O que é Heatmap e como usá-lo para ranquear melhor seus conteúdos

23/01/2019 às 14:06 Marketing SEO

O que é Heatmap e como usá-lo para ranquear melhor seus conteúdos

O heatmap, em português, mapa de calor, é uma excelente maneira para avaliar como os usuários andam navegando dentro do seu site e assim pensar em formas para melhorar o ranqueamento, otimizando a experiencia do usuário e potencializando as taxas de conversão.

E no ano em que o principal fator do Google é a otimização da experiência do usuário, qualquer proprietário de website deve utilizar o heatmap para melhorar o layout e o conteúdo para tornar a navegação em suas páginas, mais agradável para os usuários.

Se você utilizar ferramentas de mapa de calor, você pode escolher melhor onde colocar a barra de menus ou mesmo em quais partes do texto, distribuir links internos e externos, por exemplo.

Como tudo no marketing deve ser baseado nos dados, o uso do heatmap é uma alternativa viável para reforçar sua tomada de decisão quando o assunto é otimização da sua página.

Existem algumas ferramentas gratuitas de heatmap que podem lhe ajudar a criar e analisar mapas de calor no seu site.

Isso pode ajudar não só a otimizar a experiência do usuário, mas também para otimizar as taxas de conversão.

Por saber os modos de navegação do usuário, você pode ter um grande aliado nos testes A/B para acertar no visual e no local dos seus CTAs.

O que é heatmap?

O heatmap ou mapa de calor é uma ferramenta de marketing digital que ao ser utilizado em um site, pode mapear todos as páginas e dar uma ideia da navegação dos usuários na aplicação.

Basicamente, o mapa de calor gera relatórios e aponta através de cores indicativas, mostrando onde os usuários clicam, por onde eles passam o mouse, quando estão dentro do seu site.

Os principais pontos mostrados num mapa de calor são: onde visitantes clicam, onde passam o mouse, o tempo médio que os usuários passam em cada página do seu site e ranquear as seções do seu site mostrando quais geram mais e menos interesse do usuário, em outras palavras, quais páginas fazem eles irem para outras páginas do seu site e qual página leva eles a sair do seu site.

Dessa forma, é possível otimizar a experiência do usuário dentro do seu site.

Você pode potencializar taxas de conversão, saber estruturar melhor o seu conteúdo para facilitar a leitura, pensar em otimizações ou reestruturação visual de páginas poucos atraente, entre outras ações que podem gerar resultados positivos para sua marca na internet.

Os relatórios do heatmap são gráficos das suas páginas, semelhantes aqueles mapas de calor que aparecem na hora da previsão do tempo que mostram cores mais e menos intensas em diferentes pontos do mapa para indicar calor, frio, chuva, etc.

Confira também: Dicas para atrair mais clientes para sua empresa no Google.

Qual é a importância do heatmap para o meu site?

Com a necessidade de entender o comportamento do usuário dentro do seu site, os profissionais de marketing precisam de ferramentas que possam facilitar essa análise e a formação de um planejamento estratégico sobre o assunto.

Dessa maneira, o heatmap é uma maneira simples e intuitiva de notar quais são as principais ações de apelo visual que você precisa fazer no seu site.

E isso ajuda a sua empresa a crescer no mercado, despertando mais interesse nos usuários e facilitando todo o processo de jornada de compra.

E com as mudanças do algoritmo do Google, a principal prioridade dos profissionais de marketing em 2019 é a otimização da experiência do usuário. Esse é um dos principais fatores para ganhar posições nos resultados de busca.

Qualquer empresa independente do tamanho e do segmento pode usar mapas de calor para facilitar a implementação de uma estratégia de marketing digital mais assertiva.

Essa é uma excelente maneira, por exemplo, de pensar em novas formas para otimizar as taxas de conversão do seu site.

Quem usa o Analytics para acompanhar as métricas do seu site, pode ter o heatmap como um aliado para a formação de uma nova estratégia para reverter resultados negócios como pouquíssimo tempo médio por sessão, taxa alta de rejeição, entre outras métricas que podem exemplificar quando o usuário não está tendo uma navegação agradável em sua página.

É possível utilizar os heatmaps para dar o material que você precisa para entender, de fato, as métricas do Analytics e assim poder ter uma ajuda na hora da tomada de decisões em relação a mudança visual do seu site.

Quais são os tipos de heatmap?

Existem alguns tipos de heatmap e cada um foca em uma parte para a formatação de um relatório completo sobre o seu site.

O primeiro tipo é o hover maps que consegue registrar os movimentos de mouse feitos pelo usuário durante a navegação no seu site. Isso pode ajudar a colocar CTAs nos pontos certos e otimizar as taxas de conversão.

O click maps é outro tipo de heatmap que mostra onde os usuários mais clicam dentro do seu site. Isso pode dar uma ideia para uma reformulação visual onde você coloque os principais links da sua página em locais propensos ao clique do usuário.

O scroll maps é o tipo de heatmap que avalia quais são as seções do seu site que os usuários costumam sair do seu site.

Assim, você pode avaliar qual é o tamanho ideal do seu conteúdo e onde você pode otimizá-lo para diminuir a taxa de rejeição do seu site.

E o último tipo de heatmap é o recording maps, que é muito usado pelas lojas virtuais.

Isso por que o recording maps grava a tela e consegue mapear especificamente toda a navegação do usuário do seu site, sendo muito útil para quem precisa vender produtos na internet.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Google AdWords.

Gostou de nosso post? Compartilhe: