O que são backdoors de sites e como evita-los?

25/09/2018 às 16:09 Hospedagem de Sites

O que são backdoors de sites e como evita-los?

O backdoor de um site é um termo bastante conhecido por profissionais de TI e que gera bastante preocupação para a segurança de sites.

Em termos gerais, sempre que um site é invadido ou sofre um ataque virtual, ele não consegue, na maioria das vezes se recuperar completamente.

Sim! Isso acontece bastante! Os hackers sempre buscam deixar algum vírus para trás na expectativa de alimentar as chances de novas invasões futuras.

Na tradução literal para o português, backdoor quer dizer porta dos fundos.

Esse vírus deixado pelos criminosos virtuais em sites invadidos é chamado de backdoors, por que servem como uma porta que consegue dar aos hackers algum controle sobre o site e abre uma brecha para novas invasões.

Como os backdoors atuam num site?

Tecnicamente, os backdoors são tipos de malware que cumpre uma função de “controle remoto”, burlando autenticações de segurança e permitindo que a aplicação fique vulnerável a receber novos ataques.

Isso pode ser bastante prejudicial para um site, já que os backdoors conseguem se camuflar e passarem despercebidos a novas atualizações do site invadido.

Por mais que o dono tenha recuperado a aplicação e atualizado todo o site, desde as senhas até a realização de outros procedimentos, o backdoor resiste.

E a manutenção de um backdoor em seu site faz com que ele corra um risco constante de ser invadido novamente.

Geralmente, os hackers utilizam a linguagem PHP, uma das mais usadas pelos programadores e presentes na maioria dos sites da internet para criar os backdoors.

Como identificar um backdoor?

Como falamos nos parágrafos acima, os backdoors conseguem se camuflar e resistem até a mesmo a novas atualizações de site.

Isso acontece por que esse tipo de malware não tem nenhuma ligação direta com o site.

Pelo contrário, eles são pequenos em relação aos outros códigos e isso ajuda a fazer com seja difícil identifica-los.

Como estão escritos em PHP, muitas vezes os backdoors passam batido, como se fosse uma linha de código normal.

Alguns hackers ainda dificultam mais a identificação criando senhas criptografadas, o que acaba dificultando ainda mais o processo de procura e de destruição dos backdoors. Quem não tem experiência ou conhecimento em programação encontrará ainda mais obstáculos e dificilmente será capaz de identificar esse malware em seu site.

Por isso, o primeiro passo para identificar um backdoor é estar familiarizado com todos os arquivos e códigos que o seu site possui.

Em outras palavras, as chances de achar um backdoor são maiores quando o desenvolvedor que projetou a aplicação faz uma busca. Ele tem mais chances de conseguir identificar as diferenças nos códigos, já que ele os criou.

Se você não consegue mais contato com o desenvolvedor que projetou seu site, você deve contratar um desenvolvedor especializado na parte de segurança de aplicações para identificar os backdoors que residem em seu site.

Depois de encontrados, destruir os backdoors não é tão difícil.

Uma simples análise de rede, adotando uma solução de segurança robusta é possível tirar a camuflagem dos backdoors e eliminá-los de bate pronto.

Existem ferramentas online como o Malwarebytes e o Reimage que podem ser utilizados para eliminar essas ameaças do sistema e ainda servirem para a prevenção de novos backdoors, entre outros problemas que podem ocorrer num site após uma invasão.

Confira também: Melhor Hospedagem de Site.

Como os backdoors se espalham?

Os backdoors não são capazes de espalhar por sistemas de maneira automático, eles precisam de ajuda humana. Por isso, os hackers precisam inseri-los em um site manualmente.

Existem algumas formas para fazer isso e todas tem o intuito de priorizar a camuflagem do backdoor para impedir que a brecha seja encontrada.

A primeira é o uso de computadores com falha na rede de segurança. Dessa forma é possível instalar de maneira acidental backdoors em uma rede de desktops.

Outro jeito de instalar backdoors é usando algum vírus ou trojans.

Assim, é possível invadir um sistema sem permissão do administrador e instalar manualmente de maneira a afetar todo o sistema de uma aplicação web.

De fato, os backdoors precisam encontrar brechas para serem instalados.

Independente do sistema e de quem mantém o site, os backdoors uma vez instalados após uma invasão serão difíceis de serem encontrados.

A melhor dica neste ponto é sempre reforçar a segurança do seu site, sempre cumprindo todos os protocolos de segurança e atualizando frequentemente.

Quais são os principais riscos de backdoors podem causar a um site?

Depois de instalado, o backdoor permite ao hacker o controle remoto do site infectado, sem que o administrador da aplicação perceba isso.

Nas mãos dos criminosos virtuais, esse tipo de vírus pode ser utilizado para o roubo de informações pessoais, bancárias, etc.

Com o backdoor instalado numa aplicação é possível criar, eliminar, renomear, copiar qualquer arquivo ou código de uma página web.

O hacker consegue executar a maioria ou todos os comandos do sistema, o que é um grande perigo, já que além de roubos, ele pode usar esse poder para instalar mais vírus de variados tipos em seu site.

Como já dissemos, o controle exercido através do backdoor pode quebrar qualquer criptografia ou codificação de um site, o que permite o roubo de qualquer tipo de informação, desde as mais simples até as mais valiosas como informações bancárias.

É por isso que há tantos vazamentos de dados na web e que sites são invadidos rotineiramente não tem como garantir a segurança para os clientes.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Hospedagem de Site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: