Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

OK

O que e quais são os protocolos de rede

31/08/2020 às 14:31 Novidades Ajuda

O que e quais são os protocolos de rede

É inegável que atualmente a internet se tornou essencial na vida de todo o mundo, seja a sua utilização em ambientes de trabalho (como na hora de criar um site ou com o home office), bem como em usos educacionais (vide o EAD que se torna cada vez mais acessível e popular) ou apenas recreativos (como em jogos online).

Entretanto, assim como acontece com quase todas as tecnologias que temos ao nosso redor, poucas são as pessoas que conhecem o funcionamento da rede mundial de computadores.

E sinceramente, não a há nada de mal em não saber os pormenores do funcionamento da rede, afinal são tantas tecnologias que nos rodeiam e mal sabemos o funcionamento mesmo das mais antigas. Eu pelo menos não sei como uma televisão funciona, por exemplo.

Contudo, se você precisa utilizar a internet em seu trabalho, seja em uma hospedagem de sites ou um e-commerce, é sempre bom conhecer alguns pormenores do funcionamento da rede afim de otimizar o trabalho e saber lidar com instabilidades ou mesmo conseguir realizar configurações em seu site sem precisar de um suporte técnico.

E uma das partes essenciais do funcionamento da internet são os protocolos de rede.

O que é um protocolo de rede

A internet nada mais que é uma rede de dispositivos conectados trocando informações entre si. Dessa forma, o usuário acessa a internet em seu dispositivo a partir do navegador, que recebe as informações do site na hospedagem de sites e renderiza para a visualização.

No entanto, para que essa comunicação seja possível é necessário que exista uma padronização entre a troca de informações de modo que diferentes dispositivos consigam ler as mesmas informações. Calma, se está confuso vai tudo ficar bem claro.

Atualmente temos uma infinidade de dispositivos que enviam e recebem informações via internet: servidores dedicados, dispositivos móveis, notebooks, desktops, tablets, etc. E nem sempre esses dispositivos utilizam a mesma linguagem.

Apenas em relação aos desktops temos dois grandes sistemas operacionais: Linux e Windows. Isso sem falar dos sistemas operacionais em smartphones: Android e IOs. E até mesmo em videogames diversos.

Então, como as mesmas páginas são abertas igualmente em sistemas tão diferentes?

Isso é possível devido a padronização feita pelos protocolos de rede. Esses protocolos são um tipo de normalização que permitem que diferentes máquinas se comuniquem de forma eficiente pela internet.

Ainda assim, para que tudo funcione corretamente é preciso que os dispositivos sigam padrões de comunicação similares.

descrição protocolos de rede

O que é protocolo de internet

O protocolo de internet puro é chamado de IP (Internet Protocol) e é o mais importante para troca de informações pela internet, com a função de encaminhar pacotes de dado através da internet.

Entretanto apenas IP não garante que a entrega dos pacotes seja feita, logo ele é comumente aliado ao protocolo de controle de transmissão TCP (Transmission Control Protocol), daí a sigla da pilha de protocolos TCP/IP. Essa combinação é a base de todo envio e recebimento de informações pela internet.

Para ficar mais claro o que foi dito até aqui pense na seguinte situação: se duas pessoas desejam se comunicar elas precisam compreender o idioma uma da outra, seja ele inglês ou português.

Caso o idioma dos falantes seja diferente, será preciso um tradutor para que a comunicação seja clara e assertiva. O mesmo acontece entre os dispositivos conectados a rede.

No caso da comunicação entre as máquinas conectadas quem faz esse papel são os protocolos de rede. Por isso existe uma grande quantidade deles, divididos em um modelo de camadas em que cada camada abrange alguns protocolos que devem cumprir certas funções.

Sendo assim, é correto afirmar que a rede está dividida em camadas em que cada qual possui sua função e os protocolos mudam de acordo a modalidade de serviço a ser realizado e a camada onde se encontra.

protocolo de internet

História dos protocolos de rede

Embora atualmente sequer consigamos imaginar isso, bem no passado, nos primórdios da internet, existiram algumas complicações na comunicação entre diferentes dispositivos.

Por volta dos anos 70 e 80 já existiam diversas tecnologias diferentes, já que cada fabricante aplicava as suas próprias topologias e protocolos. Entretanto, não tardou para que toda essa variedade entrasse em conflito e gerasse alguns problemas de comunicação entre os equipamentos. Isso sem mencionar o fato de que algumas fabricantes utilizavam tecnologias tão exclusivas que elas sequer conseguiam se comunicar com a de outras fabricantes.

Esses problemas persistiram por quase uma década, até que em meados dos anos 80 as fabricantes concordaram que deveria existir um conjunto de normas padrões que possibilitasse a comunicação entre essas tecnologias tão diferentes, sem que necessariamente todas utilizassem a mesma tecnologia. É nesse ponto da história que podemos falar sobre o surgimento dos primeiros protocolos de rede.

Nessa época surgiu o Modelo de Referência ISO – OSI (International Standarts Organizations – Open System Interconnection).

Ao proposito de saber, a ISO nada mais é que uma organização internacional de padrões que regulam as diferenças em diversas áreas, de mecânica a informática, afim de possibilitar uma comunicação assertiva entre todos em qualquer parte do mundo.

O que faz um protocolo de rede

Podemos afirmar que esse conjunto de protocolos funcionam em um sistema de quatro camadas com funções bem definidas: camada de rede, camada de internet, camada de transporte, camada de aplicação.

Sendo assim, cada camada possui suas funções e cada partir de cada uma a comunicação se torna mais próxima ao usuário.

Começando pela mais distante, falamos da camada de acesso à rede. Embora a pilha de protocolos TCP/IP não especifique o que acontece nessa etapa, é obrigatório que nesta camada o host se conecte a rede por meio de algum outro protocolo. Esse protocolo em questão não é definido por padrão e geralmente varia de entre redes e hosts.

Em suma, podemos dizer que nessa camada é que se dão os meios para que as informações sejam levadas a outros computadores da mesma rede física.

Em seguida podemos falar da camada de internet ou inter-redes e utiliza por padrão o protocolo IP para entrega de dados. Quando existem endereçamentos em níveis mais baixos acontece um mapeamento para definir a conversão do endereço IP em um endereço de nível similar.

Podemos falar então da camada de transporte, onde são resolvidos problemas de confiabilidade e integridade. Aqui então são aplicados os protocolos TCP e UDP. Já falamos um pouco a respeito do TCP, então vamos falar um pouco mais do protocolo UDP. Este é utilizado para entregar dados não confiáveis.

Por fim falaremos da camada mais perto do usuário: a camada de aplicação. Esta é com a qual lidamos diariamente e nela são utilizados a maior quantidade de protocolos com FTP, TELNET, FTP, SMTP, DNS, HTTP.

Gostou de nosso post? Compartilhe: