O que é a canibalização de palavras-chave e por que você deve evita-la

06/01/2019 às 19:50 SEO

O que é a canibalização de palavras-chave e por que você deve evita-la

Um termo que vem ganhando notoriedade no mundo do marketing digital nestes últimos meses é a canibalização de palavras-chave.

Esse termo é usado para indicar que você cometeu o erro de direcionar duas páginas do seu site para a mesma palavra-chave.

Bom, ranquear mais de um conteúdo para o mesmo termo, pode acabar fazendo com que estes percam relevância, já que dividem cliques entre os visitantes do seu site e com isso perdem autoridade, impedindo que consigam alcançar o topo dos resultados de busca.

E isso prejudica o principal objetivo de qualquer empresa: chegar ao topo do Google e gerar muito tráfego orgânico com uma boa estratégia de SEO.

Para alcançar esse objetivo é imprescindível que você evite a canibalização de palavras-chave.

Após as últimas atualizações do algoritmo de busca do Google, a canibalização de palavras-chave se tornou um dos principais fatores que comprometem a efetividade de uma estratégia de SEO.

A prática passou a ser visto com péssimos olhos pelo Google e tem sido bastante prejudicial para qualquer planejamento de marketing.

Explicando melhor: o que é a canibalização de palavras-chave?

A canibalização de palavras-chave ocorre quando duas ou mais páginas de um mesmo site se tornam concorrentes, ou seja, são focadas nas mesmas palavras-chave.

Em resumo, dessa maneira, a empresa concorre nos resultados de busca contra si mesma.

E como já dissemos acima, isso pode trazer bastante prejuízo para sua empresa.

Uma página altamente relevante, por exemplo, que cumpre todos os principais requisitos de SEO e poderia ser topo em resultados de busca, pode perder algumas posições se houver essa duplicidade de páginas do mesmo site.

Muitos especialistas de SEO também afirmam que essa canibalização de palavras-chave é bastante prejudicial para um bom ranqueamento no Google.

E por que isso acontece? Bom, Google utiliza robôs para varrerem a internet e acharem os melhores conteúdos para cada palavra-chave pesquisada.

Então, se houver uma duplicidade de páginas de um mesmo site com o foco no mesmo termo específico, é possível que o algoritmo do Google se confunda e não dê a relevância real que as páginas possuam.

É importante pensar que por terem o foco na mesma palavra-chave, os conteúdos tendem a ter um certo nível de semelhança.

E é justamente essa semelhança, que mesmo não sendo considerada plágio, faz com que o seu site seja penalizado pelo Google.

Assim como acontece com conteúdos duplicados, o Google acaba dando mais relevância a página mais antiga, considerando a mais nova com um conteúdo duplicado.

Esta é a confusão que falamos acima.

Confira também: Dicas para atrair mais clientes para sua empresa no Google.

Como identificar se estou praticando a canibalização de palavras-chave no meu site?

Bom, é lógico que após saber de tudo isso, você deve estar bastante preocupado em descobrir se está praticando essa concorrência interna em seu site.

E para saber se está ou não, é possível utilizar o próprio Google para isso.

Abra o Google e digite na barra de pesquisa – site:”coloque o domínio do seu site”, dê um espaço e coloque a palavra-chave que deseja pesquisar.

Nisso, o Google lhe mostrará todas as páginas do seu site que são focadas nesse mesmo termo.

E a partir daí, será possível você entender se há esse problema no seu site ou não, e pode lhe ajudar a entender como é possível corrigi-lo.

Como evitar a prática da canibalização de palavras-chave?

Bom, é simples! Para evitar essa prática basta que você tenha um bom planejamento de marketing.

Faça o seguinte: liste as principais palavras-chave para o seu site e relacione os seus blog posts com estes termos.

Com isso, você pode reajustar o que for necessário nesse processo de planejamento de conteúdo.

Aplique a indexação semântica

Uma dica para evitar a canibalização de palavras-chave é aplicar a indexação semântica em seu site.

Recentemente, o Google anunciou novos recursos que visam tornam a experiência do usuário mais atrativa, através de ferramentas que conseguem ranquear conteúdos através da intenção de busca do usuário.

Como nem sempre, os usuários irão utilizar as palavras-chave mais genérica, o Google tem focado em descobrir semelhanças entre certas expressões de palavras.

Por exemplo, vamos imaginar que nós criamos um conteúdo com foco na palavra-chave: dicas de programação para iniciantes.

Com as mudanças, muito provavelmente o Google também redirecionaria para nossa página quem buscasse por termos semelhantes como: dicas de programação para leigos.

Então, basta que você faça uma busca para ambos os termos e compare os resultados.

Se as duas buscas gerarem resultados semelhantes, é sinal que um conteúdo sobre o assunto basta, agora se geram resultados diferentes é indicado que você produza conteúdo para os demais termos semelhantes.

Use long tails, palavras chaves de cauda longa

A segunda dica é bem óbvia: use palavras-chave de cauda longa. Isso vale para quem precisa criar conteúdos mais específicos, sobre assuntos pouco ou nada falados no seu segmento de mercado.

Fugir de palavras-chave mais genéricas é uma excelente saída para quem quer levar ao seu site, usuários que procurem por termos mais específicos e que geralmente já conheçam mais sobre um assunto, ou seja, provavelmente podem estar em uma etapa a frente no funil de vendas.

Redirecionamentos 301 podem ajudar

Outra dica bastante interessante é usar o redirecionamento 301 a seu favor.

Como já falamos aqui no blog, esse redirecionamento serve para que você indique as páginas corretas para seus visitantes, quando você muda uma URL em seu site, isso evita o erro 404 (página não encontrada).

E também é possível utilizar o redirecionamento 301 neste caso.

Redirecione uma das páginas para a que ranqueia melhor no Google e assim os motores de busca entenderão que tal página é mais relevante que a outra, o que pode melhorar o ranqueamento dela nos resultados de busca.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Google AdWords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: