Giro do estoque: como monitorar

18/03/2019 às 09:09 Ajuda

Giro do estoque: como monitorar

Se o gestor não sabe identificar há quanto tempo e por que razão um produto está parado no estoque de sua loja online, ele precisa repensar o uso e a importância de se acompanhar o giro de estoque para que os produtos sejam mais bem administrados, levando em consideração a frequência e o perfil das vendas feitas, reduzindo os custos e aumentando a lucratividade do e-commerce.

1 – O que é giro de estoque e como calcular:

O giro de estoque é uma métrica utilizada para a verificação do desempenho do estoque da loja. Ele indica a qualidade dos produtos que são armazenados e a quantidade que é vendida dentro de uma periodicidade específica, avaliando a saúde financeira da loja online.

Com ele, é possível identificar e realocar os recursos ainda disponíveis e visualizar os principais empecilhos para a lucratividade da marca.

O giro de estoque traz um cálculo, por exemplo, do número de vezes por ano em que o giro de mercadorias acontece, ou seja, quando eles são substituídos no estoque, e o tempo médio que os produtos ficam parados.

Conhecidos esses dados, é possível que o cenário de sua loja seja realmente vislumbrado e estratégias sejam pensadas em favor de que o tempo entre o armazenamento da matéria-prima, a elaboração do produto e sua venda seja diminuído, a fim de que o estoque não fique parado, assim como, o dinheiro ali investido, que poderia ser destinado para outras áreas, também fique parado.

O giro de estoque calculado precisa do estoque médio e o número total de vendas, no caso de produtos uniformes; no caso de produtos variados, trabalha-se com os valores de compra.

Divide-se o número das vendas totais pela média e se tem o giro de estoque, ou seja, a quantidade de vezes por período que o estoque é renovado. Nessa conta, se o número adquirido é menor do que um, isso quer dizer que ainda há produtos em estoque naquele período, por exemplo.

Para se calcular a frequência de giro dos produtos, divide-se o número de dias no ano pela quantidade de giros nesse ano, o número alcançado se refere ao tempo médio para reposição desse estoque.

2 – Para que serve o giro de estoque?

Ter essas informações capacita o gestor ao conhecimento da rotatividade dos produtos da loja online, ao conhecimento adequado para criar estratégias para que os produtos não fiquem defasados e para que se busquem métodos que diminuam o custo de seu armazenamento.

Os produtos devem ter uma boa rotatividade no estoque, evitando perda de dinheiro e de mercadorias, a partir da organização e do monitoramento desse estoque.

Para tanto, é preciso que se faça a gestão do inventário, a fim de que as despesas com a manutenção de muitos produtos no inventário sejam evitadas e que a quantidade de produtos que são pouco vendidos seja reduzida.

Além disso, o acompanhamento das vendas permite que se vislumbre os produtos que mais saem e os períodos em que isso mais acontece, lidando com a mercadoria conforme a demanda do cliente.

O conhecimento dos dados reais das operações de venda e a frequência de seu monitoramento, assim como, a realização de pesquisas sobre as tendências do mercado faz com que a marca não perca tempo com produtos que não terão sucesso entre os clientes, logo, ficando parados no estoque.

A ampliação da rotatividade dos produtos muitas vezes implica sua aquisição com mais frequência direto com o fornecedor do que mantê-los em grande quantidade no estoque, isso evita falta de dinheiro em caixa e que se percam produtos vencidos.

Para isso, é preciso estar por dentro das métricas da loja online, o prazo dos fornecedores, o tempo de produção e a frequência de suas vendas, e isso é facilitado com o conhecimento do giro de estoque.

Campanhas promocionais ajudam a retirar do estoque itens que estão lá parados, com isso, o dinheiro entra em caixa, cria-se espaço no estoque para sua organização e planejamento para a próxima aquisição e giro.

3 – Problemas recorrentes:

Desconhecendo o giro de estoque, a loja pode ter:

  • Um nível baixo de reposição: quando o equilíbrio entre as vendas realizadas e as compras de mercadorias dos fornecedores é baixa, ocasionando falta de produtos, insatisfazendo os clientes e prejudicando suas vendas.
  • Um nível alto de reposição: a reposição do estoque não acompanha a evolução das vendas, estando o local de armazenamento lotado, ocasionando perdas, dinheiro investido em mercadorias parado e produtos que não vendem.

O Serviço de Loja Virtual custa a partir de R$39,00 mensais com 40 produtos (cada plano tem sua quantidade de produto-limite). Confira agora!

4 – Como facilitar a gestão do giro de estoque?

Para que os dados reais das operações de giro de estoque sejam fidedignamente recolhidos e utilizados para a promoção de mudanças nos processos e para a otimização da produção, é preciso que o gestor invista em ferramentas para o acompanhamento dessas operações.

Os chamados softwares de gestão de estoque monitoram a entrada e a saída dos produtos e do período de armazenamento e proporciona a criação de relatórios que averiguam os produtos com maior número de vendas.

Com isso, o gestor não apenas planeja melhor sua compra de reposição de estoque, como elabora uma escala de produção, fazendo a comunicação direta entre o software e o setor financeiro, emitindo uma nota fiscal e já pagando os devidos impostos.

Dessa maneira, a aquisição desse software amplia a perspectiva do gestor e possibilita um controle mais amplo de toda a operação, evitando prejuízos e imprevistos e aumentando sua lucratividade.

Leia também Dicas para controlar o estoque em seu e-commerce

5 – A identificação do giro de estoque, faz com que o gestor:

  1. Estabeleça estratégias de redução de produtos parados no estoque;
  2. Favorece a saúde financeira da loja;
  3. Cria ações para ampliação de vendas;
  4. Evita prejuízos financeiros, queda nas vendas e insatisfação dos clientes.

Gostou de nosso post? Compartilhe: