Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

O que é preciso para montar uma loja virtual?

O que é preciso para montar uma loja virtual?

14/06/2017 às 12:16Loja Virtual

Para quem deseja expandir os negócios de sua empresa ou, até mesmo, iniciar um empreendimento digital, montar uma loja virtual está entre as opções mais rentáveis. Para as empresas, poder contar com um canal online de vendas causará um grande impacto na receita gerada.

Isso porque o comércio eletrônico trará um fluxo de clientes e de vendas totalmente novos em troca de um investimento baixo (em comparação aos resultados obtidos).

Sem contar com o fato de que a manutenção de uma loja virtual é infinitamente menor do que os custos relacionados a uma loja física. De fato, muitas empresas decidem a atuar exclusivamente na internet, contando apenas com uma unidade para gerenciar a plataforma e a sua loja virtual.

Para quem quer montar uma loja virtual e não sabe como começar, elaboramos um guia completo com tudo o que você precisa saber. Saiba mais a seguir:

Por onde começar?

Alguns pontos precisam ser levados em consideração no momento de montar sua Loja Virtual. A seguir, falaremos um pouco sobre cada um deles.

Plataforma

Quando pensar em montar uma loja virtual, o primeiro ponto que deve ser levado em consideração é a plataforma que será utilizada. A plataforma será a base e a alma de seu e-commerce.

A escolha da plataforma deverá levar em conta as necessidades de sua loja tanto no presente quanto no futuro. Por exemplo: ela será capaz de suportar as mudanças que o seu negócio exigirá caso crescer?

Atualmente, existem três tipos de plataformas: gratuitas, as de código fonte abertas e as pagas. As plataformas gratuitas costumam apresentar muitas limitações, não permitindo a otimização da loja.

As de código aberto demandam de um conhecimento específico, porém está a disposição para serem modificadas de acordo com as necessidades. Por último temos as plataformas pagas: a melhor opção para as empresas, pois oferecem suporte de qualidade e todo o auxílio para o empreendedor gerenciar sua loja virtual.

Pagamentos

Depois de escolher a plataforma a ser utilizado, o segundo ponto que deve ser levado em consideração são os tipos de pagamentos que serão utilizados em sua loja virtual. Basicamente, existem três formas de receber pagamentos online:

Intermediadores de pagamento: para quem está começando, essa é a opção mais indicada. Isso porque essa opção é uma das alternativas mais simples. Além disso, os intermediadores de pagamento ajudam os lojistas contra fraudes e no adiantamento de recebíveis.

Gateways de pagamento: os gateways oferecem opções de pagamento mais complexas para os lojistas por possuírem conexões mais estáveis com as redes de crédito cobram uma taxa fixa por transação, o que torna essa opção mais em conta do que a primeira. Contudo, o lojista deverá contratar um sistema anti-fraude a parte.

Integração direta: essa opção é complexa e é indicada para lojas virtuais que já possui um centro de operações solidificado.

Para quem está montando uma loja virtual pela primeira vez, recomendamos a utilização dos intermediários de pagamento. Tanto pela facilidade de administração quanto pela segurança oferecida.

Sistema Anti-Fraude

Para quem trabalha no comércio ha algum tempo sabe que as tentativas de fraudes são recorrentes. No comércio eletrônico, as tentativas são maiores. Uma situação comum: uma compra acabou de ser realizada e o lojista não sabe que aquela venda foi realizada por um cartão de crédito roubado. Aí o produto é enviado, a operação é realizada e o empreendedor acaba ficando sem o dinheiro e sem a mercadoria.

Além disso, muitos hackers possuem programas que exploram falhas com o intuito de falsificar compras e gerar prejuízos nas lojas virtuais.

A melhor forma de evitar esse tipo de ocorrência é utilizar um sistema anti-fraude integrado ao sistema de pagamento utilizado em sua loja virtual.

Segurança

Além da proteção contra fraudes, outro ponto a ser levado em consideração para quem deseja montar uma loja virtual é a segurança. Isso porque você trabalhará com informações sensíveis de seus clientes, como endereços, histórico de compras etc. A segurança oferecida, tanto para as compras quanto para o armazenamento de informações, vai influenciar diretamente na receita de sua loja.

Quanto mais segurança possuir, mais vendas serão realizadas. Uma única falha de segurança pode ser capaz acabar com a reputação de uma loja virtual.

Essencialmente, existem dois tipos de segurança que devem estar presentes em qualquer comércio eletrônico. São eles:

SSL (Secure Socket Layer)

Como a maioria das lojas oferece a possibilidade dos usuários realizarem cadastro de informações sensíveis, então é necessário oferecer uma segurança para esses dados. O SSL é uma tecnologia que criptografa as informações trocadas, fazendo com que esses dados só possam ser acessados por quem possuir a chave para acessá-los.

Como essa chave é gerada automaticamente e de forma aleatória, desvendar o conteúdo das mensagens se torna uma tarefa difícil até para os órgãos de inteligência governamentais.

Scan de Aplicação e IP

O Scan está presente na maioria dos servidores e plataformas, e serve para buscar invulnerabilidades que possam ser exploradas por usuários mal-intencionados. Ao passar o Scan, o programa apresentará as possíveis falhas e as formas de corrigi-las. É uma ferramenta indispensável em qualquer loja virtual.

Marketing digital

Por último, saber como funciona e ter noções profundas de marketing digital serão essenciais para atrair clientes e estabelecer um fluxo de vendas satisfatório. A sua loja virtual não venderá, por si só, só pelo fato de estar montada e funcionando. É preciso que o público-alvo conheça os produtos, seja por meio de campanhas pagas ou através de tráfego orgânico.

Basicamente, contar com uma estratégia de marketing de conteúdo (com blog, página do seu negócio nas redes sociais etc) e campanhas de links patrocinados (anunciar no Facebook Ads e no Google Adwords) é excelentes formas de fazer marketing digital. Contudo, será necessário realizar um investimento e determinar quais serão as ferramentas utilizadas para atrair, construir uma audiência e vender seus produtos todos os dias, com o intuito de tornar sua loja virtual lucrativa e influência em sua área de atuação.

Agora que você sabe todos os pontos necessários para montar uma loja virtual, chegou a hora de começar a ver os detalhes de seu e-commerce. Já escolheu o tipo de plataforma? Comece por aí!

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário e participe da conversa!

Gostou de nosso post? Compartilhe: