Freelancer: Novo no mercado? Confira como conquistar seu primeiro freela

21/01/2019 às 13:01 Ajuda

Freelancer: Novo no mercado? Confira como conquistar seu primeiro freela

Com a crise econômica, o empreendedorismo cresceu bastante no Brasil. E com isso surgiram os profissionais freelancers.

Esse tipo de trabalho possibilita ao freelancer a trabalhar de qualquer lugar, não ter horário fixo, entre outros benefícios que nem em sonho os profissionais teriam numa empresa comum.

A área freelancer é ainda mais vantajosa para quem oferece serviços. Muitas empresas grandes e principalmente pequenas são as que mais contratam freelancers, terceirizando até certo ponto seus serviços e economizando dinheiro, já que os contratos não preveem descontos de impostos e outros benefícios previstos na CLT.

E como em grande maioria, o profissional freelancer trabalha para outras empresas, a forma para conseguir novos trabalhos e conquistar o primeiro freela é, de certa forma, semelhante aos que visam concorrer por um emprego de carteira assinada.

Qual é a estrutura base para trabalhar como freelancer?

O primeiro ponto para o trabalho freelancer é preparar uma work station. Lembre-se que você trabalhará de casa ou viverá viajando a trabalho, etc. E isso requer certos equipamentos e o preparo de um ambiente para que você consiga desenvolver o seu trabalho de uma maneira confortável.

Então, se você trabalha como designer freelancer, por exemplo, você precisa ter um notebook potente para trabalhar confortavelmente com os softwares de edição, ter uma conexão veloz para acessar a internet e uma boa mesa e cadeira de trabalho.

Depois de montar sua estação de trabalho, é hora de pensar na montagem do seu portfólio.

Este é o currículo do profissional freelancer! É lógico que existem clientes que pedirão seu currículo para saber quais cursos você fez, qual graduação você fez, entre outros pontos, mas o portfólio é a base viva do seu trabalho, então para o freelancer isso importa muito mais.

E por último, a estrutura básica de trabalho de um freelancer passa pela montagem de uma tabela de orçamentos.

É preciso considerar todo o investimento feito na montagem da sua work station, pensar no valor do seu trabalho, no montante que você gostaria de receber por mês, etc.

Existem muitos custos embutidos para a realização de um trabalho. Então, busque fazer uma avaliação profunda do quanto vale o seu trabalho e pense em valores competitivos para o seu mercado, isso é importantíssimo para concorrer a jobs com profissionais mais experientes que você.

Bom, depois de darmos essa visão geral da estrutura que é preciso ter para ser um profissional freelancer, vamos listar abaixo algumas dicas para que você consiga o seu primeiro job e comece a sua carreira freelancer. Confira:

Adquire conhecimento e experiência na sua área

Como profissional iniciante no mundo freelancer será preciso adquirir todo o conhecimento e experiência possível em sua área.

Isso é fundamental para conseguir criar valor em torno do seu trabalho e fazer com que o que você faz seja realmente reconhecido.

Para reforçar o seu conhecimento você pode fazer cursos na sua área. Faça uma pesquisa e encontre cursos reconhecidos pelo mercado.

Por exemplo, no mercado de marketing, algumas certificações de empresas como a Rock Content e a HubSpot são praticamente pré-requisitos para concorrer a uma vaga de estágio.

E todos estes cursos são gratuitos. É lógico que existem cursos relevantes que serão pagos, mas vale a pena em certos casos fazer esse investimento para se reforçar como profissional freelancer no mercado.

Confira também: Vantagens de ter um blog em WordPress.

Em relação a experiência, você pode realizar trabalhos voluntários na sua área. Na grande maioria dos setores de mercado existem essas oportunidades de colaboração para adquirir experiência.

Algumas delas são ofertadas por empresas grandes no mercado inclusive. Estar presente em projetos inovadores é uma excelente maneira de adquirir experiência em seu mercado.

Mantenha o seu portfólio atualizado

O portfólio é bem mais importante do que seu currículo seria, caso você estivesse tentando um trabalho e se você deve manter o currículo atualizado quando está buscando um novo trabalho, por que então você esqueceria do seu portfólio, não é mesmo?

Nesse sentido, a importância de manter o seu portfólio atualizado é enorme. Se você fez um trabalho magnífico que ninguém viu por que você esqueceu de atualizar o seu portfólio, não adianta nada.

A nossa dica é que você crie um fluxo de atualização, de acordo com o seu fluxo de trabalho. Se você faz novos trabalhos semanalmente, tire um tempo da sua hora de trabalho para atualizar o seu portfólio com os novos jobs, por exemplo.

Manter o portfólio atualizado é reforçar o seu posicionamento como o freelancer e gerar o valor que você precisa para atingir suas metas de trabalho.

Somente dessa forma, o cliente verá que você está trabalhando e crescendo a pleno vapor e isso vale muito para quem contrata.

Formalize-se como MEI

Como dissemos no início do texto, a maioria dos freelancers presta serviços para empresas. E muitas delas cobram nota fiscal pelos trabalhos.

E apenas a formalização como MEI (microempreendedor individual) lhe trará a possibilidade de emitir nota fiscal e evitar perder trabalho por que você não tem CNPJ.

Além disso, o MEI favorece o freelancer em outros pontos, o sistema funciona como uma rede de proteção social que o estado provém para o pequeno empreendedor.

Os microempreendedores são cobertos por aposentadoria por tempo de contribuição, seguro desemprego, entre outros benefícios que podem gerar mais estabilidade para o seu trabalho.

A grande maioria das atividades de prestação de serviços estão listadas em categorias no MEI, basta achar a sua.

Além disso, o imposto pago mensalmente para manter a formalização é bem baixo e a contabilidade do MEI é bastante simples e também conta com uma rede de profissionais credenciados que prestam serviços gratuitos de contabilidade para os MEIs que estão no primeiro ano de formalização.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Hospedagem de Site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: