Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

Como evitar ser banido no Google?

Como evitar ser banido no Google?

14/10/2017 às 11:51Hospedagem de Sites

Usar técnicas e softwares para enganar o sistema do Google não funcionam mais. Após a nova atualização do mais famoso site de buscas, esse tipo de tentativa é um grande erro e pode gerar penalizações ao seu site, que vão desde a perda de posições no ranqueamento de conteúdo até o banimento do site do Google.

Confira algumas dicas para evitar erros e não ser banido do Google:

Link Farm

O que é isso? Bom, link farm é o nome dado a uma prática de manipulação conhecida nos sites de busca. Nessa estratégia, o usuário cria um grupo de páginas para direcionar um mesmo link, com texto e padronização iguais.

Apesar de que links apontando para o seu site ajudarem a melhorar o ranqueamento, fazer isso em excesso ou dessa forma grosseira, é considerado como ofensivo pelo Google. O objetivo dos praticantes de link farm é enganar os mecanismos de busca para obter um melhor resultado em termos de busca. Porém, o efeito acaba sendo negativo e acaba acontecendo o inverso, fazendo o site perder posições em sites de busca.

Portanto não seja adepto dessa prática, os links que apontam para o seu site, devem ser introduzidos da forma mais natural possível. Uma dica é fazer parcerias para linkagem de conteúdo.

Não esconda conteúdo

Muitos sites tentam enganar o Google, inserindo em seu conteúdo, textos invisíveis que aparecem apenas para o site de buscas. A maioria das pessoas adepta dessa prática não consegue produtor um bom conteúdo e acaba forçando o uso de palavras-chave escondidas para melhorar o ranqueamento no buscador.

Geralmente, a fonte é da mesma cor do fundo do texto ou os textos invisíveis são ocultados através do código – display:none. Com essa injeção imperceptível de palavras-chave buscam facilitar a indexação do conteúdo no Google.

O site de buscas considera essa prática ilegal e geralmente impões penalizações pesadas aos seus praticantes.

Não copie conteúdo

A prática de copiar o conteúdo de um outro site, duplicando o texto, geralmente é penalizada pelo Google. Apesar de alguns sites produzirem conteúdos mais relevantes, o fator de copiar o conteúdo e postar em seu blog não é uma boa ideia, além de ser considerado plágio, o que é crime pela lei brasileira.

Além disso, duplicar conteúdo fará com que ambas as postagens percam valor no Google, perdendo posições no ranqueamento do site.

Confira também o que é melhor: revenda, hospedagem ou cloud.

Não compre links

Mesmo sendo expressivamente proibida pelo Google, a prática de compra e venda de link é bastante utilizada por internautas. Por ser tão comum, o site vem cada vez mais adaptando seus mecanismos para acabar com esse mercado.

Atualmente, durante a varredura do robô que indexa conteúdos no Google, ele já consegue identificar e penalizar os sites suspeitos de praticarem a compra e a venda de links. Sendo uma prática considerada muito grave, a punição do Google para essa técnica é o banimento do site em questão do Google.

O Google tem combatido tão fortemente essa prática, que inclusive criou um site específico para denúncias de sites pela compra e venda de links.

Não use links escondidos

Assim como os textos invisíveis, os links escondidos, chamados de truque do ‘pixel link’, são bastante utilizados para tentar melhorar o ranqueamento de um conteúdo no Google, porém o resultado é inverso e gera o banimento do site, caso o Google identifique essa prática.

Não use excessivamente as palavras-chave

Uma das práticas adotadas para melhorar o posicionamento de um conteúdo no Google é a colocação das palavras-chave em pontos específicos do texto. Porém, colocar a palavra-chave em excesso em vez de ajudar, acaba prejudicando sua postagem.

Essa técnica é chamada de Keyword Stuffing, e consiste em colocar a palavra-chave em excesso, principalmente no texto. Usar a palavra-chave de forma consciente soluciona esse problema, mas caso você usar esse artifício de maneira exagerada, o Google provavelmente lhe fará perder posições em resultados de buscas e até banirá seu site.

Não use cloaking

Essa técnica consiste em exibir uma página para o Google e outra totalmente diferente para os seus leitores. Existem diversos programas que são usados para aplicar o método que gera o banimento de sites do Google.

Não utilize scraper writer em seu site

Os scrapers são programas que procuram conteúdo na internet para serem replicados em um site. Esses tipos de software caçam conteúdos por meio de resultados de buscas e feeds RSS. Isso acaba se encaixando na prática de duplicação de conteúdo, o que gera o banimento do seu site do Google.

Não compartilhe ou coloque links para sites pouco confiáveis

Apesar dos hyperlinks serem bastante utilizados para gerar autoridade e melhorar o ranqueamento no Google, é preciso se certificar sobre o seu site que você está indicando. Apontar links para sites que já foram banidos do Google ou que não se preocupem com a produção de um bom conteúdo, fará com que seu site entre na mira e em pouco tempo, aplicando essa prática, sendo banido pelo Google.

Não envie vírus ou spam

Enviar vírus ou spam, obviamente, pode gerar o banimento de seu site no Google. Esse tipo de programas são fáceis de serem identificados e denunciados por outras pessoas.

Como saber se meu site foi banido pelo Google?

Faça uma busca no Google com o comando site: (coloque o endereço seu site, junto e sem deixar espaços). Se pelo menos um conteúdo do seu site aparecer no resultado, então provavelmente seu site foi penalizado pelo Google e não banido. Se a busca não achar nenhum resultado, mesmo com você postando novos conteúdos, seu site foi banido pela plataforma, certamente por usar alguma das práticas citadas acima.

É possível solicitar a reinclusão do site no Google, fazendo as correções necessárias e solicitando o retorno em página específica disponibilizada pela plataforma. É necessário possuir conta na Ferramenta para Webmasters e ter seu site cadastrado.  

Gostou das dicas? Baixe o Ebook Tudo sobre SEO para WordPress. Conheça os planos de Cloud Gerenciado da ISBrasil.

Gostou de nosso post? Compartilhe: