Freelancer Full Time: Ações tomadas antes de se lançar!

15/07/2018 às 09:31 Ajuda

Freelancer Full Time: Ações tomadas antes de se lançar!

Cansou de trabalhar de carteira assinada e quer ser um freelancer full time? Você precisa ficar atento a alguns importantes detalhes para seu projeto não ir pelo ralo.

Eles devem ajudá-lo a se organizar antes de largar o seu emprego fixo e mergulhar de cabeça nesse novo momento da sua carreira.

Mas se essa é a sua intenção, continue a leitura desse artigo e siga as dicas abaixo para que tudo saia de acordo com o esperado. 

O que é ser freelancer full time? 

O freelancer que pretende trabalhar em tempo integral é aquele que realmente está disposto a largar tudo para se dedicar full time a essa função.

Apesar de muitos acreditarem que isso é uma furada, na verdade existe muita gente que vive disso e que está muito bem financeiramente. 

Para você ter uma ideia, em 2017, dos 1.036 freelancers brasileiros, 43% deles atuavam em regime integral, contra 39% que somente atuavam em horários livres e tinham emprego fixo.

Esses dados provavelmente estão relacionados com a crise financeira e com o aumento do desemprego, o que acabou deixando as pessoas sem muitas alternativas. Mas preste atenção nas dicas abaixo, antes de qualquer coisa. 

1 – Faça um planejamento financeiro

Primeiramente, você não deve largar o seu emprego fixo do nada para ingressar na vida de freelancer full time.

Você precisa se planejar financeiramente, guardar um dinheiro e fazer um planejamento de quanto precisará ter para pagar as suas despesas até que o seu negócio comece a dar retorno. Leia nosso post sobre vantagens de Criar um Blog  

Por mais que fechar um job seja simples e tentador para você, por causa da informalidade na contratação e dos preços atrativos praticados pelos freelas, isso ainda pode não ser suficiente para se ter uma renda satisfatória. 

Até que o dinheiro seja o suficiente para pagar todas as suas despesas, você precisa se resguardar com uma boa reserva. Lembre-se de que pode levar um tempo para conseguir o primeiro cliente. 

Para facilitar as coisas, considere o total de despesas anuais ao invés das mensais na hora de fazer as contas.

Faça um levantamento minucioso de tudo que você gasta no ano e procure estar com esse dinheiro disponível antes de sair do seu emprego.

Dessa forma, você pode ficar mais tranquilo durante esse período sabendo que conseguirá pagar todas as suas contas até que o seu negócio ganhe mais fôlego.

Não se esqueça de que você não ter mais convênio médico, vale refeição, auxílio combustível, entre outros. Aprimore seus conhecimentos em Como criar um blog

Um plano de saúde, por exemplo, não costuma ter um preço muito em conta. Então, na hora de fazer a planilha financeira, não se esqueça de incluir todos esses gastos.

Está vendo como você deve ter uma boa reserva financeira antes de se lançar no mercado como freelancer full time? 

2 – Saia do trabalho só quando tiver um cliente fixo

Essa é uma outra dica interessante. Se você simplesmente pedir contra do seu emprego sem ter pelo menos um cliente fixo, como vai ter a certeza de que o seu negócio vai dar certo? 

É claro que existem muitas oportunidades no mercado para os freelancers e provavelmente o seu trabalho dará certo, mas você precisa usar algumas estratégias para conseguir atingir o seu público. 

Lembre-se de que isso não acontece tão rápido e pode levar até alguns meses para encontrar a melhor forma de chegar até seus clientes potenciais, podendo atrapalhar muito o seu planejamento financeiro.

Agora se você pedir conta do emprego quando já tiver ao menos um cliente, esse processo fica bem mais simples.

Você vai conseguir sentir as necessidades do seu cliente, pode ter uma noção de como está indo o mercado e estudar formas assertivas de prospecção. A prática é essencial para tudo isso. 

Depois que tiver a sua primeira experiência, as chances de começar a entrar mais clientes são bem maiores.

Afinal de contas, esse é o primeiro que vai abrir as portas para os demais. Você já vai ter um serviço para colocar no seu portfólio e pode até receber algumas indicações desse cliente. Conheça nosso serviço de Hospedagem de Site

3 – Estruture o seu trabalho

Antes de colocar a mão na massa para valer, você vai precisar estruturar muito bem como será o seu trabalho de freelancer full time.  

A dica é que você faça esse planejamento considerando que precisará dedicar cerca de 40% do seu tempo para prospectar clientes, 50% para a realização dos jobs e 10% para os estudos e capacitações.

Para se diferenciar do seu concorrente, não basta oferecer um bom serviço, mas também oferecer diferenciais que somente o estudo vai te proporcionar.

Com a capacitação, você também vai entender as novas estratégias de mercado e as novidades em funcionalidades dentro da sua área.

É essencial que foque em estratégias de marketing, que envie o seu portfólio para potenciais clientes, que esteja presente em grupos do Facebook do seu nicho, em plataformas para freelas e que faça campanhas no Google, caso seja necessário.

Você precisa de tempo para se dedicar à prospecção de clientes, caso contrário, como vai ser quando terminar um job? Você precisa começar outro logo em seguida para dar continuidade nas atividades. 

Além disso, manter essa presença online pode te ajudar a fechar com clientes que viram o seu portfólio há algum tempo.

Eles podem entrar em contato 3, 6 ou 8 meses depois para fechar um job com você. 

Com relação ao tempo que executará a tarefa, é essencial que foque nelas ao máximo para garantir as suas entregas com qualidade e dentro dos prazos combinados.

Deixe de lado as distrações ou qualquer outra coisa que tire o seu foco.

Ainda tem dúvidas? Sem problemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos.

Para nós o atendimento ao cliente sempre vem em primeiro lugar. 

Gostou de nosso post? Compartilhe: