O que preciso saber antes de abrir um e-commerce?

O que preciso saber antes de abrir um e-commerce?

03/09/2017 às 11:04Loja Virtual

Que a transferência das lojas físicas para as lojas online não para de crescer, isso todo mundo já sabe! Tendência no mercado, cada vez mais as pessoas estão optando pelas compras online, seja pela facilidade e comodidade do processo, seja pela privacidade desse meio; fato é que as marcas físicas, que disponibilizam o e-commerce como opção, estão saindo à frente entre os consumidores.
Ter uma loja online é parte significativa da estratégia de marketing digital adotada pela loja que até então se restringia a sua estrutura física. Superando os limites de espaço e de tempo, um e-commerce está à disposição de seus clientes em tempo integral, bem como alcança a muito mais pessoas e ao mesmo tempo.

Nesse sentido, não se trata mais de escolher entre ter ou não ter uma loja virtual, mas de saber o que é necessário para colocá-la em prática. O que se deve levar em consideração é que não é apenas montar um site interessante e começar a vender, mas que há muito mais coisa envolvida nesse plano. Conheça alguns pontos fundamentais:

Pense em um plano de negócio promissor: quanto mais realista e completo for esse plano, melhor. Isso porque é nesse esboço que estão as informações sobre o seu orçamento, os produtos e serviços a serem oferecidos, os valores, a margem de lucro, a natureza de suas despesas, a expectativa do retorno de seu investimento inicial, seus prazos, entre outras coisas. Dica: caso você não esteja apto para a elaboração desse tipo de projeto, há empresas voltadas para esse trabalho em suas consultorias de negócios virtuais. Essa etapa é fundamental, pois, é a partir dela que todas as demais etapas de implementação da loja poderão ser pensadas, aperfeiçoadas, substituídas ou eliminadas. Futuramente, saber o que funcionou bem e o que não deu tão certo no e-commerce acarretará a necessidade de um bom domínio dessa primeira etapa, para que haja uma guinada favorável desde então;

Veja também nosso post: Quanto custa montar uma loja virtual?

1 – Entenda como funciona o mercado online. Os serviços associados que podem ser contratados à parte ou por pacote estão disponibilizados por empresas diferentes no mercado online e são parte dos custos necessários ao seu e-commerce:

2 – É o caso, por exemplo, de uma plataforma de loja online que seja confiável, flexível e de acordo com as demandas de seu site. A contratação dessa plataforma deve ser pensada em longo prazo, uma vez que seu suporte seja sempre oportuno ao seu negócio;

3 – É também o caso de uma boa estrutura de produção e de logística para o funcionamento de sua loja online: a capacidade de produzir, manter e entregar tudo o que a loja oferece não apenas é parte de sua organização interna, mas também agrega confiança da marca junto aos seus clientes. Poder contar com recursos humanos capacitados e programas e equipamentos especializados é algo que contribui para o sucesso;

4 – Já a plataforma de Back Office ou de Enterprise resource planning – ERP – que são softwares de realização do controle das operações da empresa, são necessários se a quantidade de suas vendas é grande, pois precisará de um cuidado mais abrangente com o controle de estoque, do faturamento, da emissão de notas fiscais e da contabilidade, por exemplo;

5 – Entretanto, as empresas Gateway de pagamento dão sempre necessárias, pois, são elas que fazem a intermediação do pagamento entre sua loja, seu consumidor e os métodos de pagamento escolhidos. Não é apenas uma questão de segurança para sua loja delegar esse acompanhamento a uma empresa especializada, mas também gera tranquilidade ao cliente;

6 – Uma empresa direcionada para o controle de fraude em sua loja é indispensável. Caso haja algum incidente nesse sentido, é a marca quem se responsabiliza pelo prejuízo, se não há nenhuma empresa contratada que faça esse trabalho. Seus serviços são de análise de risco e de controle de fraudes se voltam para a averiguação do comportamento do consumidor, os perfis de compras, o cruzamento de dados e a consequente minimização de atividades de risco;

7 – Outra contratação necessária para sua loja virtual é a de uma empresa que cuide da logística de suas entregas, desde que ela esteja de acordo com os valores do mercado, apresente planilhas claras e compatíveis com os produtos e serviços e política de sua marca;

8 – Assim que a loja online estiver pronta, você precisa atrair consumidores e vender! Nesse ponto, as estratégias de marketing digital são essenciais: geração de visitas, engajamento e fidelização de clientes, promoção de recompra, aumento do tráfego, conversão de vendas e aumento do ticket médio são as primeiras iniciativas. Nesse sentido, a contratação de uma empresa especializada é a melhor opção;

9 – Mantenha o sucesso de seu e-commerce. Cumpra suas metas iniciais e depois disso as reavalie, bem como os métodos para serem alcançadas. Considere as mudanças ao seu redor e aponte sempre para um cenário de crescimento que esteja de acordo com o seu público e com o cenário em que a loja está inserida;

10 – Usufrua de todos os recursos da loja online. Entenda que a novidade de um negócio online reside exatamente no jeito diferente de lidar com ele. Com maior possibilidade de disseminação e de alcance de conteúdo em menos tempo e em mais lugares, o e-commerce é algo que agrega à sua marca física. Explore todas as suas possibilidades positivamente. Para saber mais sobre as estratégias de marketing digital, acesse o ISBrasil!

Gostou de nosso post? Compartilhe: