Servidor VPS, para quem ele é indicado?

Servidor VPS, para quem ele é indicado?

08/05/2017 às 09:38Hospedagem de Sites

Servidor VPS, para quem ele é indicado?

Muito tem se falado em VPS quando a discussão é sobre hospedagem de sites e aplicações web. A hospedagem compartilhada é tradicional e ainda a mais utilizada para disponibilizar sites na internet. Porém, devido a evolução dos serviços de hospedagem e as novas necessidades demandadas por sites e aplicativos web, surgiram novos meios de hospedagem. Nesse artigo, você entenderá o que é VPS, o por que está se tornando cada vez mais comum e para quem ele é indicado. Muitas dúvidas rodam sobre a diferença do VPS e servidor dedicado. Saiba mais agora!

O que é VPS?
VPS é uma sigla para o termo Virtual Private Server, que traduzindo significa Servidor Virtual Privado. Vamos destrinchar cada termo:

• Servidor: computador específico que hospeda site(s);
• Virtual: que simula algo físico (nesse caso);
• Privado: pertencente a alguém específico.

Para um entendimento mais claro, veja uma breve explicação sobre servidores dedicados.

Um pouco sobre hospedagem dedicada

Em uma hospedagem dedicada, o servidor aloca apenas um site, ao invés de centenas deles, como acontece em uma hospedagem compartilhada. Assim, os recursos de hardware são todos dedicados ao seu site. Você ainda tem o poder de personalização e flexibilidade de instalar qualquer software necessário, como o Sistema Operacional que você quiser. Tudo isso facilita o aumento de performance e segurança do seu site, já que todo o software e hardware estão separados e protegidos de outros clientes da empresa de hospedagem de site. Porém, essas vantagens trazem uma grande desvantagem para muitos clientes: o alto custo. Nesse caso, você pagaria sozinho por um servidor completo, pois você não divide ele com outras centenas de usuários. Por isso os custos são grandes, principalmente para quem possui pequenas empresas.

Retornando ao VPS
O VPS surgiu para ser um meio termo entre uma hospedagem compartilhada e uma hospedagem dedicada. A vantagem mais genérica de um VPS é seu excelente custo-benefício. Com um VPS, você terá uma hospedagem compartilhada virtualmente (não fisicamente) com características bem próximas de um servidor dedicado.

Como funciona um VPS?
Um VPS funciona a base de um processo chamado virtualização. Existem softwares específicos que desempenham essa tarefa, como o VMware. A virtualização nada mais é do que dividir um servidor físico em servidores virtuais menores, com a separação de memória RAM, HD e outros recursos entre diferentes clientes. Ao contrário da compartilhada, essa separação é bem definida. Portanto, um site de um VPS não pode interferir negativamente no de outro contido no mesmo servidor físico. Na prática, é como se você tivesse acesso a um servidor dedicado, porém com um hardware mais limitado a um preço mais acessível.

Quais as vantagens de um VPS?
Os benefícios de uso de um VPS comparado a uma hospedagem compartilhada são muitos, sendo que o preço geralmente não é tão mais alto que a hospedagem tradicional. Confira seis vantagens de usar uma hospedagem VPS:

1. Reinicialize o servidor quando necessário
Às vezes, depois de o servidor estar muito tempo online recebendo e processando requisições e programas, é necessário liberar mais memória RAM para melhorar a
performance. Para isso, é necessário reiniciar o seu VPS, algo impossível de acontecer em uma hospedagem compartilhada. A reinicialização também é útil em casos de o sistema operacional travar.

2. Instale qualquer sistema operacional
Ao contratar um VPS, você tem como escolher o sistema operacional que mais se adéqua às necessidades do seu site ou aplicação web. Há sistemas operacionais que são mais performáticos para servidores web. Portanto, poder ter essa liberdade de escolha pode ser importante.

3. Use qualquer linguagem de programação e banco de dados
Para um site comum, a dupla PHP e MySQL geralmente satisfaz. Porém, se você possui um sistema web robusto ou diferenciado, pode precisar usar outras linguagens – como Ruby, Python ou Java – ou outros bancos de dados – como PostgreSQL ou NoSQL. Uma hospedagem compartilhada não te dá a flexibilidade de usar outras tecnologias como um VPS permite.

4. Se previna de vírus e spam
Na internet há muita gente má intencionada. Nada impede de um cliente hospedar um site spam ou implantar vírus em um servidor. Pode levar até algum tempo até que a empresa de hospedagem identifique essas ameaças. Em uma hospedagem compartilhada todos os sites presentes naquele servidor serão afetados negativamente e, algumas vezes, por causa de um único cliente. Em um VPS isso não ocorre, já que o seu site ficará hospedado em um espaço específico (servidor virtual) no servidor físico em que apenas você terá acesso e controle sobre o mesmo.

5. Melhore a performance do seu servidor
A melhora de performance da sua máquina permite que seu site possa suportar mais visitas simultâneas e tenha um carregamento de página mais rápido. Embora o hardware possa ser um fator determinante quando o assunto é otimização do servidor, com um VPS você pode usar recursos a nível de software para ter êxito na velocidade de carregamento do seu site. Você pode instalar um software de servidor mais performático que o tradicional Apache, como o Nginx. Além disso, também é possível configurar esse mesmo servidor para trabalhar com cache dos arquivos do seu site para que o usuário tenha uma boa experiência com o carregamento do mesmo.

6. Esteja seguro
Você mesmo pode instalar seu próprio firewall e outros softwares de segurança para manter seu servidor protegido. Além disso, o modo de acesso ao VPS é feito através da linha de comando, utilizando geralmente o protocolo SSH, que trás uma segurança a mais para o cliente.

“Eu preciso de um VPS?”
O caso mais comum de migração para um VPS é quando seu site já está hospedado e tem ficado fora do ar devido ao aumento de tráfego ou tem se tornado lento e instável em picos de visitas. Porém, nada impede de você já começar com um VPS. Isso é útil se você visa desde o começo a escalabilidade do seu negócio ou se você sabe que desde o começo (ou em pouco tempo) o seu site terá milhares de acessos. É importante deixar claro que para a administração e manutenção de um VPS é necessário
ter conhecimentos técnicos sobre Linux, comandos de terminal e outros detalhes de gerenciamento de servidor. Caso contrário, será necessário contratar um administrador de servidores. Agora que você já sabe o que é VPS e para quem ele é indicado, pode decidir por si só qual a melhor opção para o seu site. Achou o artigo útil? Tem alguma dúvida? Comente abaixo! Queremos saber sua opinião.

Gostou de nosso post? Compartilhe: