5 frameworks essenciais para agilizar seu trabalho

03/06/2018 às 15:25 Novidades

5 frameworks essenciais para agilizar seu trabalho

Quem trabalha com desenvolvimento de softwares precisa ter agilidade e muito conhecimento técnico. Mas para que isso aconteça, saber como uma linguagem de programação funciona não é suficiente.

Em muitos casos, o processo de desenvolvimento exige que determinadas estruturas, como o sistema de login ou de busca de um software, já estejam prontos para uso.

Mas como utilizar estas estruturas prontas em sua aplicação? Como padronizar o desenvolvimento web de forma que outras pessoas possam realizar a manutenção futura de seus aplicativos sem encontrar dificuldades?

A resposta é simples e basta usar frameworks. Leia até o final e conheça 5 modelos que podem te ajudar bastante. 

O que é framework? 

Um framework de desenvolvimento de software, é uma abstração que une códigos de programação comuns entre vários projetos de software com o objetivo de prover uma funcionalidade genérica entre eles.

Um framework pode atingir uma funcionalidade específica durante a programação de uma aplicação.  O framework dita o todo o fluxo de controle da aplicação. 

O objetivo principal dos frameworks é simplificar o desenvolvimento de software. Para isso, utiliza-se o conceito de reaproveitamento de código.

Através da criação de estruturas básicas, eles são responsáveis por evitar que seja necessário repetir várias linhas de códigos para funções básicas, em diferentes projetos.

Por exemplo, um sistema de login geralmente não muda de um site para outro. Você tem campos para e-mail, senha, um botão para se cadastrar e outro para solicitar uma nova senha.

Como esta é uma estrutura padrão, os frameworks a oferecem como um recurso pronto, onde você só precisa chamar a função no seu código, ao invés de codificar um sistema de login do início. 

Além dessa vantagem, os frameworks permitem que seu código fique mais limpo e bem disposto, já que existe toda uma estrutura preparada para receber aquilo que o desenvolvedor irá criar. 

Como existe uma diminuição de linhas de código criadas pelo desenvolvedor, o tempo de criação do software também tende a cair, já que o foco é no principal objetivo da aplicação e não nos detalhes e estruturas básicas.

Conheça agora os modelos de frameworks. 

1 – Zend framework

O Zend Framework nasceu em 2005, em uma época em que vários frameworks web estavam ficando famosos no mercado. O Zend acabou alcançando fama rapidamente, já que esse moderno framework é apoiado por grandes empresas, como Google e Microsoft.

Ele é conhecido por ser um dos frameworks mais atualizados e em constante atualização. A empresa detentora dos direitos desse framework, é reconhecida como uma das maiores incentivadoras do PHP.

O Zend não é o framework mais simples que existe. Devido a esta complexidade, ele é mais indicado para projetos robustos e de maior complexidade. Aprimore seus conhecimentos em vantagens de Criar um Blog  

2– Laravel

O Laravel é considerado o framework PHP mais usado há um bom tempo. Ele é extremamente versátil e robusto, englobando uma série de ferramentas que já existiam antes de sua criação.

Esse framework foi lançado em 2011 e a cada ano que passa, vem ganhando mais popularidade entre os desenvolvedores. 

Uma das suas vantagens é o fato de possuir uma documentação quase perfeita, além de tutoriais e vídeos. Existem ainda os famosos Laracasts que também auxiliam no aprendizado da ferramenta, tanto para os iniciantes quanto os mais experientes. 

O Laravel ainda engloba diferentes soluções e faz com que ele seja útil para projetos pequenos ou grandes, independente do que a sua empresa necessite.

Esse framework é considerado o melhor framework PHP para se trabalhar hoje, devido a todas as suas características robustas e dinâmicas. 

3 – Symfony

Lançado em 2005, o Symfony é um dos frameworks PHP que utilizam a arquitetura MVC, assim como outros.

Essa ferramenta foi criada para trabalhar em conjunto com metodologias ágeis de desenvolvimento, dando mais ênfase para o desenvolvimento ágil, focado nas regras de negócio da aplicação e não em aplicações básicas. Leia nosso post sobre Como criar um blog

Além disso, o Symfony é um framework indicado para trabalhos mais pesados e de grande escala, já que a sua estrutura permite lidar com projetos deste porte.

Mas tudo tem um preço e o tempo de aprendizado desse framework é mais elevado do que o dos demais, mas ele pode ser um grande aliado. 

4-  Phalcon

O framework Phalcon surgiu em 2012 e tem crescido rapidamente no mercado de desenvolvimento web. Um dos seus diferenciais é ter uma comunidade muito ativa, além de ter cada versão traduzida para dezenas de idiomas logo após serem lançadas.

Ele é considerado um dos frameworks mais rápidos da atualidade, já que consegue processar de forma mais rápida todas as solicitações.

Esse framework funciona como uma extensão web, escrita em linguagem C, diferentemente dos outros, que são criados na própria linguagem PHP.

A consequência disso é que o framework possui uma constituição diferente dos demais, o que afeta positivamente o seu desempenho. Conheça nosso serviço de Hospedagem de Site

5 – CakePHP

Também lançado em 2005, o CakePHP é um framework que foca em simplificar o processo de desenvolvimento em PHP para programadores de qualquer nível. Possui um CRUD integrado ao banco de dados e Scaffold, que é um sistema de organização projetos muito intuitivo.

Por trabalhar em cima da arquitetura MVC, acaba sendo um framework muito útil para projetos de diferentes portes. Além disso, possui mecanismos próprios para ajudar quem trabalha com JavaScript, Ajax, formulários HTML, entre outros.

Além disso, o CakePHP tem uma comunidade muito ativa, é muito leve e estável e é integrável com frameworks front-end, como o Twitter Bootstrap.

Cuidados necessários ao usar frameworks

Apesar dos frameworks serem de grande valia no processo de desenvolvimento, existem alguns pontos que praticamente obrigam que a adoção dessas ferramentas seja bem planejada.

Dependência profissional:

É importante que fique bem claro que saber programar com a linguagem deve ser mais importante do que saber usar o framework, isso para que você não se torne dependente do framework. Driblar esse problema é fácil e você deve aprender a linguagem de programação, antes de aprender o framework.

Dependência do projeto:

Seu projeto pode acabar ficando dependente do framework. Se o framework é descontinuado, você poderá ter que migrar toda sua aplicação para um outro framework, o que não será uma tarefa fácil. Portanto, escolha um framework estável e bem consolidado no mercado. 

Curva de aprendizado:

Além de ter que desenvolver sua aplicação, você precisará entender como o framework funciona, o que pode demorar um tempo que o seu projeto não possui. Nesse caso, sempre analise a sua situação atual e se pergunte se há tempo para aprender mais um nova tecnologia. 

Necessidade de conhecimentos sobre a linguagem e padrões de projeto: Antes de usar um o framework, é necessário compreender sobre como a linguagem funciona, além de conhecer os padrões de um projeto de software.

Isso porque o framework é baseado nestas duas frentes e é necessário caso você deseje tirar o máximo de proveito da ferramenta.

Ainda tem dúvidas? Sem problemas. Em nosso blog você pode ler mais sobre esses e outros assuntos. 
 

Gostou de nosso post? Compartilhe: