Script de vendas por e-mail: como fazer

17/07/2018 às 08:40 Ajuda

Script de vendas por e-mail: como fazer

O e-mail é uma das ferramentas mais poderosas para você interagir com seus clientes, seja com o público mais quente e que pode comprar de você a todo momento ou seja com os possíveis clientes, que ainda não possuem tanta confiança ou fidelidade ao seu serviço.

E até por atingir tantos públicos diferentes, fica fácil entender porque essa é uma ferramenta que ainda está muito longe de se tornar obsoleta.

Muitos podem pensar que não, mas o e-mail está mais vivo e mais poderoso do que nunca. Mas é necessário saber usar, saber como atingir o seu público e como interagir da forma correta com os clientes.

E é por isso que o texto de hoje vai falar sobre como fazer um script de vendas por e-mail.

Você já conhece o nosso serviço de E-mail Marketing? Ele possuí custos a partir de R$45,00 mensais com 10.000 disparos (cada plano tem sua quantidade de disparos correspondentes). Confira!

É claro que cada tipo de público vai exigir um texto diferente, cada tipo de serviço faz com que o seu tipo de escrita mude, mas existem alguns pontos que são comuns para todos e é exatamente sobre eles que queremos falar aqui.

É importante entender que, não importa qual seja o seu serviço ou produto, qual seja o seu público-alvo ou qual seja o tipo de venda que você queira fazer, fazer um bom script de vendas por e-mail é fundamental.

Você precisa construir confiança

A primeira coisa que precisa ser falada é sobre a sua relação com o público com que está vendendo.

Pode ser que você tenha uma lista de clientes fiéis e que já conhecem muito bem o seu trabalho e, se essa é sua realidade, você precisa concentrar suas energias para que essa lista aumente.

Construir confiança não é uma tarefa fácil, pois ela vai muito além de vender um produto ou serviço de qualidade.

Você precisa mostrar para o cliente que sua loja tem um diferencial, que você se importa com a opinião dele, que você quer conversar e está disposto a resolver todos os possíveis problemas.

Leia também: O que é e-mail marketing?

Mas quando falamos na construção de um e-mail, há um elemento que é fundamental: a pessoalidade.

Chamar a pessoa pelo nome faz com que ela se sinta especial, faz com que ela sinta que você se importa com ela, que você entende que aquele conteúdo em especial faz sentido para a vida dela.

Conte Histórias

Quando falamos em contar histórias, não falamos apenas de tentar usar alguma historinha para prender a atenção do leitor e depois tentar vender algo.

Estamos falando sobre fazer o seu cliente se interessar, querer saber o que acontece no próximo parágrafo, e no outro também.

Contar histórias é mais do que simplesmente pegar alguns elementos do seu e-mail e fazer com que eles façam um sentido de começo, meio e fim.

É fazer o leitor se identificar com o que está sendo contado, transformá-lo em protagonista daquela história sem ele perceber.

Fazer com que ele entenda, em um nível inconsciente, que aquilo que estamos contando não é simplesmente sobre nós, é sobre todos. E também sobre ele. Isso o atinge em um nível pessoal, o que dialoga diretamente com o tópico anterior.

Você não precisa vender em todos os e-mails

Quando falamos em e-mail marketing e em como fazer um script de vendas por e-mail, nos parece que há a necessidade de atingir uma meta de vendas por cada e-mail que envia, mas nem sempre isso é uma realidade.

É claro que, dependendo da sua empresa, isso pode até acontecer, mas para a maioria dos empreendedores online, a construção de confiança vem em primeiro lugar.

Por quê?

Porque uma pessoa pode deixar a sua lista a qualquer momento. E para ela ficar por lá, precisa achar que existe algo importante para ler.

Logo, se você tentar empurrar os seus produtos a todo custo e em todo e-mail, muitos vão acabar se afastando.

O ideal é que você construa essa relação aos poucos, mostre que a sua empresa faz mais do que simplesmente vender, que também se importa em produzir um bom conteúdo para o seu público.

Aqui, juntando todos os três tópicos desse texto, podemos criar uma conexão ao mesmo tempo que contamos uma história. E essa história pode ser contada através de diversos e-mails e então, no último deles, você anuncia o seu produto.

Como um agradecimento pela pessoa ter te acompanhado por toda essa história. Um agradecimento por ter te acompanhado por toda essa jornada até o fim.  Esta tática pode vir acompanhada de descontos, de promoções ou qualquer vantagem que preferir.

É também muito poderoso fazer com que as pessoas se sintam parte de um grupo seleto. Fazer com que determinada promoção seja feita especialmente para ela.

Você também pode se interessar: Como aumentar sua conversão com e-mail marketing

Qual a dificuldade em fazer o o Script para vender por e-mail?

Como você pôde perceber, fazer um script de vendas por e-mail pode ser algo muito diferente do que você imagina.

Não se trata de um anúncio que você coloca em um site, é muito mais do que isso. Trata-se da construção da relação da sua marca com seu cliente. E isso não é uma tarefa fácil.

Lembre-se que o conteúdo é rei. Nenhuma das técnicas citadas aqui vai funcionar isoladamente. Você precisa ter algo dizer, algo forte, impactante e que faça com que seus leitores se interessem a ponto de quererem clicar nos seus links.  

Aos poucos, você vai aprendendo que construir um script de vendas por e-mail é algo mais complexo do que imaginava, mas também começa a perceber que é algo que pode impulsionar o seu negócio de uma forma que também não imaginava.

É tudo uma questão de prática, tentativa e erro. Talvez nas primeiras tentativas você não consiga atingir todos os resultados que desejava.

Não se preocupe, mesmo no mundo da internet onde todas as coisas acontecem tão rapidamente, é necessário ter paciência e entender que o sucesso não vai aparecer da noite para o dia.

Gostou de nosso post? Compartilhe: