Os erros do PHP mais comuns e como desativá-los

22/11/2017 às 18:12 Ajuda

Os erros do PHP mais comuns e como desativá-los

Saber sobre linguagem de programação nem sempre significa que você é capaz de resolver todo tipo de problema em seu site. Não importa qual seja o tipo de linguagem, problemas sempre surgem e isso vai demandar um certo tempo para que você possa repará-los.

Os erros de PHP, por exemplo, acabam aparecendo para praticamente todo mundo que possui um negócio online, o que significa que você provavelmente também será vítima de um desses erros. Pensando nisso, nós criamos uma lista dos principais erros PHP que acontecem com donos de sites e como podemos desativá-los. Confira para que você possa aprender e não perder tempo corrigindo problemas de programação.

O que é PHP?

Antes de mais nada, precisamos saber do que se trata para sabermos quais são os seus principais erros e como corrigi-los. Por definição, PHP é uma linguagem de script integrada em HTML. Isso significa que o código PHP pode ser inserido no HTML de uma página do seu site. Quando uma página PHP é acessada, o código PHP é lido ou "analisado" pelo servidor em que a página reside. O resultado das funções PHP na página normalmente é retornado como código HTML, que pode ser lido pelo navegador. Como o código PHP é transformado em HTML antes que a página seja carregada, o que significa que os usuários não podem visualizar o código PHP em uma página. Isso torna as páginas PHP seguras o suficiente para acessar bancos de dados e outras informações que exigem certo grau de segurança.

Conheça o nosso serviço de Hospedagem de Site! O plano básico de hospedagem é o produto ideal para quem está começando na internet, os planos custam a partir de R$ 9,90 (pagamento mínimo trimestral para esse plano). Conheça também o plano de Hospedagem Empresarial!

Agora que já sabemos do que se trata, vamos entender quais são os principais erros de PHP e como desativá-los.

Chamada para função indefinida

Esta mensagem de erro é bastante autoexplicativa e basicamente significa que você “chamou” uma função que o PHP não ouviu falar. Existem algumas razões possíveis para isso acontecer. A primeira está ligada com a função errada que você digitou a função de maneira errada. Para resolver é fácil, basta verificar os relatórios do número da linha PHP e verifique se você possui a função certa lá.

Outra razão para esse erro acontecer pode ser pelo uso das funções variáveis onde uma delas não inclui o texto correto. Imprima o valor da variável para ter certeza de que ele está configurado corretamente A última razão para que o erro “chamada para função indefinida” aconteça é se a função está em um arquivo externo que não está sendo incluído. Mais uma vez, a solução para desativar esse que é um dos erros mais comuns de PHP é apenas verificar e modificar o que for preciso para que o arquivo correto seja incluído.

Tentando redirecionar um usuário depois de enviar alguma saída para o navegador

Redirecionar um usuário requer o envio de um cabeçalho para o navegador e todos os cabeçalhos devem ser enviados antes de qualquer saída HTML. Então, se você enviar algum texto e depois tentar redirecionar um usuário, o PHP emitirá um aviso. Você pode controlar em que ponto a saída é enviada para o navegador usando as funções de buffer de saída do PHP, garantindo que todas as instruções de impressão, por exemplo, não tenham efeito até depois de um determinado ponto no seu script. No entanto, na maioria dos casos é aconselhável estruturar suas declarações para que nenhuma saída seja enviada até que todos os cabeçalhos tenham sido enviados. (Qual é a melhor hospedagem para sua empresa? Leia mais sobre isso aqui!)

Erro de análise 

Esta é uma mensagem de erro muito genérica que simplesmente significa que o PHP não conseguiu entender seu script, o que, por sua vez, significa que há um erro de sintaxe no seu script. Qualquer tipo de erro de digitação pode causar esse, como esquecer um ponto e vírgula no final da linha ou usar pontuações diferentes para diferentes comandos. Mais uma vez, para desativar esse erro genérico e comum, a solução é fazer uma verificação com atenção. Nela, você provavelmente encontrará o erro.

Erro de soletração de um nome variável

Esse é um erro mais comum na linguagem PHP do que em outras, pois um nome de variável não reconhecido fará com que o compilador emita uma mensagem de erro no caso do Java Script, por exemplo, o que não acontece com o PHP. Nesse tipo de linguagem é muito fácil ignorar os nomes das variáveis e deixar que tais erros passem despercebidos, uma vez que a maior parte do tempo o PHP não está configurado para avisá-lo sobre variáveis não inicializadas e registrará uma variável quando a encontrar.

Erros de supressão

O PHP tem diferentes níveis de erros, mas você pode suprimir manualmente em seu código. Isso é útil se você tiver erros que não são críticos e não causam efeitos graves no seu site. Por exemplo, você pode suprimir as mensagens de aviso em relação às versões do PHP. O símbolo "@" é usado para suprimir erros quando você não precisa deles, mas use com cuidado, às vezes ele pode causar problemas imprevistos. No geral, é melhor lidar com os erros e tentar resolvê-los de uma vez em vez de suprimi-los e deixar que gerem outros problemas. (Hospedagem ilimitada existe?Leia mais sobre o assunto no nosso post!)

Escrever em códigos de linguagem para um site não é uma tarefa simples e é muito comum que cometamos alguns tipos de erros de vez em quando. Ainda que isso seja algo normal, devemos tomar cuidado e prestar atenção para que eles não aconteçam com tanta frequência e, consequentemente, nos livre do trabalho de ter que desativar todos esses erros PHP mais comuns.

Muitas vezes perdemos muito tempo para consertar erros ou para tentar desativar alguma função específica dentro do nosso site. Você já parou para pensar que esse tempo poderia ser gasto para aumentar seus acessos ou vendas, por exemplo? Por isso é importante entender quais são os principais erros PHP e como podemos desativá-los para que isso não tome o nosso tempo e para que possamos nos concentrar no que realmente importa: fazer o nosso negócio crescer cada vez mais.

Gostou de nosso post? Compartilhe: