Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

Saiba como o teste A/B pode ajudar seu website

Saiba como o teste A/B pode ajudar seu website

11/09/2017 às 10:21Marketing

Entre as inúmeras vantagens do marketing digital, um mecanismo bastante importante para saber se a estratégia utilizada para alcançar sucesso no meio virtual é fundamental. Poder medir as resultantes de cada ação escolhida não apenas te ajuda a entender melhor a contrapartida de seu público, mas também a conhecer, modificar ou até mesmo exterminar medidas, de acordo com seu retorno. O constante aperfeiçoamento e a capacidade de se adaptar às dinâmicas do mercado perpassam esse método. Nesse caso, para poder centralizar os seus objetivos e melhorar os mecanismos que você atualmente usa para alavancar seu e-commerce ou sua figura na internet, a realização de testes A/B é o mais recomendado. Resumidamente, trata-se de poder fazer dois testes, apenas mudando uma de suas variáveis, podendo chegar no final das contas ao que gerou os melhores resultados, avaliando-o.

Veja Também nosso post: O que é preciso para montar uma loja virtual?

Os testes A/B fazem comparações entre os componentes de marketing, objetivando definir qual desses componentes geram os melhores resultados, as maiores taxas de conversão. Diferentes dos testes multivariados que testam mais de um componente de uma só vez, os testes A/B trabalham somente com uma variável, ou seja, duas variações de cada vez, optando pelo melhor entre as duas.
Nessa estratégia, não há espaço para especulações sobre o que funciona melhor ou pior para seu público, pois sua execução é o que te dará essas respostas mais assertivamente, pois se dá a partir de números, de fatos. Esse tipo de teste revela alguns ajustes que são necessários nas páginas de seu site ou no tipo de seu e-mail marketing, de modo que eles venham a gerar mais leads e visitas.

Os testes A/B podem ser feitos em Landing Pages (que são páginas de destino ou página de entrada, por onde o visitante chega a um site ou Loja Virtual, pois, ao clicar em um resultado em sites de busca ou clicar em um anúncio, é para essas páginas que os usuários são direcionados), nas Call to Action (no português “chamada para a ação”, são links de uma página que levam seus visitantes a realizarem ações, como uma compra virtual, por exemplo) ou em e-mails. No caso das páginas de destino, começar pelos tipos de oferta como um de seus critérios é uma boa dica. Isso quer dizer ter mais atenção e trabalhar com quais formatos ou conteúdo que mais agregam visitantes ao site, os convertem em leads e em potenciais clientes; sendo esses aspectos as variáveis a serem comparadas em seu teste A/B. Para os mais experientes, seguem os testes com os formulários, as imagens utilizadas, o layout e os elementos da página, entre outras coisas.

No caso dos testes que retornem com as melhores formas de aumentar o engajamento em seu e-mail marketing, o mais indicado é testar os seus formatos. Variando entre conteúdo de um só tópico, promoções, notícias, uso de imagens, CTAs diversos, horários de envios e outras coisas para saber o que funciona melhor. As Call to Action são mais bem testadas no seu critério de página de localização, pois ele revela dados importantes para o aumento de sua conversão, além de comparar tamanho, cores, formatos, elementos gráficos do CTA em seu teste A/B. A condução do teste A/B também é fundamental. O uso de ferramentas especializadas ou softwares de automação de marketing com essa funcionalidade são as alternativas mais usuais nos testes A/B, é o caso do Google Analytics e o Optimizely, um gratuito e o outro pago. Para os e-mails é possível o teste A/B sem ferramentas específicas, usando seus próprios artifícios.

A realização de um teste A/B começa com a determinação de uma amostragem de pessoas para que o seu teste tenha um encorpamento estatístico. Assim, é preciso saber para quantas pessoas é preciso enviar uma mensagem para que o teste A/B tenha relevância ou saber quantas pessoas precisam acessar sua página para isso. Esse número é conseguido através do uso de uma calculadora de significância, como é o caso da calculadora do Kissmetrics. Assim que for definida a amostragem do teste A/B, é preciso criar duas variações a serem testadas que tenham somente um elemento de diferença. Assim, se o teste for averiguar o sucesso de uma imagem em uma página, a dica é que haja uma página com uma imagem e outra sem ela, de modo que os outros componentes sejam os mesmos nos dois casos.

O modo como que o teste A/B se dará depende da ferramenta utilizada para sua execução. No caso dos e-mails, metade de sua amostra variará de um jeito e a outra metade de outro jeito, já para os usuários de páginas, eles visualizarão uma versão da página e sua outra metade, a outra versão. No final, é possível perceber qual variação foi mais eficaz, ou seja, recebeu mais visitas. Para medir os resultados alcançados com os testes A/B, é preciso aguardar tempo suficiente para que ele tenha sido testado até que alcance significância estatística, ou seja, uma quantidade satisfatória de acessos que possa ser usado como referência e justifique o seu resultado. É preciso também escolher a mesma métrica para se orientar e obter sucesso em seus resultados. Assim como é possível otimizar essa sua estratégia na busca pela geração de mais resultados, ter vários deles é o mais indicado e ter o controle dessas informações também, assim não irá repetir testes já feitos, vai aprimorar os mais bem-sucedidos e eliminar os que não deram certo. Saiba também os Passos para montar sua Loja Virtual

Gostou de nosso post? Compartilhe: