O que é merchandising e como esse conceito pode ajudar o meu negócio?

24/04/2019 às 13:56 Marketing

O que é merchandising e como esse conceito pode ajudar o meu negócio?

O merchandising é um grande potencializador de vendas. Mesmo existindo a muito tempo e sendo muito usado, inclusive nos meios de comunicação tradicionais, os famosos merchans não saíram de moda e se adaptaram ao meio digital.

Veja neste artigo como utilizar o merchandising para vender mais.

Aplicar técnicas de merchandising é uma boa pedida para turbinar as vendas. Através de mensagens sutis e coerentes, o interesse do cliente é despertado. Nunca desconfie do poder de um bom merchan.

Muitos não sabem o que, de fato, é merchandising e quais são os tipos que podem usar dentro da estratégia de marketing de nossas empresas.

Então, leia o texto até o fim para descobrir. Vamos lá!

Teste 30 dias de Loja Virtual.

O que é merchandising?

O merchandising é conceito comercial para potencializar o crescimento das vendas. Ele consiste em um conjunto de métodos que visam criar na mente do consumidor, um ideário do produto, apresentando-o como a melhor solução dos problemas.

Além de buscar o aumento das vendas, as técnicas de merchandising também são bastante promissoras na fidelização de clientes.

Não adianta apenas oferecer um produto para vende-lo. No mercado atual, com certeza, existiram muitos produtos iguais ou semelhantes ao seu.

Por isso, para vender atualmente é preciso apostar na persuasão. Esta é uma das principais armas utilizadas pelo merchandising.

Pense no seguinte: como escolho um produto? Com certeza, não é só o preço ou a proximidade da loja, mas a mensagem que ele passa.

Por que bebemos Coca Cola em vez de Pepsi? Simples! A empresa conseguiu ligar o refrigerante aos momentos felizes e a Coca Cola com isso deixou de ser uma simples bebida e ganhou uma forte representação, isso é merchandising!

Confira quais são os principais tipos de merchandising:

Visual Merchandising:

A identidade visual da marca é o começo de tudo. A definição de cores, de logo, de tipografia e de layout (no caso de lojas virtuais e sites) é essencial para influenciar a escolha do cliente.

O visual do produto é o primeiro fator reparado pelo cliente, então invista nisso!

Merchandising para varejo:

Esse tipo de merchandising busca se aproveitar de certas vantagens para garantir mais vendas.

Distribuir cupons de desconto para os primeiros 10 a comprarem tal produto ou trabalhar com um cartão fidelidade é um dos meios de merchandising para varejo.

Merchandising Editorial:

Esse tipo de merchan visa introduzir o seu produto de forma sutil em peças de comunicação tradicionais.

Sendo um dos mais antigos formatos de merchandising é muito usado em filmes, séries e novelas para a inserção de produtos em cena.

Merchandising em pontos de vendas:

Esse é excelente para lojas físicas. Como os clientes tem muito pouco tempo para rodar a loja e procurar por produtos, é comum vermos grandes banners, faixas, setas e outros materiais destacando um setor da loja. Isso é merchandising.

Merchandising digital:

Assim como o merchandising editorial, o digital consiste na mesma ideia para os meios digitais. A ideia é introduzir produtos de maneira sutil.

Vemos isso em anúncios e também, cada vez mais frequentemente, em vídeos e postagens de influenciadores digitais, que recomendam ou tiram fotos utilizando os produtos para divulgação.

Confira também: Por que ter uma loja virtual?

Como aumentar minhas vendas com merchandising?

Como vimos acima, nem todo merchandising custa caro.

Achamos isso por que ficamos com a ideia do merchan do “Omega 3” que acontece em muitos programas de TV, por que sabemos que aquela divulgação é paga e tem um valor exorbitante para pequenos empresários.

Como queremos desmistificar essa lenda, vamos listar abaixo algumas dicas bem baratas para promover seus produtos e aumentar as vendas através de merchandising. Confira:

Estimule os sentidos

Explorar os cinco sentidos é uma boa pedida para garantir mais vendas. Você pode estimular uma compra através de uma boa música.

Muitos fotógrafos, por exemplo, criam playlists para ensaios como forma de deixar as clientes mais a vontade.

Já quem trabalha com o visual pode aproveitar para fazer uma decoração da loja específica para cada setor, apostando num contraste de cores e em elementos como banners para chamar a atenção do cliente para algum produto específico.

Outros meios de merchandising bastante comuns em shoppings e supermercados é a degustação de produtos, o que pode ser tanto pelo paladar com a prova de alguma comida, como pelo olfato quando, por exemplo, recebemos papéis perfumados com perfumes quando passamos em frente a uma perfumaria.

Venda casada

Essa é uma dica excelente para quem possui uma loja física, mas pode ser por quem tem uma loja virtual. Na loja física, é sempre bom colocar produtos que se complementem bem próximos.

Se você vai num supermercado, por exemplo, você provavelmente vai encontrar o molho de tomate perto do macarrão.

O macarrão serve como produto principal neste exemplo e o molho de tomate e o produto complementar. Isso pode fazer o cliente comprar ambos, aumentando o ticket médio de compra.

Outro exemplo: as lojas de roupas. Quando você entra numa loja de roupa, você percebe que as roupas sociais estão num setor único, por exemplo.

É só por organização? Claro que não! É para fazer o cliente gastar mais. Por que você acha, por exemplo, que os cintos sempre estão perto de calças? Isso mesmo! Venda casada com merchandising.

Nas lojas virtuais, é possível criar vendas casadas através de recursos simples. Já existem sistemas como o do Mercado Livre, por exemplo, que dispõe disso.

Ao entrar na página de um produto, o cliente percebe logo abaixo, que o site oferece descontos na compra de outros produtos complementares. Esse é um bom exemplo digital de venda casada.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Loja Virtual.

Gostou de nosso post? Compartilhe: