5 maneiras de melhorar a logística na sua PME

05/04/2019 às 22:09 Ajuda

5 maneiras de melhorar a logística na sua PME

A pequena e média empresa é uma classificação que considera o porte de um negócio com relação à quantidade de trabalhadores empregados e ao rendimento anual somado.

Esse perfil está em ascensão no Brasil e tem contado com uma concorrência incisiva no mercado, de modo que a necessidade de que as PMEs sejam realmente eficientes em suas entregas de produtos e serviços aos clientes.

Para tanto, algumas medidas podem ser implementadas para se melhorar a logística das PMEs, diminuindo as despesas e os imprevistos, e aumentando a lucratividade, como por exemplo:

1 – Mapeamento de todos os processos internos da PME:

O aperfeiçoamento dos processos perpassa conhecê-los bem, ou seja, a reunião de informações que estejam relacionadas desde a elaboração dos produtos até sua entrega aos clientes deverá fazer parte da rotina de logística da PME, de modo que os pontos positivos das etapas sejam repetidos e os negativos sejam repensados e eliminados em favor de sua eficiência.

Sempre atenta à concorrência, é aconselhável conhecer os processos das outras PMEs do mercado, aproveitando o que lhes é diferencial e não absorvendo os seus erros, destacando-se.

2 – Como funciona o estoque da PME?

Saber os produtos que entram e saem do estoque da PME é essencial para conhecer sua rotatividade.

Essa informação pode ser associada ao perfil de seus consumidores e à sazonalidade do mercado, o que, por sua vez, contribui para campanhas mais pontuais, para a economicidade (pois, o quantitativo do estoque estará de acordo com a demanda, vendas não serão perdidas, nem haverá atrasos ou faltas nas entregas) e para que se tenha menos capital parado a ser revertido em recursos a serem usados futuramente em outros ramos da PME.

Leia também Logística reversa no e-commerce: saiba como funciona

3 – Investimento em software de controle logístico:

A automatização das tarefas é uma tendência no processo logístico das PMEs. Com opções cada vez mais integradas, o sistema informatizado de gestão atua em diferentes frentes na empresa, desde o controle do estoque até sua gestão financeira em seus diversos aspectos.

Um software de gestão que ou contabilize os inventários ou controle a cadeia de suprimentos é primordial para que a entrega seja mais produtiva, desbastando as equipes do tempo, empenho e dinheiro gastos em atividades que poderiam ser automatizadas, reduzindo o retrabalho e as falhas, detectando erros em tempo de serem corrigidos e dando-lhes a oportunidade de focar em outras tarefas da empresa.

4 – Estabelecimento de parcerias necessárias com os fornecedores:

Trata-se da possibilidade de que os processos sejam otimizados quando fornecedores parceiros entram nas atividades da PME, isso quer dizer que eles somarão e compartilharão com suas entregas, economizando tempo, dinheiro e empenho, aumentando a lucratividade e produtividade da empresa.

No caso das operações logísticas, a gestão de estoque, a otimização da cadeia de suprimento, o controle do caixa, a logística dos deslocamentos e a solicitação de produtos em caso de estoque em baixa, por exemplo, podem ser tarefas a serem realizadas pelos fornecedores na PME.

Exemplo prático:

Quando o sistema de gerenciamento da cadeia de suprimentos é compartilhado com os fornecedores, essa é uma das formas de se sanar o problema que há ou na falta de produtos em estoque ou em seu excesso que também é prejudicial.

Quando um fornecedor tem acesso automatizado da base de dados da PME, há produção e entrega conforme esse número de controle.

5 – Integração da equipe na cadeia logística:

Quando a equipe tem o acesso aos dados da PME e ciência do lugar de cada gestor no processo da sequência produtiva do negócio (incluindo a entrega aos clientes e as metodologias do pós-venda) é mais fácil a elaboração e a aplicação de estratégias que realmente deem certo em cada etapa.

A ideia da equipe, em seu estado reunido, converge-se na possibilidade de que um plano de ações mais incisivo e integral seja absorvido, alinhando a participação de todos dentro de toda a logística da PME.

Conheça o serviço de Loja Virtual custa a apartir de R$39,00 mensais com 40 produtos (cada plano tem sua quantidade de produto-limite). Confira já!

Gostou de nosso post? Compartilhe: