O que um profissional de Marketing precisa saber sobre Segurança Cibernética?

19/11/2018 às 09:09 Marketing

O que um profissional de Marketing precisa saber sobre Segurança Cibernética?

Muitos profissionais de marketing são pouco preparados na área de segurança e não possui praticamente nenhuma habilidade nessa área, o que acaba levando projetos ao fracasso.

É preciso que os marqueteiros tenham um certo conhecimento sobre segurança cibernética para entender como podem proteger sites, blogs, redes sociais e lojas virtuais de seus clientes.

É preciso se conscientizar sobre segurança cibernética para conhecer os principais fatores que levam hackers a atacarem sites.

Dessa forma, é possível entender e aplicar algumas medidas que podem redobrar a segurança dos projetos na web.

Como em muitas empresas de pequeno e médio porte, independente do segmento, não possuem programadores e nenhum tipo de suporte técnico em suas equipes, elas acabam confiando ao marketing, de certa maneira, a tarefa de implementar medidas de segurança em seus sites.

E claro, pelo simples fato de precisarem deixar as aplicações seguras, é do interesse dos profissionais de marketing entender mais sobre segurança cibernética.

Um site hackeado ou com vírus, por exemplo, pode destruir a reputação de qualquer projeto na web. E isso coloca abaixo toda sua estratégia de marketing, jogando todo o seu trabalho fora.

Por isso, é preciso entender como evitar que seu site saia do ar, seja infectado por vírus, vá parar na blacklist do Google pela ação de cybercriminosos, redirecione seus visitantes para sites nada confiáveis ou até para anúncios e páginas falsas para roubar dados dos usuários.

Estes são apenas alguns problemas de segurança que muitos sites enfrentam na internet. E é necessário ter uma ideia de como se prevenir disso.

Um site que foi invadido por hackers, por exemplo, pode levar o seu projeto a perder relevância no Google, o que pode destruir a sua estratégia de SEO e de marketing de conteúdo.

Por conta desses perigos, muitos cursos, conferências e encontros sobre marketing tem abordado muitos assuntos ligados a segurança cibernética.

Teste 30 dias de E-mail Marketing.  

Quais áreas da segurança cibernética devem ser conhecidas por profissionais de marketing?

Os profissionais de marketing devem compreender alguns conceitos técnicos que podem ajudar a aumentar a segurança de aplicações web com medidas simples.

É preciso conhecer as principais linguagens de programação para entender como impedir ataques, isso por que todo site e servidores são baseados em códigos de programação.

Entre as medidas que podem ser aplicadas nesse caso, por exemplo, é preciso aplicar algumas ferramentas de monitoramento a ameaças do seu site, fazer varreduras frequentes no site, usar um certificado SSL para criptografar todas as informações de seus clientes.

Os profissionais de marketing, por exemplo, devem conhecer os conceitos de White Hat e Black Hat.

Os hackers black hats são aqueles com quem devemos ter cuidado, eles são os que geralmente se aproveitam das vulnerabilidades em aplicações web para aplicar crimes cibernéticos.

Por outro lado, o profissional de marketing deve ser um White Hat, assim ele consegue educar seu mercado e identificar e corrigir qualquer problema de segurança que surja em seu site.

Isso pode ajudar no seu trabalho diário de marketing e prevenir contra ataques criminosos na internet.

Confira também: O que é E-mail Marketing?

Como deixar nossos projetos mais seguros?

Existem algumas medidas de segurança que são simples de serem implementadas e podem ser feitas tranquilamente por profissionais de marketing.

Os marqueteiros, por exemplo, podem realizar alguns métodos para proteger o site de ataques, fazer o monitoramento para eliminar qualquer brecha de segurança e ter um plano de resposta rápida para resolver qualquer incidente.

E como fazer isso? Bom, vamos ao primeiro ponto: proteção de sites a ataques.

É preciso entender primeiro que um site por ser invadido por meio de acesso não autorizado, quando se descobre login e senha de administrador, ou por uma brecha no site, quando se descobre um código ou algum programa que pode facilitar uma invasão ao site.

Para combater esses ataques e proteger mais o seu site, busque sempre reforçar ao máximo a segurança em relação ao acesso no seu site.

Busque escolher e trocar frequentemente senhas, esconda links das páginas de gerenciamento, use certificados SSL para criptografar os dados e assim evitar que os hackers tenham acesso a dados, mesmo entrando em seu servidor.

Dá para ver como é simples, não é? Podemos adicionar outras medidas rápidas, como por exemplo, atualizações de servidores e backups frequentes, ativar um WAF para tentar se prevenir contra ameaçadas de ataques virtuais.

No segundo ponto, o monitoramento do seu site deve ser feito através do uso de ferramentas de proteção e de análise de dados que podem lhe prevenir contra possíveis brechas, fazendo com que você consiga eliminar as vulnerabilidades antes que o pior aconteça.

E por último, fazer um plano de resposta contra qualquer incidente é essencial para resolver problemas rapidamente.

s marqueteiros devem se inteirar sobre meios que eles podem utilizar para preservar a reputação de uma marca contra um ataque cibernético.

E nisso entra a necessidade de fazer backups frequentes da sua aplicação web e possa focar em campanhas de marketing para reparar o efeito dos crimes virtuais.

A intenção desse plano de resposta é essencial para que seu site possa reforçar uma imagem positiva e manter a credibilidade na internet após sofrer um ataque.

Conclusão

O número de ataques virtuais contra aplicações web tem crescido e isso apenas aumenta a necessidade dos profissionais de marketing aprenderem sobre segurança cibernética.

É preciso entender como garantir uma reputação online de seus clientes e conscientizar os profissionais de sua agência para reforçar o quanto uma noção robusta de segurança pode acrescentar ao serviço de marketing.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de E-mail Marketing.

Gostou de nosso post? Compartilhe: