WordPress Veloz: 5 plugins para acelerar suas páginas

14/03/2017 às 09:21 WordPress

WordPress Veloz: 5 plugins para acelerar suas páginas

Seja um blogueiro iniciante ou experiente, ambos sabem que um site rápido é um dos fatores que vão levar seus visitantes a permanecerem ou deixarem suas páginas.

O gigante das buscas também não perdoa, lentidão não é bem vista pelos olhos da Google, e com isso o seu site sai perdendo, então vamos te ajudar a sair na frente e ficar bem nos resultados quando o assunto é performance. Veja também nosso post: Passo a Passo para Criar um Blog

Devemos lembrar que não basta os plugins certos, a qualidade do código, quantidade de requisições, hospedagem, tudo vai fazer parte do resultado. Você sabia que oferecemos hospedagem de site com 30 dias grátis?

Os preparativos

Antes de qualquer coisa, verifique:

  • WordPress atualizado!
  • Instalação limpa (core sem modificações).
  • Backup atualizado!

1 - WP Super Cache

Sem dúvidas um dos plugins mais utilizados quando falamos de performance, quando bem configurado a diferença é claramente perceptível em tempo de carregamento das páginas.

Sem aprofundar muito em detalhes técnicos, ele trabalha a entrega de arquivos estáticos para os visitantes, carregando muito mais rápido páginas que são frequentemente acessadas.

Atenção: O uso de cache é viável de acordo com o sua estrutura de conteúdo e recursos. Realize testes em seu ambiente de desenvolvimento antes de aplicar em produção.

Para instalar o WP Super Cache é como de costume, acesse em seu painel Plugins > Adicionar Novo . Busque por “ WP Super Cache ” (sem aspas), instale e ative o plugin. Você também pode baixar o plugin diretamente do repositório do WordPress.

 

Links permanentes

Um dos requisitos para o funcionamento do plugin é uma estrutura de links configurada, não podemos utilizar a estrutura padrão, sendo assim, sugerimos a estrutura personalizada:

/%category%/%postname%/

Guia: Easy

É a configuração básica do seu plugin, nela você ativa ou desativa o WP Super Cache , porém para gerar novos arquivos de cache sempre que necessário, lembre-se de clicar no botão Delete cache , assim novos arquivos serão gerados.


Guia: Advanced

Aqui é onde a mágica começa, nessas configurações vamos definir detalhes importantes para a otimização dá performance de nossas páginas.

Cache hits to this website for quick access.

Ative para que uma página de cache seja gerada automaticamente após um acesso de visitante.

mod_rewrite será nosso garçom!

Ative a opção Use mod_rewrite to serve cache files . Será nossa melhor opção, pois todo bom servidor tem um ótimo desempenho com o módulo. Caso tenha algum problema, pode também utilizar a opção Use PHP to serve cache files .

Miscellaneous

Chega a hora de dar alguns poderes extras ao plugin, então vamos explicar os pontos importantes.

O que fica ativo?

- Compress pages so they’re served more quickly to visitors. (Comprime a página antes de fazer cache, tornando a mais rápida ainda).
- Don’t cache pages for known users. (Não cria cache para usuários que comentam ou acessam o painel frequentemente, exibindo dados em tempo real).
- Cache rebuild. Serve a supercache file to anonymous users while a new file is being generated. (Serve o cache atual enquanto um novo é gerado)*.
- Don’t cache pages with GET parameters. (Não cria cache de páginas que são frequentemente atualizadas com a função GET).

Advanced

- Mobile device support. (Suporte para dispositivos móveis).
- Clear all cache files when a post or page is published or updated. (Opcional, limpa toda a cache quando um novo post é criado ou atualizado).
- Extra homepage checks. (Mantém sua homepage sempre atualizada em cache).
- Refresh current page (comments made). (Atualiza o cache se um novo comentário é feito em uma postagem ou página).

Atualize as regras: mod_rewrite

Após tanta configuração, chega a hora de salvar tudo isso. em seu arquivo .htaccess, então basta clicar no botão Update mod_rewrite rules.

Expiry Time & Garbage Collection

Hora de definir quando tudo isso funciona e a frequência.

Cache timeout: 1800

A limpeza do "lixo", ou o tempo que o cache expira.

Schedule (timer): 60000

De quanto em quanto tempo essa tarefa será executada.


Guia: CDN

Se você usa serviços de cdn como KeyCDN ou maxCDN, aqui irão suas configurações, em nosso caso, pule para o próximo passo.

Enable CDN support: Desativado

Guia: Content, Preload e Plugins

Essas guias não serão utilizadas em nosso guia, por não terem o que ser modificado ou recursos que não são úteis para nossas configurações básicas.

Conclusão

Chegamos ao fim da configuração do nosso poderoso plugin de cache, agora podemos nos preocupar com mais otimizações!
 

2 - BWP Minify

Repita o mesmo processo de instalação como mostrado no WP Super Cache. Pesquisa: "BWP Minify", sem aspas.

Após configurarmos nosso "carro chefe", podemos melhorar ainda mais a entrega de nossos arquivos, minificando cada um deles, ou seja, eliminando espaços em branco, linhas extras, e qualquer coisa que não seja necessária para o pleno funcionamento de nossas páginas.

O Better WordPress Minify será nosso ajudante, e com ele o processo será bem mais fácil.

Plugin Functionality (General Options)

O que fica ativo?

- Minify JS files automatically.
- Minify CSS files automatically.
- Minify bloginfo() stylesheets.
- Leave external files at their original positions.

Minify Library Settings

O que fica ativo?

- Enable bubble CSS import.
- Enable cache file locking.

Para finalizar, não esqueça de salvar e limpar o cache residual do plugin, Save changes and flush cache!
 

3 - BJ Lazy Load

Repita o mesmo processo de instalação como mostrado no WP Super Cache. Pesquisa: "BJ Lazy Load", sem aspas.

Já otimizamos a entrega dos arquivos, nada mais justo do que trabalhar também as imagens que iremos publicar. A configuração do BJ Lazy Load é simples e muito rápida, não teremos problemas.


Ativaremos todas as opções, aplicar o efeito em widgets, thumbnails, iframes, conteúdo, etc.

Um detalhe importante é a opção Use low-res to preview image, que deve ser habilidade, assim teremos imagens otimizadas no momento do carregamento das páginas.
 

4 - Async Social Sharing

Repita o mesmo processo de instalação como mostrado no WP Super Cache. Pesquisa: "Async Social Sharing", sem aspas.

Ninguém hoje em dia se vê longe das redes sociais, compartilhar conteúdo é o que podemos chamar de hábito, e é claro que você quer oferecer essa chance de compartilhar seus artigos, mas como estamos falando de performance, vamos utilizar um plugin que carrega todas esses arquivos externos de forma assíncrona (pontos de execução diferentes)!

O carregamento em paralelo de alguns scripts pode ajudar muito no carregamento rápido de elementos, melhorando consideravelmente a performance.

O Async Social Sharing tem uma configuração rápida e simples, em menos de 1 minuto você já está com tudo pronto.

Você pode ativar as opções de compartilhamento no Twitter, Facebook, Google+, LinkedIn


Defina onde os botões irão aparecer, antes ou depois do conteúdo dos artigos, e marque para serem exibidos nas postagens. Após isso basta salvar as alterações.
 

5 - Debug bar + Debug bar slow actions

Repita o mesmo processo de instalação como mostrado no WP Super Cache. Pesquisa: "Debug Bar", sem aspas.

Apesar de serem dois plugins, um é apenas um complemento ao outro. Mesmo sendo um pouco bastante técnico, o debug pode ser estratégico para localizar pontos de lentidão em consultas ao banco, carregamento de scripts, erros com o PHP, etc.

Um detalhe importante é que seu arquivo wp-config.php deve estar com o Debug habilitado, através da tag:

define( 'WP_DEBUG', true );

Com tudo pronto, basta abrir o menu Debug na página onde deseja verificar, diretamente do seu menu de administrador.


Agora poderemos acompanhar as informações detalhadas e verificar se melhorias devem ser feitas.

Conclusão

Depois de todas essas dicas, você com toda certeza terá tudo o que precisa para deixar suas páginas muito mais rápidas, seguindo cada passo e adaptando a sua necessidade, melhorias de performance vão ajudar a conseguir maior visibilidade com seus leitores e motores de busca.

Gostou de nosso post? Compartilhe: