Mercado de nicho e lojas virtuais: sucesso garantido

16/11/2017 às 10:03 Loja Virtual

Mercado de nicho e lojas virtuais: sucesso garantido

Todo empreendedor virtual encontra dificuldades para definir sua área de atuação. Existem diversos pontos que devem ser pesados na hora da escolha, desde seus interesses pessoais até a viabilidade e o potencial de lucro do produto em questão. Para começar uma loja virtual é preciso passar com segurança por essas etapas de pesquisa e planejamento. Uma boa estratégia é fundamental para o futuro sucesso do seu negócio, é preciso encontrar nichos de mercado que precisem e tenham espaço para que você possa oferecer soluções reais.

Os nichos de mercado são segmentos ainda muito pouco explorados pelas grandes corporações. Eles atraem tipos específicos de consumidores e possuem necessidades mais letais e diferenciadas do grande público. Estes clientes precisam de um atendimento especializado, mas muitas lojas virtuais por descuido ou falta de interesse, acabam deixando essa parte de lado. Um ponto que favorece a entrada num certo nicho de mercado é que devido a pouca exploração, a concorrência é bem menor. Atender a um público específico não limita o seu número de clientes, mas o qualifica. Quanto mais direcionado para um certo público for o seu negócio, mas fácil e barato será começá-lo, já que o investimento será menor e a pesquisa de mercado e de público será mais enxuta e assertiva.

Atender a um público mais específico requer ação com qualidade e pode levar sua empresa a ser referência no setor. Um exemplo de nicho de mercado, por exemplo, é um loja focado em roupas de cultura afro, que atrairá um público específico e não necessitará de grandes investimentos como uma loja de departamentos que vende roupas para o público em geral.

Como investir em um nicho de mercado?

Ao abrir uma loja virtual é preciso considerar que focar em um nicho de mercado é uma ótima opção. Trabalhar com um segmento mais genérico, você terá um concorrência bem mais acirrada, o que se torna difícil para qualquer iniciante no mercado. Afinal, no início é preciso admitir que é muito difícil competir com as grandes empresas do mercado, que vendem e produzem em grande escala, conseguindo muito mais vendas do que sua pequena empresa, por ter a possibilidade de vender produtos e serviços a preços mais acessíveis.

A diferença é que apesar do grande número de clientes, geralmente essas lojas geram um volume muito maior de clientes insatisfeitos. Numa loja virtual de nicho, é possível realizar um atendimento personalizado, o que tornas as possibilidade de insatisfação quase nulas e ainda fideliza mais clientes.

A verdade é que as grandes empresas do mercado não conseguem atender a todos os públicos com eficiência, nem presencialmente, nem na internet, por isso as lojas que atuam em nichos específicos podem focar no diferencial do atendimento, gerando uma melhor experiência de compra a seus clientes, concentrando toda a atenção nas necessidades reais dos consumidores.

Outro ponto positivo é que o investimento para se tornar referência dentro de um nicho é bem menor e precisa apenas de uma boa estratégia para se conseguir ter destaque, já que os segmentos não possuem tantos concorrentes.

Confira também como aumentar o tráfego de sua loja virtual.

Na grande maioria das vezes, o produto tem um maior volume agregado, o que aumento o retorno sobre seu investimento, fazendo com que você o recupere com facilidade e em menos tempo do que você imagina.

É importante escolher um segmento que você realmente se identifique, não basta gostar superficialmente, você deve gostar do trabalho, do estilo, enfim, deve focar em trabalhar com aquilo que você mais gosta.

Se curte o ramo musical, por exemplo, você já tem uma direção inicial. Agora, basta fazer uma pesquisa de mercado, para coletar informações sobre os ramos dentro da atividade escolhida. Analise as possibilidades de negócio, estudando as ações da concorrências, os produtos vendidos no mercado, os modelos de negócio oferecidos, o comportamento dos clientes, entre outros pontos.

No fim da pesquisa de mercado, você terá uma visão geral do mercado e poderá dar prosseguimento a segmentação do seu negócio, até achar um nicho que você goste e que seja rentável e lucrativo.

Alguns pontos devem ser considerados na hora da definição, como por exemplo, o seu conhecimento no segmento de mercado escolhido. Os consumidores de nicho são bem mais seletivos e questionam mais antes de fazer uma compra.

Por isso é muito importante que você seja um especialista na área de atuação escolhida, para conseguir tirar todas as dúvidas dos clientes e poder argumentar e influenciar na hora da decisão de compra.

Tenha uma noção real do potencial do mercado escolhido, não adianta apostar num nicho que tenha um volume de clientes extremamente baixo, por que você terá prejuízos mesmo segmentando seu negócio.

Faça os cálculos e saiba o custo de aquisição aproximado dos clientes e o ticket médio do público em questão. Esse processo é essencial para que você tenha uma noção futura do seu fluxo de caixa e tenha mais certeza de que o negócio é realmente viável e vale o investimento.

Após escolher o nicho, é preciso entender como seu público funciona. Como ele compra, por que ele compra, quando ele compra, o que ele faz da vida, para poder apostar em ações de marketing digital que possam atrair os reais interessados para consumirem o máximo de produtos possíveis em sua loja virtual. Isso também vai afinar e melhorar o relacionamento com o cliente, lhe oferecendo a oportunidade de prestar um atendimento cada vez mais personalizado.

Lembre-se que estar num mercado de nicho não significa deixar de ter concorrentes. Então estude bastante sobre as empresas que competem no seu segmento de mercado, observando os pontos fortes e as fraquezas delas, aprendendo a negociar dentro do mercado e investindo em ações que podem diferenciar e gerar credibilidade para a sua marca.

Compreender como as outras lojas trabalham, vai lhe ajudar muito a prestar um melhor serviço, cuidando desde o atendimento do cliente até a qualidade dos produtos comercializados. Outro ponto importante é saber se você tem a estrutura e pode fazer o investimento necessário para atender como se deve este mercado, não adianta colocar um negócio “capenga” no mercado, isso só lhe trará prejuízos.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog e teste 30 dias de Loja Virtual. Conheça os planos da ISBrasil e abra sua loja virtual com a gente!

Gostou de nosso post? Compartilhe: