7 tendências de web design que você precisa conhecer

21/04/2018 às 11:36 Ajuda

7 tendências de web design que você precisa conhecer

Se você trabalha com web design deve estar por dentro de todas as tendências dessa complexa área, bem como conhecer as técnicas e ferramentas de web que podem ter ajudar a melhorar a apresentação do seu produto ou serviço no ambiente digital. 

Mas sair dos padrões para aplicar as novas tendências não é uma tarefa simples. A mudança poderá exigir muito esforço do profissional se ele quiser dar bem nesse profissão.

Se você é um web designer e pretende incluir novas tendências no desenvolvimento de seus projetos, leia todo esse artigo e conheça quais são elas. 

Layouts de Grade Quebrada

Se você tem certa experiência com a área de design, provavelmente já teve contato com o livro “Layout”, certo?  Ele mostra claramente os tipos de layouts de grade quebrada, que é algo comum no mundo do design gráfico.

Mas quando se fala em sites, em um contexto geral, a tendência é que o profissional mantenha uma estrutura padrão. Seja de alinhamento ou de grid, mas que muitas vezes não agrada e não surpreende ninguém.

Em sites nacionais, pode-se observar que a regra é a harmonia e a lógica da grade, com todos os elementos textuais alinhados para a esquerda. Mas é interessante observar que existe aceitação de caixas de texto em diferentes espaços, seja ele central ou à direita.

A grade quebrada possibilita destacar toda a atenção do visitante para pontos importantes do site, principalmente em telas grandes, destacando as chamadas de ação ou portfólio. Conheça nosso serviço de Hospedagem com WordPress

Brutalismo

De uma forma geral, essa tendência do web design é a simplificação ao extremo, ou seja, é abrir um espaço para que os web designers desenvolvam o trabalho da forma mais simples possível. Mas é algo que poucos negócios estão dispostos a fazer atualmente.

O brutalismo está muito distante de qualquer ensinamento de como fazer sites e pode ser visto muitas vezes como o resultado de algo amador. Mas a opção pelo brutalismo exige muito talento do designer.

Pois não se trata apenas de um jogo desordenado e despreocupado com as leis básicas de navegabilidade e responsividade. Mas os sites são muito bem estruturados onde você encontra as informações que precisa de forma simples. Leia nosso post sobre  Hospedagem para WordPress

Elementos Animados

Alguns web designers abominam o uso de animações de elementos no design, justificando que elementos animados afetam o carregamento de página e por consequência, prejudica o SEO do site.

O problema é que a eliminação dos elementos animados anula um importante detalhe do web design: movimento e interação.  Os sites devem ser muito mais do que imagens e textos estáticos, pois isso pode ficar maçante para o leitor. 

Vale ressaltar que sites não precisam ser estáticos e alguns elementos simples de animação podem ajudar os visitantes na compreensão e destaque de pontos importantes.

Uma animação sutil pode direcionar a atenção do visitante para o conteúdo certo no momento certo no web design. Além disso, ajuda a garantir que ele não perca aquela caixa de captura de lead, que é a principal proposta de valor do seu negócio.

Lembre-se que a animação é fundamental, mas o excesso dela pode atrapalhar objetivos de conversão.

Ilustrações Centralizadas

Mais uma das tendências do web design. Quando é criada a apresentação de uma oferta de produto ou serviço em um site com web design, é muito comum adicionar ao lado do texto uma fotografia real, representando uma determinada pessoa que está adquirindo ou gozando dos benefícios da oferta. Aprimore seus conhecimentos em Como criar um blog

Algumas pessoas conseguem criar uma forte identificação com esse tipo de ilustração e outras nem tanto, mas em contrapartida, encontraram no seu produto ou serviço a solução para seus problemas. 

É por este motivo que a tendência da Ilustração tem tomado conta de diversos sites, principalmente de startups.

Formas Orgânicas e Oblíquas

A fuga de formas angulares tem sido explorado por muitos web designers, ultimamente. Mas fugir das linhas do grid apostando em mais curvas não é um desafio fácil de se adaptar para o site responsivo.

Alguns site são ótimos exemplos de como aplicar essa tendência, optando por substituir as quebras de linhas do site aplicando um ângulo de linha e inserindo elementos em 3D ou imagens de mockup simples.

Esse recurso é muito mais bonito para telas maiores, mas é possível aplicar com menos intensidade para telas menores como celulares ou tablets. 

Transição de Páginas

Outra tendência do web design. A transição de páginas nos sites é quase sempre igual. As coisas ficam em branco por um segundo e a nova página é carregada.

Algumas agências tem apostado em incluir uma dinâmica diferente na troca de página, inserindo efeitos visuais mais simples, tornando a experiência do visitante um pouco diferente.

Essa tendência tem relação direta com a grande falta de paciência dos usuários da internet em aguardar o carregamento da página de um site. Mas pode-se perceber mais e mais sites fazendo essa mudança como algo bonito de se ver.

Alguns grandes sites já adotaram essas mudanças e estão fazendo sucesso com os usuários.

Vídeos e Gifs

Você deve ter observado que alguns gifs exemplificaram muitos exemplos de 3 até 5 segundos de duração. Isso ocorre porque uma imagem estática não seria capaz de representar de forma rápida, a transição de um vídeo, por exemplo.

Essa tendência é focada sempre na experiência, ou seja, uma forma de exemplificar para o usuário como se executa uma determinada tarefa que uma imagem estática ou texto não poderia fazer com tanta eficiência.

O uso de vídeos é adequado porque se adapta perfeitamente ao grid do site, sem o padrão reto e botões intrusos de vídeos como os do YouTube ou Vimeo. 

Ele permanece de alta qualidade, mesmo com muitas cores. Essa tendência veio muito forte, principalmente em sites onde o usuário se precisa interagir com diferentes funções do seu site.

Ainda tem dúvidas? Sem problemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esse e outros assuntos. 

Gostou de nosso post? Compartilhe: