E-mail Marketing x Automação de Marketing: quando devo usar cada um?

08/05/2019 às 12:14 Email Marketing

E-mail Marketing x Automação de Marketing: quando devo usar cada um?

O e-mail marketing e automação de marketing são duas ferramentas importantes para quem trabalha com marketing digital.

Muitos empreendedores e profissionais de marketing ainda possuem dúvidas sobre a melhor utilização de cada serviço, por isso fizemos este artigo, para exemplificar quando usar cada um.

Como muitas vezes, não nos atentamos a fatores como produtividade e agilidade como deveríamos, acabamos mantendo plataformas de trabalho e isso ferramentas que impedem que atinjamos todo o potencial possível do trabalho.

Então, saber escolher qual é o melhor momento para utilizar e-mail marketing ou automação de marketing facilita bastante o dia a dia de trabalho e aumenta as chances de atingirmos os objetivos traçados numa estratégia de marketing.

Antes de partimos para as melhores formas de utilização, vamos dar uma passada rápida na definição de cada serviço.

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing se caracteriza como uma comunicação via e-mail com clientes e fornecedores.

Geralmente, o e-mail marketing ajuda a nutrição de leads, através de contato direto e personalizado com o cliente.

A base de e-mails pode ser segmentada e é formada pelos cadastros obtidos na assinatura de newsletters ou em landing pages.

O que é automação de marketing?

A automação de marketing também busca auxiliar na nutrição de leads, do topo do funil até a compra, a diferente é que, obviamente, faz isso de forma automatizada.

Geralmente, as empresas utilizam ferramentas que conseguem automatizar contatos e personalizar a experiência do cliente. Com os contatos automatizados, a equipe de marketing e vendas consegue focar em outras tarefas.  

Quando devo utilizar cada um?

Ambos os serviços têm as suas particularidades e é preciso entender a fundo como ambos funcionam para utilizá-los da melhor forma na rotina de trabalho.

Abaixo, falaremos sobre algumas situações e necessidades do dia a dia de marketing para dar dicas e lhe mostrar quando usar cada ferramenta. Confira:

 Disparo de newsletters

Para o disparo de newsletter, prática bem comum na maioria dos sites e blogs, o mais recomendado é que você utilize uma ferramenta de e-mail marketing como o MailChimp, por exemplo.

Basicamente, a newsletter é um compilado de notícias ou informações sobre uma área de mercado ou uma empresa, etc.

É como se a newsletter fosse um jornal ou informativo eletrônico semanal. As ferramentas de e-mail marketing já possuem templates prontos para serem editados como newsletters.

Baixe já o ebook 9 dicas para ter sucesso no E-mail Marketing.

Assim, é possível montar uma newsletter próximo da data de envio e realizar o disparo. A periodicidade costuma ser semanal ou quinzenal, mas dependendo do caso pode ser diária.

Confira também: Como fidelizar clientes com e-mail marketing.

Inbound Marketing

No inboung marketing, é muito válido o uso da automação de marketing para dar mais dinamismo as interações com os leads.

Isso porque é possível programar para cada etapa do funil de vendas, um compilado de materiais para melhorar a nutrição de leads.

Com isso é possível planejar o envio de mensagens automáticas, e realizar também o envio de materiais ricos, conteúdos importantes e propostas de compra personalizada para cada perfil de cliente.

Com a automação de marketing, você pode criar vários gatilhos para melhorar o fluxo da jornada de compra do seu futuro cliente, promovendo uma melhora na experiência do usuário com a sua empresa.

E neste caso, a automação de marketing pode e deve ser aliar a ferramentas de e-mail marketing e CRM para que seja feita uma segmentação mais assertiva.

E assim possam culminar em melhores resultados.

Segmentação de leads

A segmentação de leads é uma grande aliada na conversão e nutrição de leads. Na hora de pegar informações em uma landing page ou e-mails específicos, utilizar o e-mail marketing é necessário.

Essa ferramenta é a melhor maneira de criar campanhas de segmentações mais específicas. Digamos, que você queira enviar um produto somente para quem mora na cidade X ou Y.

Esse é apenas um exemplo básico, no e-mail marketing você cria uma campanha segmentada e o disparo é feito apenas para essa base específica de pessoa.

A segmentação é um fator importantíssimo para a nutrição de leads, e principalmente, para influenciar a decisão de compra do cliente.

Digamos que você queira mandar um e-mail com um cupom de desconto exclusivos para quem já demonstrou interesse em um produto específico, no e-mail marketing você criar uma campanha para esse público e realizar o disparo.

Customer Sucess

Montar uma estratégia de Costumer Sucess (sucesso do cliente) é essencial nos dias atuais. E o foco está virando diretamente no cliente.

E a automação de marketing possui as ferramentas ideais para criar uma comunicação estratégica e que otimize a experiência do cliente com o seu negócio.

É possível programar respostas automáticas para leads do topo ao fundo do funil, e no pós-venda.

Desde de contatos simples como uma mensagem de boas vindas ou o agradecimento pelo cadastro na newsletter, até mais avançados como oferta de acessórios relacionados a um produto, contato para manutenção de relacionamento com o cliente, etc.

Conclusão

Como vimos no texto, há momentos específicos para trabalhar com e-mail marketing e automatização de marketing.

Além disso, o uso combinado das ferramentas pode potencializar ainda mais os resultados que uma estratégia de marketing pode gerar.

Com o uso dessas ferramentas da maneira correta, você poderá aumentar taxas importantes do seu negócio como a taxa de conversão e de retenção de cliente.

Será muito mais fácil nutrir um lead, fidelizar um cliente e isso tornará a sua empresa mais rentável e estabilizada no mercado.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de E-mail Marketing.

Gostou de nosso post? Compartilhe: