Saiba tudo sobre Mobile First!

Saiba tudo sobre Mobile First!

01/07/2017 às 12:10Loja Virtual

Cada vez mais popular e usual entre os profissionais do marketing digital e aficionados por tecnologia, o Mobile First é um conceito que é aplicado em projetos virtuais, direcionando a arquitetura e o desenvolvimento desses projetos aos dispositivos móveis e, por conseguinte, aos desktops. Criado por Luke Wroblewski (Diretor de produtos da Google) em 2009 e 2010, inicialmente em seu blog pessoal e em seguida publicado no A Book Apart, o chamado livro Mobile First, a leitura se tornou obrigatória para todos interessados em saber mais sobre essa técnica, bem como suas aplicações no mundo virtual.

Para o criador do conceito é simples poder colocar as informações em um site em sua versão desktop, especialmente quando há vários stakeholders envolvidos; sem contar que uma tela com as medidas de 1024 por 768 contém um espaço muito maior para se preencher. Todavia, o Mobile First é essencial, porque está em ascendência, uma vez que as pesquisas apontam que em 2017 há mais de dez bilhões de aparelhos móveis no mundo, ou seja, mais celulares do que pessoas, aumentando o tráfego de dados via mobile em mais de cinquenta por cento ao ano. A consequência disso para o mercado digital é que o dispositivo móvel se torna a maneira mais rápida e direta de atingir seus consumidores.

Outra vantagem é que lidar com o mobile exige foco, ou seja, tudo o que é voltado para essa tecnologia dispensa o supérfluo, desnecessário ou inviável na sua composição, pois nem há espaço para isso. Nesse caso, as principais buscas, os objetivos e funções pretendidas pelo usuário são logo identificados e disponibilizados para ele, desencadeando uma experiência mais dinâmica e intuitiva.

Outro aspecto interessante do Mobile First é sua capacidade de se estender, isso quer dizer que, diferente das ferramentas da web que são simples e limitadas pelo suporte de seus navegadores, o mobile tem muitos recursos intuitivos e interativos, como é o caso do GPS e da entrada touch que permite a simultaneidade de acessos, por exemplo.

A técnica do Mobile First está em alta, tendo em vista o crescimento exponencial no uso de aparelhos móveis no Brasil, por exemplo. O que torna imprescindível que os projetos web apliquem esse formato de modo a não apenas explorar mais consideravelmente o potencial dessa atividade, mas também facilitar e aperfeiçoar as experiências de seus usuários no uso dessa segunda dela, depois do desktop padrão dos computadores pessoais. Também chamada de Second Screen, a segunda tela é referente a qualquer dispositivo eletrônico adicional que permite ao usuário sua interação com o conteúdo a ser consumido virtualmente, como é o caso dos tablets ou smartphones.

De uma maneira geral, os projetos virtuais são voltados para o usuário, de modo que ele tenha a melhor experiência em seu uso. Portanto, a missão do website é a de satisfazer o seu usuário. No caso do Mobile First, essa prioridade muda, ou seja, quando o mobile é primeiramente pensado, o projeto é mais resumido e o foco é o uso de maneira mais dinâmica dos poucos espaços que estão disponíveis nas telas dos aparelhos móveis, ajudando os usuários a realizarem de maneira plena as tarefas por eles desejadas.

Se os sites eletrônicos já são projetados a partir da ideia do Mobile First, a interação que os usuários têm com a interface são mais fluidas e agradáveis já que a atenção pode ser dividida com outras telas de seu interesse, como é o caso da TV. Vale lembrar que a aplicação do Mobile First vai além dos aplicativos tradicionais.

Os dados do Mobile são constantemente atualizados, uma vez que esse cenário muda e se revoluciona com o passar dos tempos. Junto a essa realidade, empresas como Facebook, Twitter e Linkedin aderiram ao Mobile First. A Google, por exemplo, adequou todos os serviços disponibilizados pela empresa levando em consideração esse conceito.E desde 2015 passou a priorizar os chamados sites mobile friendly, ou seja, sites amigáveis para os dispositivos móveis, nos resultados de suas pesquisas. Assim, em linhas gerais, o conceito se resume a pensar com prioridade no mobile.  como forma de acesso rápido aos consumidores virtuais.

O Mobile First ajuda não apenas na identificação de serviços, produtos e necessidades do usuário, mas serve como ferramenta de marketing digital que permite um maior alcance a um tipo de público-alvo, por meio dos recursos adicionais que são próprios desse conceito. Estar conectado à internet cada vez menos se restringe aos computadores pessoais, e se estende ao uso dos tablets e smartphones na praticidade do cotidiano. E, para que essa experiência com a internet seja plena, pensar primeiro nos dispositivos móveis e no modo como que essa navegação se dará: o chamado Mobile First, em que se pensa primeiro no mobile e depois o ajusta aos desktops.

Ao desenvolver um site, se pensamos primeiro no desktop; sua versão mobile precisa de muitas adaptações para funcionar bem no espaço relativamente menor dos celulares, podendo inclusive muitos elementos serem eliminados nessa outra versão. Isso se dá porque colocar mais informações em uma tela maior é mais simples do que disponibilizá-la dinamicamente em uma menor. Desse modo, pensar primeiro no mobile torna mais fácil sua adaptação aos desktops, além de apresentarem uma experiência melhor aos seus usuários.

Entre os desafios do Mobile First, o tamanho menor da tela e a conexão móvel mais restrita são as mais importantes. Para tanto, lidar com esse conceito exige que se pense com mais atenção na arquitetura da informação, na usabilidade e na acessibilidade; de modo a priorizar a qualidade dos conteúdos acessados, a otimização de seus sites e a viabilidade da navegação do usuário.

Veja também nosso post: O que é preciso para montar uma loja virtual?

Gostou de nosso post? Compartilhe: