Saiba como criar uma boa estratégia de Frete Grátis

12/05/2018 às 13:21 Ajuda

Saiba como criar uma boa estratégia de Frete Grátis

O e-commerce tomaram a internet, atualmente existem lojas dos mais diversos nichos, causando uma grande concorrência no mercado digital. Com isso, os empreendedores se vem na obrigação de criar diferenciais e oferecer benefícios a seus clientes para conseguir gerar mais lucro.

Uma das ideias que mais são aplicadas nas lojas virtuais para aumentar as vendas são as estratégias de frete grátis, que geralmente são boas alternativas para despertar o interesse de clientes em comprar mais produtos.

Normalmente, o frete grátis está ligado a um valor mínimo de compra. Mas para não sair no prejuízo, é preciso ter uma noção de como sua empresa pode oferecer esta vantagem, sem sair perdendo, é preciso se planejar antes de apostar nessa opção para ter certeza do lucro.

Os consumidores, obviamente, gostam bastante de promoções de frete grátis, já que isso diminui o valor da compra na internet. É por isso, que praticamente todos os empreendedores de lojas virtuais adotam essa estratégia, pelo menos, em alguns momentos do ano.

Confira nossas dicas para adotar essa estratégia sem correr o risco de perder dinheiro:

Tenha um contato com os Correios ou com alguma transportadora

Os Correios são a principal empresa de correspondência do país, a estatal é responsável por transportar cartas, cargas por todo o território nacional. Além deles, também existem algumas transportadoras no mercado que são menores em tamanho, mas que costumam cortar custos para atrair mais empreendedores.

As opções por transportadoras se tornam ainda mais viáveis se você trabalha com produtos muito pesados, já que geralmente estes não são transportados pelos Correios. Por isso, antes de definir qual será seu serviço de entrega de produtos, faça uma pesquisa de mercado para achar a melhor opção.

Depois disso, busque firmar um contrato onde você tenha vantagem caso pense em usar do benefício de frete grátis durante algum momento do ano.

Barateie os custos com outras opções de envio

Essa dica serve principalmente para negócios regionais. Fora os Correios e as transportadoras é possível realizar frete de seus produtos com empresas menores que costumam entregar cargas em carros, motos e até mesmo bicicletas.

Esse tipo de opção também é mais recomendado para quem trabalha com cargas pequenas. Geralmente, lojas de móveis, restaurantes e lanchonetes costumam buscar esse tipo de serviço para baratear os custos, evitando perdendo dinheiro na estratégia.

Além disso, a negociação com empresas menores, que é o caso, costuma ser mais aberta, tornando possível, por exemplo, conseguir descontos sempre que um número X de entregas for feita no mesmo dia.

Confira também o que é preciso saber antes de montar uma loja virtual.

Ofereça frete grátis a partir de um valor X em compras

Um dos modelos mais aplicados de estratégias de frete grátis coloca um valor mínimo em compras para que clientes possam usufruir do benefício. Mas antes de oferecer, é preciso ter inteligência. Você deve analisar e fazer alguns cálculos para aplicar esse método.

Taxar um valor X em compras para frete grátis deve aumentar o ticket médio de seus clientes, porém é preciso ter certeza que você não sairá no prejuízo e que o valor estipulado não será tão alto, já que isso irá afastar e não aproximar clientes.

Para definir os valores, pense nos valores mais altos que sua empresa paga de frete, geralmente para regiões mais afastadas, imagine o pior cenário de entrega possível. Pronto, agora você já sabe o preço máximo que você terá de arcar com o frete para oferecer o benefício.

Daí é só estipular um valor de compra que cubra os possíveis gastos com o frete para que você possa oferecer frete grátis aos seus clientes. Não adianta colocar, por exemplo, frete grátis a partir de R$ 150 em compras, se você gasta cerca de R$ 50 com frete, nesses moldes você poderá até vender mais, mas deixando de lucrar.

Para oferecer frete grátis nestes moldes, é preciso trabalhar com uma margem folgada para que seus custos não sejam diluídos pelos gastos com frete, já que eles não serão repassados aos seus clientes.

Estipule uma taxa anual de frete

Algumas lojas como a gigante Amazon, por exemplo, começaram a trabalhar com essa estratégia e tem tido sucesso no mercado. Essa ação consiste em oferecer um valor anual para frete de seus clientes.

Com isso, seus clientes pagarão o frete apenas uma vez e poderão comprar qualquer produto durante o ano, sem receber a cobrança. Esse tipo de estratégia geralmente não é oferecido a todo tipo de cliente.

Geralmente, essa opção se torna viável quando uma empresa tem um programa de fidelidade ou um clube de vantagens e pode oferecer o serviço para clientes já fidelizados e que tenham um bom ticket médio.

Frete grátis para certas distâncias

Essa é outra boa opção que pode garantir os lucros e oferecer um benefício que aguce o interesse dos clientes de uma região. Muitas empresas determinam um raio de ação na hora de oferecer frete grátis.

Se a sua empresa está situada no Rio de Janeiro, por exemplo, você pode oferecer frete grátis para todo o estado ou ser ainda um pouco mais ousado e oferecer para toda a região Sudeste.

Nessa modalidade você estipula uma distância em KM, que estará disponível somente para os clientes que residam dentro do raio de ação definido. Para isso, primeiro é preciso definir qual será seu método de entrega e se é vantagem oferecer frete grátis nesses moldes.

O ideal é que você simule o valor de frete para endereços nessas distâncias e consiga definir se realmente você pode oferecer o benefício sem perder dinheiro. Por mais que você diminua um pouco, o lucro com a venda de produtos, é preciso pensar que adotar a estratégia pode aumentar o ticket médio dos clientes e acabar cobrindo os custos.

A estratégia de frete grátis deve ser bem planejada para que sua empresa não saia perdendo e sua marca consiga atrair mais clientes por conta destas ações.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Loja Virtual.

Gostou de nosso post? Compartilhe: