Como melhorar a performance no Wordpress?

Como melhorar a performance no Wordpress?

07/11/2016 às 22:30WordPress

Como melhorar a performance no Wordpress?

 

O Wordpress é uma das plataformas mais famosas e populares quando se trata do desenvolvimento de sites, sobretudo para iniciantes, por oferecer um design e ferramentas usuais e funcionais, de fácil manipulação e gerenciamento, seja para um blog grátis ou site profissional. Embora tenha diversas características incríveis, ainda passa por alguns problemas, sobretudo quando há o excesso de plugins ou está em uma página com um elevado número de acessos, gerando, entre outros problemas, a lentidão. 

Como é necessário otimizar os recursos dia a dia, não dá para manter seu site com acesso difícil, deixando os usuários irritados e sem boas experiências. Por isso, é essencial melhorar a performance no Wordpress sempre. Ah, mas eu preciso ser desenvolvedor e entender de métodos avançados para isso? Claro que não! São passos básicos que qualquer um pode fazer de modo simples e prático! 

É claro que se o problema é estrutural e vai além do seu conhecimento, é bom contar com um especialista, mas não é o caso do post. A ideia é mostrar dicas fáceis e funcionais. Com algumas estratégias, é possível fazer isso rapidamente e com eficiência. Confira passos interessantes e que fazem diferença!

Veja também nosso post: escolher um tema no wordpress para site   

 

Dicas para otimizar a performance no Wordpress

Instale um plugin de cache

Pensou em montar um site usando plataforma Wordpress? Então, uma das primeiras coisas a fazer é instalar um plugin de cache, recurso que garantirá uma ótima performance à sua página. Dentre as vantagens, estão a velocidade (acabando com a lentidão do site), melhor navegabilidade com muita agilidade, pouco uso de hardware e liberação do servidor para realização de outras tarefas pertinentes, deixando o conteúdo em um arquivo estático, ou seja, que dispensará o mesmo procedimento de carregamento sempre que for acessado. 

Os plugins de cache padrão mais recomendados são o WP Super Cache e W3 Total Cache. Você pode fazer a instalação diretamente pelo painel de plugins do Wordpress, é muito simples. Depois disso, basta ativar e realizar configurações avançadas de sua preferência. Só é necessário deixar claro que, caso você desative, ele não funcionará caso seja ativado novamente, para isso é preciso apagar todos os dados do cache gerado e instalar o plugin novamente. 

 

Evite o excesso de plugins – e desinstale plugins inúteis

É comum cair na tentação dos diversos plugins disponíveis no Wordpress, se animar e começar a usar vários tipos no site. Cada um promete uma vantagem incrível e diferenciada, por isso, muitos iniciantes instalam muitas ferramentas. Com o tempo, porém, isso prejudica o site. O excesso nunca é bom e seu site não precisa disso. Focar no básico é uma ótima opção para melhorar a performance no Wordpress. 

Não precisa desinstalar tudo, é só desativar aqueles plugins que não são importantes para o site no momento. E como saber exatamente o que é necessário ou não para o site? Uma dica é usar a ferramenta Plugin Performance Profiler, que faz a análise completa desses recursos, mostrando as requisições de cada um e o quanto fazem (ou não) diferença na plataforma. 

 

Otimize o banco de dados MySQL e evite consultas desnecessárias

Pouca gente se atenta a essas funções quando começa o gerenciamento de um site usando Wordpress. O banco de dados MSQL deve ser requisitado só quando necessário, para evitar consultas diretas e recorrentes que afetam seu funcionamento. Para isso, uma boa dica é otimizar as tabelas sempre que achar que o site não está em sua melhor performance. Nesse caso, é bom contar com a ajuda de seu serviço de hospedagem. 

Além disso, procure fazer especificações diretas pelo código, ou então, instalar um plugin de armazenamento de consultas ao banco de dados, evitando, assim, seu acesso direto. O mais indicado para esse caso é o DB Cache Reloaded, que também está disponível no painel de plugins e pode ser instalado e ativado facilmente.

 

 

Atente-se às imagens

Sim, fazer uma checagem de imagens também ajuda a melhorar a performance no Wordpress, ainda mais em sites que promovem conteúdo com muitas fotos. Em grande parte das páginas, não precisa upar uma imagem em altíssima resolução. Geralmente, modelos com menos de 1000 pixels (tanto em largura quanto altura) já ficam ótimos e visíveis, sem prejudicar a estrutura. Quem agradece é o usuário, que não sofrerá as consequências caso a foto demore séculos para carregar – ninguém merece, não é?

 

Faça uma varredura para saber o que mais consome memória no Wordpress

Em casos extremos, em que a plataforma está problemática, é primordial agir rápido e identificar qual é o problema de modo específico. Para isso, você precisa fazer uma varredura para saber o que mais consome memória (e aperfeiçoar esse recurso, obviamente). 

Por meio de ferramentas próprias – ou com o auxílio do suporte de sua empresa de hospedagem – é possível fazer essa identificação. Dicas legais: usar o Plugin Performance Profiler ou o Query Monitor. São duas ferramentas eficientes e indicadas por desenvolvedores que realmente cumprem o que prometem. Vale a pena fazer o teste!

 

Usar táticas na produção de conteúdo

A produção de conteúdo também pode influenciar na performance do Wordpress. Uma prática comum de muitos redatores é usar o Word para fazer um texto e colar diretamente na plataforma, fato que não é indicado, pois pode gerar códigos desnecessários e que, com o tempo, afetam o funcionamento da plataforma. Parece irrelevante, mas não é. Para acabar com isso, é só usar uma tática simples: colar no bloco de notas antes de passar para o Wordpress.

 

Manter um design responsivo e sem excesso de informação

Site que demora para carregar e que tira a paciência dos internautas é aquele que conta com milhares de banners, anúncios, fotos e muita informação que se torna excessiva e prejudica a navegação. Focar em um design responsivo e prático (para todos os dispositivos) é um bom caminho tanto para melhorar a performance no Wordpress quanto para aumentar o número de acessos e garantir uma boa experiência aos usuários. Em muitos casos, o que é visto como bom pode ser ruim, às vezes é por isso que seus planos não estão atingindo um bom resultado. 

 

Conte com a Tecnologia a seu favor

Ter um servidor moldado as necessidades do seu site, sem dúvida é fundamental para performance, o uso do Varnish, Nginx e outros recursos (Clique e veja uma comparação entre Nginx e Varnish)

 

Pois é, com estratégias básicas e um trabalho frequente, é possível otimizar os recursos do Wordpress e manter seu site nas alturas. Teste e conte o resultado pra gente!

Até mais!

Gostou de nosso post? Compartilhe: