Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

O que é ransomware e como blindar a sua loja virtual?

O que é ransomware e como blindar a sua loja virtual?

21/10/2017 às 14:44Hospedagem de Sites

Ter um site significa que você precisa lidar com diversos perigos todos os dias. E já se foi o tempo em que apenas instalar um antivírus era mais do que o suficiente para manter o seu site seguro e longe de qualquer ameaça. Hoje em dia, existem diversas formas de ataques hacks e tipos de invasões que vão se aprimorando cada vez mais. É exatamente por isso que não só o seu programa de antivírus precisa se atualizar (eles ainda são muito importantes), mas você também precisa estar atento a todas as atualizações e os tipos de ataque que vem surgindo.

E quando falamos em loja virtual, não é diferente. Podemos até dizer que a sua atenção precisa ser maior ainda, pois o perigo dos ataques aqui envolve o seu dinheiro e dinheiro de clientes, o que é ainda pior. E é exatamente por isso que se tem falado tanto do ransomware, um tipo de malware que vem causando dor de cabeça em muitos donos de site pelo mundo. Quer saber o que é o ransomware e como blindar a sua loja virtual? Vamos nos aprofundar no assunto para descobrirmos o que pode ser feito e como.

O que é ransomware?

Por definição, o ransomware é um tipo de malware que faz com que os dados do computador da pessoa atacada fiquem bloqueados, geralmente por criptografia. Para que o desbloqueio aconteça, um pagamento é exigido antes que os dados bloqueados sejam descriptografados e o site atacado consiga ter acesso a eles novamente. A razão pela qual os ataques feitos pelo ransomware acontecem, é quase sempre monetária e, ao contrário de outros tipos de ataques de hackers, a vítima geralmente é notificada de que está sendo atacada e recebe instruções sobre como recuperar os seus dados. O pagamento é muitas vezes exigido em uma moeda virtual, como a bitcoin, por exemplo, de modo que a identidade do criminoso não possa ser reconhecida.

Por essa razão, os ataques feitos com ransomware são geralmente chamados de sequestros virtuais, pois seguem uma linha lógica muito parecida com a de um sequestro real, exigindo um pagamento em troca da libertação.

Você conhece o nosso Gerenciamento de servidorEle é tabelado conforme analise e com o diferencial do Monitoramento 24/7/365, verificações preventivas, e muito mais.

Como blindar minha loja virtual de um ataque de ransomware?

Apesar de existirem maneiras de tentar recuperar os seus dados após um ataque desse tipo, o ideal é fazer com que o seu site esteja preparado antes de qualquer tentativa de ataque para que nenhum deles tenha sucesso. Mas como fazer isso? Bom, existem algumas maneiras de proteger a sua loja virtual. As principais são:

·         Ter seu backup em dia

·         Manter seus softwares sempre atualizados

·         Não pagar o resgate

Ter o seu backup em dia

A coisa mais importante para blindar sua loja virtual de um ataque de ransomware é ter um backup atualizado regularmente. Se você for atacado com o ransomware, poderá perder arquivos nos quais você começou a trabalhar hoje, mas se você puder restaurar seu sistema para um momento anterior ou limpar sua máquina e restaurar os outros documentos perdidos do backup, você pode descansar com facilidade, sem o ransomware. Vale lembrar que o backup deve ser feito unidades externas, como HDs e qualquer rede de nuvem que você tem e que não seja conectada diretamente com o seu servidor atacado. Então, lembre-se sempre de ter o seu bakcup em dia e fora do alcance dos hackers, isso pode facilitar a sua vida e evitar uma grande dor de cabeça.

Manter os seus softwares sempre atualizados

Os hackers geralmente preferem atacar pessoas com software desatualizado, com vulnerabilidades conhecidas, que podem explorar para entrar silenciosamente em seu sistema. O motivo disso é óbvio, um software desatualizado está menos protegido e, portanto, mais fácil de ser invadido.

Pode diminuir significativamente o potencial de um ataque de ransomware se simplesmente adquirir o hábito de atualizar seu software com bastante frequência. O ideal é que você atualize assim que os novos pacotes estiverem disponíveis e, para isso é importante ficar atento às datas. Para que você não precise ficar preocupado o tempo todo, ative as atualizações automáticas se puder, ou vá diretamente para o site do fornecedor do software, pois hackers também tem a prática de disfarçar os seus malwares como notificações de atualização de software também.

Não pague o resgate

Pagar o resgate não é uma boa ideia por diversos motivos. O primeiro dele é o prejuízo que você toma, pois normalmente os valores pedidos para esse tipo de ataque não são baixos e afetam pessoas que precisam necessariamente ter seus dados de volta. Um outro fator é que não há nada que assegure que, depois que você tiver seus dados liberados, o hacker não irá voltar e cobrar outra taxa, mais uma vez. Na verdade, pagar o resgate pode até encorajar os hackers, pois eles vão deduzir que, se você fez uma vez, fará com certeza mais outra, ou outras. Por isso, o maior conselho que se pode dar a alguém que está sofrendo esse tipo de ataque é não pagar a taxa de resgate. 

Baixe agora o nosso Ebook "Site Invadido? E Agora?" e descubra mais sobre as atitudes corretas que devem ser tomadas em momentos de desespero como esse.

Após aprender o que o ransomware e como conseguir blindar a sua loja virtual ou site para que você não seja vítima de um ataque desse tipo, é hora de colocar a mão na massa para se proteger. Fique sempre atento às dicas passadas e procure se informar sobre a evolução dos ataques e como os malwares se modificam o tempo todo, inventando novas maneiras de invadir o seu site e te causar algum tipo de prejuízo. É claro que sempre há riscos desse tipo quando você começa um negócio online, e você precisa estar ciente de que nunca estará completamente seguro. Mas também é importante entender que as chances de algo do tipo acontecer com você diminuem muito se você souber como tomar as precauções e as medidas necessárias para impedir que seu site ou loja virtual sofra algum tipo de ataque.

Gostou de nosso post? Compartilhe: