Principais mudanças na correspondência de palavras-chave no Google

06/11/2018 às 16:34 SEO

Principais mudanças na correspondência de palavras-chave no Google

As mudanças nos mecanismos de busca são notáveis. O Google vem passando frequentemente por novas atualizações em seu algoritmo e isto dificultado bastante a vida de quem trabalha com SEO.

Não que as atualizações tenham tornado o ranqueamento pior ou mais difícil, pelo contrário o Google está cada vez mais esperto e tem reforçado os motores de busca contra tentativas de manipulação no ranqueamento.

Com a mudança atual, o Google deixou de considerar apenas a palavra ou expressão digitada pelo usuário, mas tem como foco buscar a interpretação da intenção do usuário ao fazer a pesquisa.

Com atualizações mínimas, mas constantes, os motores de busca passaram por mudanças intensas nos últimos anos.

Segundo o próprio Google, o que até certo ponto dificultou o ranqueamento de muitos sites, que antes obtinham resultados expressivos, trouxe benefícios e conseguiu o objetivo principal: melhorar a experiência do usuário.

O certo é que para alcançar o topo do ranking do Google hoje em dia é bem mais difícil do que era há alguns anos atrás.

Antes, os motores de busca eram muito criticados por que não conseguia coibir certas manipulações.

Através de estratégias como textos e links ocultos, repetição excessiva da palavra-chave, entre outras técnicas, que são consideradas prejudiciais num plano de SEO, muitos sites chegavam ao topo do Google sem se preocupar com a relevância do conteúdo, apenas para fincar a página em primeiro lugar do Google.

Hoje com as mudanças, essas páginas passaram a ser punidas com a perda de posições nas páginas de resultado de busca e em casos mais graves ou reincidência chegam a ser banidas do Google.

Bom, para entender melhor quais foram essas atualizações e como melhorar sua estratégia de SEO para buscar o topo do Google, vamos lhe mostrar como se deu uma das principais mudanças: a nova forma de correspondência das palavras-chave.

Como funciona o novo formato da correspondência de correspondência de palavras-chave no Google?

O novo formato de correspondência do Google tem a ver com a atualização e implementação do Google Bot, mudança que visa tornar o algoritmo dos motores de busca mais eficiente e focado na relevância do conteúdo.

Na hora de escrever um texto ou criar um anúncio, existe um ponto muito importante para dar o correto direcionamento do público: a palavra-chave.

Nesse momento, você deve escolher um termo que consiga ter relação direta com seu texto e que com seu site ou empresa. Dessa maneira, é possível escolher uma palavra mais específica ou mais ampla, tudo depende do objetivo.

Quem escolhe palavras-chave mais amplas pode alcançar várias páginas de resultados de busca.

Já que com o novo algoritmo que foca em decifrar a intenção do usuário na pesquisa, é possível alcançar outros termos relacionados por conta da correspondência.

Confira também: Vantagens do Cloud Server.

Uma palavra-chave mais ampla pode ter relações com outros termos semelhantes.

Num exemplo prático, suponhamos que você está fazendo um texto sobre calçados esportivos masculinos baratos, seu texto poderá também figurar em páginas de resultados de outras palavras-chave como tênis esportivos, tênis esportivos mais baratos, etc. Conseguiu entender?

Por outro lado, a correspondência em palavras-chave mais específicas também mudou.

Neste caso, os resultados são ainda mais próximos ao termo pesquisado, mas ainda assim o Google busca pequenas variações, como por exemplo, relacionar a palavra-chave com um possível plural do termo ou expressão, erros ortográficos mais comuns, etc.

Vamos para a prática com as Palavras Chave

Num exemplo prático, digamos que você tenha focado seu conteúdo na palavra-chave “tênis masculino”, a correspondência exata em palavras-chave do tipo relacionaria o termo buscado pelos termos tênis masculinos, comprar tênis masculinos, tênis para homens, entre outros.

Como deu para ver, a correspondência exata de palavras-chave não causa uma mudança muito brusca, mas muitas empresas com planejamento de SEO conseguem se aproveitar na busca de termos mais restritos.

Neste caso, as variações de pluralidade e erros ortográficos, por exemplo, aumentam as chances do seu conteúdo chegar a um público específico, o que tem de tudo para aumentar a taxa de conversão e levar uma empresa a ganhar mais clientes com uma boa estratégia de SEO.

No caso do uso da correspondência exata em anúncios, é preciso notar que um único gatilho não irá funcionar, então é preciso diversificar a palavra-chave, realizar mais pesquisas e encontrar termos relacionados que possam facilitar a visualização do anúncio por mais usuários no Google.

Em resumo, com a mudança nos motores de busca, o algoritmo busca por resultados de acordo com a intenção de busca do usuário, posicionando conteúdos e anúncios em páginas de resultados de busca, por mais que o termo não seja exatamente ou mesmo e nem sequer tão parecido com a palavra-chave definida no conteúdo.

Mesmo com as mudanças, as correspondências ampla e exata possuem pequenas diferentes, já que a correspondência ampla não leva em conta a intenção da pesquisa como acontece na exata, mas sim em fazer uma relação de palavras-chaves semelhantes que podem ser relevantes ao termo.

O ideal é que ao montar sua estratégia de SEO, você consiga criar uma rede de conteúdo focado na correspondência ampla e com o tempo focar na correspondência mais exata para inverter o jogo e conseguir atingir em cheio seu público com palavras-chave mais específicas.

Como dissemos lá em cima, hoje em dia é bem mais difícil chegar ao topo do Google, mas não é impossível e quem o consegue tem a certeza de que o conteúdo é altamente relevante e que chegará a um público que tem interesse em consumi-lo.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Cloud Gerenciado.

Gostou de nosso post? Compartilhe: