Qual é o ciclo de vida de um produto?

21/04/2019 às 10:56 Loja Virtual

Qual é o ciclo de vida de um produto?

Quem trabalha com vendas e ainda não conhece o ciclo de vida de um produto, precisa conhecer urgentemente. Esse ciclo é um modelo que mostra as diferentes do produto no mercado, e o principal, dá dicas de como explorar cada fase do ciclo para extrair ao máximo do produto para sua empresa.

E por que preciso saber o ciclo de vida dos meus produtos? Por que cada fase requer uma estratégia de marketing e vendas diferente.

E o ciclo de vida dá um panorama completo sobre o produto, desde o momento em que ele está para ser concebido até ele ser descontinuado pela empresa.

O que é o ciclo de vida do produto?

O ciclo de vida de produto é um modelo administrativo que mostra como é o andamento de um produto no mercado em todas as suas etapas.

Um produto passa por cinco fases, desde o seu desenvolvimento, passando pelo lançamento, pelo crescimento nas vendas, pela maturidade, até que ser descontinuado.

E conhecer este processo mais a fundo é essencial para adotarmos as estratégias de promoção necessárias para tirar o máximo de lucro do produto, explorando suas utilidades, o seu momento no mercado, entre outros fatores.

E por que isto existe? Bom, por que no mundo dos negócios é preciso mapear e prever resultados.

É assim que se faz! É preciso encontrar um produto que chame atenção, seja vendável, prever estimativas de receita, etc.

5 Fases do Ciclo de Vida do Produto

O ciclo de vida de um produto possui cinco fases, são elas: desenvolvimento, lançamento, crescimento, maturidade e declínio.

Confira abaixo como a estratégia de marketing e vendas deve mudar fase após fase para que sua empresa consiga extrair o máximo do produto.

Desenvolvimento

O início de tudo é o desenvolvimento do produto. Isso acontece quando sua empresa precisa lançar novos produtos. Com isso, há uma série de reuniões para a realização de brainstorming, validação de ideias, teste de hipóteses, etc.

A ideia inicial é formatar um MVP (produto mínimo viável) da solução que a sua empresa pretende lançar no mercado.

Na fase do desenvolvimento, você não está pensando ainda necessariamente no lucro, mas sim no público-alvo do produto para descobrir o que ele precisa.

Um bom projeto de produto faz uma estimativa e testa a aceitação de mercado de uma nova solução, tudo isso faz parte do desenvolvimento.

Com a concepção do MVP, você já pode começar a desenvolver o produto que lançará no mercado e fazer novos testes para verificar possíveis vulnerabilidades.

Nesse momento, apesar de ainda não estar disponível para venda, o produto precisa começar a ser divulgado para alimentar o potencial de venda do novo produto no mercado.

Lançamento

Essa é a fase onde o seu produto já está pronto para ser lançado no mercado. Logicamente, esse é a fase do ciclo de vida do produto onde mais se gasta com divulgação do produto.

É a hora de fazer o maior investimento de marketing e vendas!

Nesse momento, você provavelmente não terá nenhum lucro inicial com o produto. Mesmo que ele venda bem, até você conseguir ter o retorno do investimento e dos custos de produção do produto demorará um tempo.

Confira também: Dicas para atrair mais clientes para sua empresa no Google.

Por isso, é importante nesta fase fazer uma previsão do retorno do investimento antes do lançamento do produto.

E claro, para diminuir o tempo de retorno do investimento, é preciso focar na sua persona para que a estratégia de marketing digital e de vendas atinja quem realmente tenda a se interessar pelo produto.

Otimizar o investimento orgânico e pago é essencial para que o produto se torne um sucesso em seu mercado.

Crescimento

Se você conseguiu emplacar uma boa estratégia de marketing, você começar a colher os frutos do bom trabalho na fase de crescimento.

Esta é a fase do lucro! O ideal é fazer uma previsão do período de crescimento do produto para saber quando é a hora de focar nas vendas.

Com o produto já conhecido no mercado é hora de realizar investimentos mais conservadores e focar na capacitação de vendedores para amadurecer as vendas.

Esta é a hora de estimular o engajamento com o público. Meça o NPS (Net Promoter Score) e foque em tornar os seus clientes em propagandistas gratuitos da sua marca.

Isso é essencial para que o produto consiga viver essa fase de crescimento no mercado. Por conta de estratégias erradas, muitas empresas acabam vendo seus produtos irem direto para a maturidade, fazendo com que seus produtos alcancem o auge rápido demais.

Maturidade

A maturidade é o auge das vendas. Em outras palavras, nessa fase as vendas se estabilizam, não há mais crescimento nas vendas, mas também ainda não há uma queda no faturamento.

Esse é a fase que deve ser mais duradoura do seu produto, a fase de maturidade é o que garantirá o maior lucro possível com um produto.

Existem produtos como a Coca Cola que não envelhecem, por exemplo, nunca saem da maturidade.

E por que isso acontece? Por que a marca reinventa o produto, sempre investe em um marketing assertivo que enfatiza o posicionamento da marca e mantém o produto com um nível de vendas estável no mercado.

Declínio

Essa é a fase final. Como você deve imaginar, quando um produto chega ao declínio significa que ele foi descontinuado pela empresa.

Isso acontece quando o produto já está “velho” e as vendas caem mês após meses.

Nesse momento é importante pensar em como descontinuar o produto e principalmente aproveitar para começar a promoção de um novo produto que virá substituí-lo.

Demorar demais para tirar um produto de circulação pode fazer sua empresa acumular prejuízos e não é isso que queremos. É preciso saber a hora de “tirar o time de campo”, nesse caso tirar o produto de venda.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Google AdWords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: