EUA ou Brasil onde hospedar?

EUA ou Brasil onde hospedar?

Categoria: Hospedagem de Sites

20/09/2016 às 12:12

EUA ou Brasil onde hospedar?

 

Buscar a melhor hospedagem de site é um desafio para muitas pessoas que começam a gerenciar um site. Parece fácil contratar uma empresa qualquer e escolher tal plano, mas é um erro pensar que todas são iguais.

Existem uma série de fatores para você escolher um plano de hospedagem de sites, desde o mais simples, para apenas um site, os intermediários como Revenda de Hospedagem, VPS e até os mais robustos, como um servidor dedicado. Mas como se não bastasse ter que pesquisar para escolher esses detalhes, é necessário se atentar à localização do servidor. É aí que vem a questão: Brasil ou Estados Unidos, onde hospedar um site?

Pouca gente sabe, mas boa parte das empresas de hospedagem brasileiras possuem servidores no exterior – mais especificamente nos Estados Unidos. Os motivos vão desde preço até estrutura e avanço da tecnologia, embora no Brasil esse serviço esteja prosperando muito nos últimos tempos e dividindo um pouco essa balança.

Bom, se você está na dúvida e ainda não sabe avaliar qual o melhor local para hospedar um site, preparamos este post esclarecedor com as vantagens e desvantagens de cada um.

 

Por que hospedar um site nos Estados Unidos?

Sempre que você pensa no país norte-americano, logo vem à cabeça o avanço e como a tecnologia influencia os internautas de lá. Todas as novidades desse ramo sempre tem prioridade nos Estados Unidos, justamente porque o país consome tudo muito rápido.

Nesse contexto, é praticamente impossível comparar a estrutura americana com a brasileira, que ainda pena em oferecer uma conectividade de internet boa para os usuários.

Isso também ocorre com os servidores.

Outro ponto forte dos data centers no Estados Unidos é a conectividade, é fácil chegar a conectividade individuais para seu servidor de 1Gbps, isso mesmo uplink que chegam a mais de 1Gigabyte por segundo.

Aqui no Brasil, ainda que estejamos falando de datacenters o custo da conectividade é absurdamente superior, um uplink de 1Gbps sai em torno de 400 reais no brasil cada 1mbps (megabyte por segundo) sai entre 100 a 200 reais. (ambos dedicados unicamente para você logicamente);

Em cálculos simples, 1Gbps é equivalente a 1024Mbps, o que em cálculos (não proporcionais pois haveria obviamente descontos) poderíamos calcular 1024(total de Mbps para chegar a 1Gbps) x 100 (custo baixo pesquisado por nós para cada 1Mbps em datacenters nacionais) teríamos um custo de R$ 102.400,00

 

Há como compararmos R$ 400,00 reais com R$ 102.400,00?

Com a hospedagem dos maiores sites do mundo estão nos Estados Unidos, é mais difícil problemas de acesso e outros fatores que acabam com a credibilidade da plataforma. Por lá, a velocidade conta muito.

 

Ok, mas meu site não vai usar 1Gpbs, e então?

 

Não estamos puxando a “sardinha” para nenhum dos lados afinal temos soluções no Brasil, nos Estados Unidos, no Canadá, na França e na Alemanha.

Sim, isso mesmo, temos servidores nesses 5 países.

Ficou confuso? Deixa eu explicar um pouco sobre nossa estrutura de servidores.

Não gostamos de centralizar em um centro de dados, entendemos isso como um ato de grande perigo e porque não de irresponsabilidade? Quando os backups estão nos mesmo centro de dados.

Ainda com todas as certificações anti-incêndio (que todos tem), a possibilidade de uma falha é real, por exemplo um dos maiores datacenters e seguros que foi a “The Planet” hoje adquirida pela Softlayer teve um incêndio afetando mais de 2mil servidores, não ache isso estranho ou anormal com tantas certificações, ocorreu um princípio de incêndio que parou um dos maiores datacenters do Brasil (em São Paulo) onde diversas empresas de hosting estavam alocadas deixando incontáveis sites, serviços e servidores fora do ar por mais de 8h. Porque não falar de desastres naturais? Uma empresa da nossa segmentação teve problemas graves com a passagem de um furação que acabou com seu datacenter. E os ataques terroristas? Não houve uma ocorrência até o momento, mas em alguns países isso hoje é uma preocupação real.

Manter o site e o backup em um mesmo centro de dados é contar com a sorte, ainda que seja remoto as possibilidades elas não deixam de ser reais, por isso para nós é uma irresponsabilidade os backups estarem no mesmo centro de dados, mas não significa que seja regra, somos paranoicos com a segurança de seus dados.

 

Por privacidade não estamos dando nome as empresas (exceto a que não existe mais como a ThePlanet), mas quem quiser buscar mais informações o Google está à disposição. Explicar os nossos medos e como eles podem proporcionar uma estrutura mais segura para o seu site para nós é fundamental.

 

Bom, vamos voltar ao assunto principal, Ok, mas meu site não vai usar 1Gpbs, e então?

A mesma comparação sobre o uplink dá-se em todos os aspectos, HDs SSD de 100.000 IOPS (ultra velozes), ainda que os datacenter do brasil estejam equiparando a balança, ainda perdemos feio, o custo por um servidor com a mesma configuração lá de fora não se compara, as automatizações, gerencia de firewall fora do servidor muito úteis para ataques DDOS.

 

Mas e o “tal” do ping, da latência, rota para os servidores americanos?

Se o preço não é tão animador assim – infelizmente, isso é algo geral, mas já existem boas opções por aqui –, outros benefícios acabam dando pontos para nosso país no quesito da hospedagem de sites. O maior deles, como já mencionamos, é a distância.

Temos o IX.BR (onde também estamos conectados através do datacenter que trabalhamos no Brasil) que é uma grande rede de dados nacional para melhorar a velocidade (e realmente aumenta), mas é muito útil para troca de dados em massa, por exemplo uploads, arquivos pesados, dentre outros.

Obvio que a rota é maior, assim como é obvio que está só no Brasil diz que é “fundamental”, assim como quem está lá fora diz que “não influencia”, e então?

 

A diferença existe sim, mas são milissegundos.

Hardware fracos ou mal configurados podem levar uma diferença muito maior do que os milissegundos da sua rota.

 

O jogo fica empatado então? Ainda não.

O fator crucial para quem contrata uma hospedagem de site, ainda mais um de revenda de hospedagem ou servidor dedicado, é o suporte, se pensa em contratar algo direto com os americanos você precisa dominar o idioma, e pode ter outras barreiras, mas se uma empresa nacional prestar esse suporte para você então é um problema a menos.

É lógico que a velocidade de um site hospedado no Brasil é maior, porém, desde que associado a hardwares sensacionais, com configurações voltadas a performance ao extremo.

Se algo faltar nessa receita acima, é melhor perder alguns milissegundos de rota e ganhar com um hardware de melhor qualidade e configurações de performance ao extremo.

 

E para o Google, tem diferença?

Conforme está no site do Google, na página Sobre, veja a missão do Google

 

 

Você deve concentrar-se no usuário, e o resto é consequência (detalhe). Quando falamos no usuário, falamos na velocidade de entrega do seu site, onde novamente a receita que falamos acima não pode faltar.

Também nos Estados Unidos tem uma diversidade maior de IPs, conseguindo mais facilmente um IP dedicado (e por que não em Classes C diferentes?)

Já no Brasil, novamente o custo de um IP é bem mais caro e difícil de conseguir em Classes C diferente.

 

E a GeoLocalização, importa no meu site para o Google?

No primeiro momento dessa informação ficou confuso, o que seria avaliado efetivamente, a localização do seu site? Com o tempo isso foi desmitificado e entendemos que é a sua localização como usuário que importa, e será levado em conta o conteúdo do site para entrega do site prioritariamente nos resultados de buscas.

Vamos exemplificar, quando você busca Pizza o Google vai entregar baseado em sua GeoLocalização as pizzarias mais próximas fisicamente de você, ele entende que se você está no Rio de Janeiro não vai querer pizzarias em São Paulo e vice-versa. Não importando se os sites da pizzaria estão hospedagem no Rio de Janeiro, em São Paulo ou nos Estados Unidos, importa a sua proximidade com a pizzaria.

Resumindo: Se preocupe com o usuário, e o resto será consequência, mostre para as pessoas o seu produto da melhor forma possível e tenha o seu site entregue de forma surpreendente ao usuário, afinal se você quer comer uma pizza você não vai esperar muito um site abrir e lhe dar as opções disponíveis ou o telefone, tenha em mente que o servidor (e escolhido da ISBrasil) vai entregar de forma otimizada, mas não esqueça da sua parte com o seu site de qualidade e otimizar também o mesmo

 

E então, qual a melhor opção?

A resposta vai depender muito do que você busca para seu site, essa escolha depende de muitos fatores, mas, pelo menos, agora você já deve ter esclarecido alguns pontos básicos sobre o melhor lugar para hospedar um site. Em ambas opções, vale sempre considerar todos os benefícios e saber se realmente a empresa cumpre o que promete.

Conte conosco para hospedar o seu site no Brasil ou no Estados Unidos.

 

Nós trabalhando 5 datacenters distintos, em qual país a ISBrasil vai colocar meu site?

Os planos comercializados publicamente ficam a critério de nossa empresa chegar na melhor qualidade para a prestação de nossos serviços, ou seja, na prática entendemos e vivenciamos que as configurações ultra potentes de hardware que os Estados Unidos oferecem são capazes se superar os milissegundos de rotas do Brasil e proporcionar uma hospedagem a partir de 9,90 mensais, por isso no momento desse post essa é nossa escolha para entregar uma melhor performance com um incomparável custo benefício.

Porém não esqueça, se você tem uma necessidade específica que precisa por motivos próprio está no Brasil converse conosco para que possamos analisar sua necessidade e conforme nossa conversa disponibilizarmos a hospedagem do seu site no Brasil.

Bom, esse texto foi longo, e pode ter gerado dúvidas, então deixe um comentário no post e se quiser não esqueça que oferecemos 30 dias grátis em nossos serviços de Hospedagem de Sites e Revenda de Hospedagem para que você mesmo possa conhecer na prática nossos diferenciais.

Esperamos ter ajudado a tirare, suas dúvidas qualquer questionamento ficamos feliz em esclarecer nos mande pelo nosso Facebook ou comentário do post.

Até Mais!

Talvez você goste

Top