navegando no site e surge aquele formulário chato na tela. Esses pop-ups  são muito parecidos com esse vendedor que quer fazer uma pesquisa na loja física.  Não que sejam ditos como problemas, ao contrário, alguns especialistas consideram até como interessantes para realizar pesquisas de satisfação. O que você precisa saber, porém, é programar a hora certa do formulário aparecer. Se for logo de cara, com certeza o cliente ficará irritado e abandonará seu site imediatamente.

Invista nas melhores ofertas, descontos e promoções de tempo limitado

Uma maneira de envolver os visitantes na página inicial é exibir suas melhores ofertas e descontos com banners interativos. Mas só isso não basta. É preciso focar no sinal de urgência e no tempo determinado, para que a pessoa se sinta instigada a comprar logo.

Se você anuncia um smartphone, por exemplo, pela metade do preço, deixe claro que a oferta vale por poucas horas ou para os primeiros 100 clientes. Assim, é impossível o cliente não dar um crédito e logo fazer a transação. Além de reduzir a taxa de rejeição, ainda aumenta a conversão com ótimas vendas.

Elimine as distrações e foque no conteúdo principal

Muitas opções confundem as pessoas e prejudicam a ação. Por isso, é bom evitar aquele ‘’bombardeamento’’ de informações na página inicial para não assustar e espantar o cliente, sobretudo quando se trata de pop-ups. Pense que uma versão simplificada é sempre a melhor alternativa, o velho caso do ‘’menos é mais’’.

Ofereça mais opções de suporte/atendimento

Embora a busca de produto aprimorada e uma seção de ajuda resolvam um monte de consultas de clientes, ter um recurso de bate-papo ao vivo de 24 horas é um grande impulso, assim como opções como mensagens em redes sociais, por exemplo, fatores que vão muito além dos convencionais e-mail e telefone.

Nesse caso, instalar um widget de chat ao vivo mostra que seu e-commerce está sempre à disposição dos clientes, assim ele se sente amparado e dificilmente rejeitará sua página. Seja intuitivo e pense em ações com alto desempenho, para que ele não perca tempo na pesquisa, navegação e nas compras.

Aposte em um design responsivo

Seus visitantes querem acessar seu site de qualquer forma e a hora que acharem conveniente, seja a partir de um laptop, tablet, smartphone ou às vezes usar todos os três dispositivos. Sendo assim, ter um design responsivo proporciona uma ótima experiência de visualização em diferentes navegadores e aparelhos. Ele garante que o layout é redimensionado de forma que o texto e as imagens não quebrem e fiquem desarmônicos. Assim, a qualquer hora as pessoas podem navegar e comprar, sem rejeitar um site que não carrega do jeito correto.

Seguindo essas dicas, você verá que seu e-commerce pode ganhar muitos clientes e a taxa de rejeição diminui drasticamente. Aja sempre como gosta que ajam com você, coloque-se no lugar dos consumidores e tenha bom senso. Assim, você conquista o público de modo orgânico e começa a colher ótimos frutos. Até mais!

Gostou de nosso post? Compartilhe: