Ilustrações estão com tudo no UI design

04/04/2018 às 21:50 WordPress

Ilustrações estão com tudo no UI design

Dentro da complexa área de design, a criação de interfaces também é muito promissora. O mercado de trabalho está carente de designer de interfaces, tanto no Brasil, quanto no exterior. Conhecida como UI Design essa área tem se expandido nos últimos anos e tem uma enorme importância na criação de sites e blogs em geral.

Se você ficou curioso para saber mais sobre o tema, leia esse artigo até o final e saiba tudo sobre o UI design, além de algumas dicas para a criação de interfaces.

UI Design

UI Design é a abreviação de User Interface Design (Design de Interface do Usuário) e se refere a interface, ou seja, o meio pelo qual uma pessoa interage com um dispositivo, software ou aplicativo. Essa interação pode ser feita através de elementos que forneçam ações entre o dispositivo e o usuário, como por exemplo, botões, links e menus. No caso do design, o foco maior é nas interfaces digitais, ou seja, nas interfaces gráficas de sites e aplicativos.

Pode-se dizer que é toda a parte visível de um projeto ou sistema no qual o usuário interage. É importante frisar que UI não se limita somente a parte visual de uma aplicação. UI Design é a forma de como será realizada a interação entre o usuário e o meio, que nesse caso é a interface gráfica, indo muito além da simples aparência do projeto.

Um bom projeto de UI antecipa todas necessidades do usuário, garantindo que a interface seja fácil de se usar e de acessar. Ele garante uma boa experiência de interação evitando ou minimizando todas as dificuldades de utilização e frustrações do internauta. Leia nosso post sobre Dicas de SEO para WordPress

Principais estilos de UI Design

Quando o assunto é UI Design, existem alguns estilos principais que provavelmente você já deve ter ouvido falar a respeito. Veja a seguir os principais estilos de design para interfaces.

Skeumorfismo

Trata-se de um estilo que faz referência aos objetos reais no meio digital/gráfico. Usa-se muitos artifícios como texturas, sombras, gradientes e proporções para simular os objetos que representam o nosso cotidiano.

Esse estilo foi disseminado pela famosa empresa Apple para representar as interfaces gráficas que o usuário pudesse interagir e executar comandos no computador sem a necessidade de digitar códigos. Para facilitar o entendimento por parte do usuário, adotou-se esse estilo que tenta reproduzir nas interfaces digitais, algumas coisas que as pessoas já estão acostumadas.

Flat Design

Flat Design significa Design Plano. Trata-se de um estilo minimalista que usa cores e formas chapadas, com poucos efeitos de volume, sombras e texturas. Com o avanço tecnológico e o uso cada vez mais comum das interfaces digitais, diminuiu a utilização do Skeumorfismo e aumentou a aplicação do Flat Design.

Atualmente, você não precisa mais simular a textura, sombra e volume no elementos para mostrar ao usuário do que se trata. Um simples retângulo com uma cor chapada e um texto descritivo já o suficiente para o usuário entender. Além disso, o Flat Design é bem mais simples e mais leve, melhorando toda a performance da interface.

Outro fator preponderante para a popularização do Flat Design foi o conceito de design responsivo, pois o Flat Design é muito mais maleável e adaptável que o Skeumorfismo. Aprimore seus conhecimentos em Hospedagem com WordPress

Dicas de para criar interfaces

Projete para os usuários, não para você mesmo

Você deve criar a interface para o mundo para o mundo e não para você. Sua interface deve evoluir e alcançar o objetivo traçado. Para ter sucesso é preciso projetar para os usuários. Não tome decisões baseadas somente no seu gosto pessoal, sem fundamentos e argumentos que justifiquem tal escolha.

A estética é importante, mas não é a principal medida

É claro que a estética tem grande influência no resultado final, pois ninguém gosta de algo feio e desagradável. Você precisa entender que a principal medida de sucesso é o desempenho da aplicação e não somente o visual. O objetivo é fazer a interação do usuário o mais eficiente e simples possível. De nada adianta você ter uma interface maravilhosa mas que não proporciona uma experiência positiva.

Seja simples

O segredo da sofisticação quase sempre está na simplicidade. Pense na forma mais simples e crie coisas simples de se usar. Você não precisa queimar todos os neurônios para atingir o objetivo com beleza estética e funcional. Mas não vale confundir simplicidade com pobreza criativa. Você pode ser muito criativo pensando e criando soluções simples.

Estruture a informação

Organize toda a interface de uma forma que seja consistente e reconhecível para os usuário. Faça a distinção dos elementos relacionados e separe os não relacionados, distinguindo tudo aquilo que é diferente. Você deve estruturar todo o conteúdo de forma clara, concisa e coesa. Conheça nosso serviço de Hospedagem com WordPress

Crie um padrão para interface

Seu projeto deve ter um padrão de componentes e comportamentos. Procure manter a consistência visual do layout com um objetivo. Reutilize os elementos e os comportamentos da interface. Dessa forma, é possível reduzir a necessidade dos usuários de repensar sobre o que deve ser feito durante a navegação.

A forma segue a função

Um bom design de interfaces, os elementos devem seguir a forma da sua função. O internauta deve ser capaz de entender ou prever como um elemento na interface irá se comportar de forma intuitiva, clara e objetiva, apenas olhando para ele. Por exemplo, se um elemento tem aparência de um botão, deve funcionar como um botão e não como outra coisa sem sentido.

Mantenha a atenção do usuário

Atualmente, várias coisas acontecem ao mesmo tempo. Por isso, se tornou muito mais difícil prender a atenção de alguém neste mundo tecnológico. Para que esse objetivo seja alcançado, evite elementos desnecessários que possam distrair o usuário. Lembre-se de que toda interface é concebida com um objetivo e este é a principal razão de sua existência.

Ainda tem dúvidas? Semproblemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos.

Gostou de nosso post? Compartilhe: