Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

9 Erros de SEO que você pode estar cometendo

31/08/2020 às 09:25 SEO

9 Erros de SEO que você pode estar cometendo

Em tempos que o marketing digital é cada vez mais falado, o SEO se tornou um termo recorrente e uma habilidade essencial no mundo dos negócios online.

Porém, infelizmente essa popularização também trouxe diversos “profissionais” de baixo custo, que muitas vezes não conseguem entregar o mínimo do esperado.

Sabendo disso, fizemos uma lista de erros de SEO comuns, para você conhecê-los e se atentar para que não aconteçam no seu site.

Conteúdo sem qualidade

O pensamento comum diz que SEO é basicamente utilizar palavras chaves em textos no seu blog. Mas não é. Otimizar uma página/site vai muito além de repetir a palavra-chave centenas de vezes.

Oferecer conteúdo de qualidade e relevante é essencial para manter seu site nas primeiras posições do Google, por isso antes de publicar verifique o seu nível de qualidade com um questionário básico:

  • O conteúdo é original?
  • O conteúdo é duplicado?
  • O conteúdo soluciona um problema ou transmite um conhecimento?
  • E principalmente: o conteúdo se adequa ao que foi prometido no título?

Falta de planejamento

De nada adianta escrever excelentes conteúdos, se não utilizar as palavras chaves corretas e é aqui que entra o planejamento.

O planejamento considera quais os termos pesquisados deverão levar ao seu site, mas para isso você precisa saber o que você pode oferecer e como isso é procurado.

Embora só você possa responder a primeira questão, existem diversas ferramentas para auxilia a encontrar as palavras chaves mais procuradas. Como exemplo podemos falar do Google Trends ou mesmo o serviço de previsão de pesquisa do Google.

Excesso de palavras chaves

Como disse, otimizar um conteúdo é mais que repetir centenas de vezes palavras chaves ao longo da página.

Na verdade, essa prática (chamada de keyword stuffing) pode até acabar em penalidades para seu conteúdo e prejudicar a sua SERP.

Uma boa dica é utilizar variações do termo pesquisado. Então, se o seu conteúdo fala de SEO, por exemplo, você pode incluir termos como: otimização para mecanismos de busca, alcançar a primeira posição do Google, otimizar uma página/site, etc.

Falta de atenção com a meta description

Se o conteúdo relevante seja a espinha dorsal do marketing de conteúdo, a meta description e os títulos são as cervicais. Confuso? Eu explico.

Embora os critérios de avalição do Google estejam em constante alteração e sejam um segredo tão bem guardado quanto a fórmula da Coca-Cola, a maioria das empresas e profissionais concordam que as analises começam pelos títulos e meta description.

Logo, se estes não estiverem nos padrões de qualidade do Google seu conteúdo tem bem menos chances de ser ranqueado, por mais completo que seja.

Title Tag

E como já falamos da meta description, vamos falar de títulos.

A title tag representa mais que o título do texto, mas também o nome de toda aquela página e muitas vezes até mesmo uma URL amigável.

Logo, incluir as plavras chaves no título e faze-lo persuasivo, irão contar alguns pontos a mais no seu posicionamento.

Desconsiderar o mobile

Se o seu site não é responsivo você dificilmente conseguirá a posição 10 no Google. E essa nem é uma boa posição.

A verdade é que possuir páginas que se adequem a dispositivos mobile se tornou essencial para o buscado, devido a grande quantidade de pessoas que acessam a internet por meios móveis.

Site lento

Um site lento prejudica seu SEO de duas formas bem graves.

A primeira e mais óbvia é que o próprio Google dá menos pontos para sites que carregam mais devagar, simples assim.

Porém, outro fator que fortalece o SEO é a autoridade e esta é dada pelos seus acessos. Agora, vamos desenvolver um raciocínio:

A maioria das pessoas não tem paciência para mais de 5 segundos de carregamento de um site e acabam desistindo de acessar depois disso. Se o site for lento (além de não ganhar pontos com o Google), você terá bem menos acessos.

Com menos tráfego, a sua autoridade cai e consequentemente seu posicionamento também cai. Simples, não?

Preparamos um artigo especial falando da relação da velocidade de carregamento do site e SEO, acesse e saiba muito mais sobre isso.

Desatenção com imagens

Outro fator que vejo recorrentemente em muitos sites são imagens não otimizadas.

A verdade é que os bots do Google não enxergam imagens, apenas códigos. Então, porque e como otimiza-las?

O porque já foi dito: os bots não enxergam imagens. Como fazer isso? Convertendo as imagens para a linguagem escrita dos bots. Isto é, adicionando descrições que expliquem do que se trata a imagem.

Essas descrições devem ser verdadeiras, concisas, mas não muito (mínimo de 3 palavras e no máximo 8 palavras) e incluírem a palavra chave (mas sem repetição). As descrições das imagens são feitas pelo atributo alt text.

Um bom exemplo de alt text para uma foto de tênis de corrida seria este: tênis de corrida azul da marca X

Um péssimo exemplo seria: tênis de corrida de qualidade tênis de corrida azul tênis de corrida da marca X tênis de corrida

Leia o nosso artido de SEO para imagens e descubra dicas para melhorar mais ainda o seu SEO!

Ignorar as redes sociais

Ninguém sabe dizer com certeza se o engajamento em redes sociais realmente influencia no SEO.

Mas podemos novamente criar um raciocínio a respeito:

Se páginas com muito acesso ganham pontos de autoridade e conteúdos com bom engajamento conseguem mais acessos... entende?

Além disso, o uso das redes sociais como reforço a sua estratégia de SEO pode fortalecer o nome da sua marca perante o público e aumentam a sua exposição. Assim, o seu público terá mais facilidade em encontrar seu conteúdo.

As redes sociais ainda podem ser utilizadas como uma boa estratégia para conseguir aquele fôlego inicial quando o site está começando e ainda não tem autoridade ou público fiel.

Gostou de nosso post? Compartilhe: