10 maneiras de medir o desempenho de sua estratégia de marketing

22/11/2018 às 17:04 Marketing

10 maneiras de medir o desempenho de sua estratégia de marketing

As métricas estão totalmente atreladas às estratégias de marketing digital, pois são a única maneira de se avaliar o seu sucesso, sua necessidade de adaptações ou seu total fracasso.

Com elas, não se trata apenas de mensurar o desempenho das campanhas em tempo real, mas de não haver outra maneira, a não ser a medida desses dados, de saber se tudo está dando certo e como proceder em sua continuidade.

Se para uma marca isoladamente isso é fundamental, imagine dentro de um contexto de alta competitividade com outras marcas no mundo virtual.

Maus investimentos, táticas equivocadas, permanência de ideias fracassadas ou defasadas e o desconhecimento de estratégias de sucesso: esses são os erros cometidos pelo gestor de marketing que não utiliza a métrica a seu favor.

Todo mecanismo de marketing digital tem meios para medir o desempenho das estratégias que lhe são aplicadas.

Logo, há diferentes tipos de métricas, e cada uma deve ser usada conforme a necessidade em voga.

A diversidade de possibilidades é positiva, o problema é quando, mediante uma série de dados disponíveis e acessíveis, a escolha do tipo adequado de métrica para o monitoramento de sua estratégia se torna complicado.

A chance de as marcas optarem pelo monitoramento de métricas que de fato não somam ou não são relevantes a seu negócio, não aumentando assim o seu lucro, é grande, por exemplo.

O que é uma métrica?

Trata- de uma sequência de valores que podem ser medidos. É utilizada pelos gestores de marketing a fim de identifiquem e monitorem o desempenho geral de suas estratégias e campanhas.

Seu acompanhamento recorrente e a discussão sobre o seu progresso é fundamental.

Para cada tipo de campanha ou marca, um tipo de métrica é utilizada, escolhendo-se a mais efetiva, relevante e adequada ao propósito da vez.

Exemplo prático: Uma agência de marketing de conteúdo observou que as mulheres de 50 a 65 anos, entre seus clientes e potenciais clientes, foram um perfil mais resistente ao conteúdo de e-mail marketing no mês de janeiro deste ano.

O que fazer para analisar e reverter esse quadro?

Se a marca utilizar a métrica certa para lidar com seus negócios, ela já terá informações sobre todos os aspectos dos clientes, podendo-lhes apresentar conteúdos mais imediatos e com novidades que atendam às buscas mais recorrentes daquelas consumidoras.

Invertendo assim aquela situação e atingindo-as diretamente com os e-mails marketing.

Quer saber mais sobre o mundo do marketing digital? Adquira o nosso e-book!

As métricas respondem.

1 – Será que estou no caminho certo?

2 – O que tenho feito para aumentar a participação de minha marca no mercado?

3 – Onde estão os erros e os acertos da minha estratégia?

4 – Qual é o canal que oferece o retorno e mais imediato do meu investimento?

5 – Esse orçamento é inteligente?

Medir é essencial.

Exemplo prático: Sua marca destina 70% do investimento em marketing digital para links patrocinados nas campanhas do Google e do Facebook.

Isso é parte de uma estratégia para alavancar o nome da marca, gerar engajamento e fidelizar cada mais o seu público. É preciso que se meça o êxito dessa medida, não é mesmo, é aí que entram as métricas, pois:

  1. Acompanham as transformações e a dinâmica do mercado;
  2. Não deixam sua marca para trás quando o assunto é competitividade;
  3. Identificam falhas e aperfeiçoam estratégias;
  4. Geram resultados mais expressivos e retornos mais lucrativos;
  5. Medem o desempenho financeiro;
  6. Revelam sobre o desempenho, desde o seu negócio de uma maneira geral até o seu mais específico colaborador;
  7. Mostram maneiras palpáveis de se reverter um caso de estratégia malsucedida;
  8. Destacam a importância de toda a equipe, valorando o seu trabalho;
  9. Apontam as minúcias e os pequenos problemas que passam despercebidos mais afetam sua estratégia. 
  10. Conferem se os esforços investidos estão realmente sendo recompensados;
  11. Apontam se os resultados alcançados estão aquém, além ou de acordo com o esperado;
  12. Com elas, a marca poder lidar com a continuidade de sua estratégia, exterminando-a totalmente ou parcialmente, mudando-a ou a mantendo integralmente;
  13. Indicam se o dinheiro e tempo investidos o estão sendo positivamente.

As 10 métricas mais importantes para seu marketing:

1 – Qual é a receita gerada?

ROI (Retorno sobre o Investimento): é a demonstração da rentabilidade da campanha de marketing.

Pode ser medido pelo tráfego do site de sua marca que é, por sua vez, convertido em novos clientes pagantes por um certo período.

Identifica também quais estratégias estão de fato gerando vendas e receitas e quais precisam ser aperfeiçoadas.

Assim, um ROI positivo representa a eficácia de sua tática, já um ROI negativo indica o redirecionamento de sua campanha.

2 – Quanto custa um novo cliente?

CAC – Custo de Aquisição de Cliente: define-se pelo total de custos de marketing da marca em determinado tempo que, por sua vez, é dividido pela quantidade de novos clientes pagantes que foram gerados nesse mesmo intervalo.

Os cálculos não são exatos, mas essa métrica também traz uma visão muito esclarecedora do sucesso de sua campanha.

3 – Esse site é bom?

CPL (Custo por Lead): define o índice de conversão principal de determinada campanha e seu custo equivalente, informando a todos da equipe sobre sua rentabilidade.

A qualidade de um site está diretamente relacionada a sua capacidade converter o seu tráfego em leads ou a sua capacidade de angariar mais clientes com menos custos.

Com isso, é sugerido que esses pontos sejam filtrados e que se estabeleça o custo de cada um dele, identificando os mais rentáveis.

A partir dessas informações, é possível traçar o perfil do usuário pagante, desenvolvendo estratégias que melhor o atendam.

4 – Os clientes voltam?

Indicada para serviços de assinaturas, plataformas de e-commerce e empresas mais convencionais, a taxa de retenção de clientes calcula a porcentagem de retornam à marca para outra compra.

Quando ela está baixa, pode se referir a um produto ou serviço que não agradou ao público, podendo ser também uma divulgação ruim, por exemplo.

A taxa serve também para medir o valor médio de um cliente. 

Conheça as vantagens do Serviço de Google AdWords,  é a partir de R$400,00 mensal e conta com investimento e monitoramento da campanha.

5 - Quantos nos visitam?

A medida do número total de visitas diz sobre a capacidade de sua campanha de se direcionar o tráfego do seu site.

Com essa métrica, caso os números decresçam de um mês a outro, é possível definir quais canais de marketing estão sendo os responsáveis, resolvendo a questão.

Quando a campanha é bem-sucedida, o número total de visitas cresce de maneira constante.

6 – Quem compra entre os que nos visitam?

A taxa de conversão mede quantos usuários do site realmente se converteram em leads.

Sua leitura depende dos planos de continuidade de cada estratégia.

Por exemplo, se a ideia é reter informações sobre esses visitantes, seu monitoramento é um ponto indicado. 

Quando está muito baixa, essa taxa mostra uma possível falha no conteúdo ou em um CTA, por exemplo, precisando de ser revistos.

7 – Quanto gastam os clientes?

O ticket médio se refere à quantidade de dinheiro que cada cliente gasta em média por compra.

Esse valor pode ser alterado pela iminência de descontos, promoções e pequenos brindes.

O aumento dessa métricas se relaciona diretamente à manutenção de uma variedade de produtos e de sua disponibilidade, sempre atendendo a demanda dos usuários e seu poder de compra.

8 – De onde vêm nossos clientes?

As fontes de tráfego podem ser fornecidas pelas plataformas de web analytics.

Elas indicam o ponto de origem dos visitantes até chegarem ao site de sua marca.

Para as campanhas de grande escala, essa métrica é muito útil, pois, é uma maneira de visualizar quais canais estão superando os demais nos resultados alcançados. Sendo os mais investidos e trabalhados, nesse caso.

Podem ser referências diretas, links externas, pesquisas orgânicas e através das redes sociais.

9 – Quantos cliques tivemos?

CTR – Taxa de cliques. Indicam quantos cliques que os anúncios PPC receberam com base no número total de impressões.

cada vez que um anúncio é exibido, uma impressão é feita e a CTR calcula quantas pessoas de fato clicaram nele.

Quanto maior a CTR, maiores são as suas pontuações de qualidade.

10 – Minha marca está no topo das buscas?

Os sites de busca são medidores de sucesso entre os usuários.

Ter a sua marca nos primeiros resultados orgânicos do buscados é um bom sinal.

Para tanto, conteúdo de qualidade precisa ser gerado e as boas práticas de SEO não devem ser deixadas de lado.

 

Gostou de nosso post? Compartilhe: