Como usar o Marketing de Conteúdo para fortalecer sua agência

30/04/2018 às 10:57 Marketing

Como usar o Marketing de Conteúdo para fortalecer sua agência

O marketing de conteúdo é uma das ramificações do marketing digital cujo intuito é o de engajar um público-alvo, de modo a expandir a rede de clientes virtuais de uma loja que, apesar de terem um perfil que acompanha as novas maneiras digitais de se comunicar e de se fazer comércio, ainda são altamente influenciados pela geração de conteúdo relevante e que agregue valor à marca a que se vincula.

Um conteúdo de qualidade, atrativo e instigante é essencial em qualquer tipo de publicidade. Fazer-se comunicar e transmitir adequadamente a mensagem pretendida, além de ser o maior objetivo de qualquer contexto de comunicação, é parte fundamental de uma boa estratégia de marketing de conteúdo.

Um conteúdo positivo não somente fideliza consumidores ou seleciona potenciais compradores dos produtos e serviços de uma marca, mas agrega pessoas a essa marca.

A linguagem utilizada, os tópicos abordados e as informações que ali são disponibilizadas, quando pensadas em favor de um público-alvo, estabelecem uma relação que, se primeira visita, estimula a volta, o consumo e disseminação positiva nas redes sociais, se visita fidelizada, fortalece ainda mais esse vínculo.

Mas como é esse conteúdo?

1 - Adequado à linguagem de sua plataforma. Se blog, mais descolado; se site, mais institucional; se postagem na rede social, mais dinâmico, por exemplo;

2 - Direto e informativo. Os consumidores não querem saber de rodeios ou de palavras muito elaboradas, eles querem ir direto ao ponto. Se eles buscam as medidas de um produto, é nas “especificações técnicas” que elas devem estar, ora;

3 - Acessível. Nada de muitos cliques, atalhos, links, rolagem de barra, propagandas piscando, para encontrar o texto desejado. Não ter de passar por isso faz parte da boa navegabilidade de um site, diferente disso, os consumidores não ficam por muito tempo.

Uma das maneiras de não se preocupar com a qualidade de seu site é utilizado o serviço de hospedagem com WordPress, seu valor é a partir de R$ 29,90 e é de acordo com o perfil de sua loja virtual.

O que querem os leitores de conteúdo virtual?

É preciso que se invista em um texto confiante e leve, informativo, mas também descontraído.

Os clientes estão interessados no que a loja tem de melhor a lhes oferecer – suas promoções, cupons, ofertas, mas também estão curiosos sobre os membros da equipe e sobre o que a empresa defende e almeja. Acima de tudo, eles querem confiar e acreditar no que aquela marca posta.

Entre os principais pontos de qualquer conteúdo virtual, geralmente estão:

  1. Informações técnicas relevantes;
  2. Detalhes;
  3. Reviews;
  4. Resolução de problemas;
  5. Opinião de outros compradores;
  6. Informações sobre a loja, sua história, sua missão, seus ideais, seus bastidores.

Onde se aplica o marketing de conteúdo?

  1. No blog de uma marca, em favor da geração de leads, para tanto, saiba como criar seu blog de sucesso;
  2. Nas redes sociais com curtidas, compartilhamentos, comentários e curtidas;

  3. No site da marca, um site institucional, com teor mais formal e informativo.

Como lidar com o marketing de conteúdo de qualidade?

1 – Seduza o público-alvo.

A diferença entre o público tradicional e o público da internet é que este pode escolher as informações que quer acessar, pois, ele é dinâmico e não tem tempo a perder, tudo o que não lhe serve, é simplesmente descartado. Dessa maneira, o conteúdo que venderá o produto ou o serviço tem de ser sedutor desde sua primeira frase.

Cada vez que seu texto é personalizado, é bem-humorado, é curioso e atrativo ao seu consumidor, cada vez mais ele tende a se fidelizar a sua marca.

Fuja de conteúdos agressivos, insistentes, apelativos ou sensacionalistas. Isso afasta o consumidor que, por vezes, se sentirá enganado e desconsiderado ao não receber o que pensou que teria.

2 – Destaque-se no mundo virtual e entre o seu nicho.

Uma loja virtual que se destaca proporá um conteúdo que realmente ofereça ao seu cliente o que ele deseja e precisa, na hora em que ele deseja e precisa. É preciso sempre estar à frente do mercado e pensar no perfil de seu consumidor como ponto principal de seu conteúdo. Aos poucos, isso gera autoridade e relevância de sua marca.

3 – Dissemine o seu valor.

É possível sim aproximar-se de seu consumidor pela postagem feita, por exemplo, quando outros clientes fazem reviews dos produtos adquiridos ou depõem, elogiando sua aquisição, ou até mesmo, lançam suas dúvidas em um blog da marca, isso pode ser crucial e totalmente influente na decisão de compra de um novo possível comprador.

Avaliações bem-sucedidas e reviews detalhados que partam da experiência de outro consumidor, isso é, outro igual, soam com mais credibilidade e familiaridade a quem comprará, dois valores essenciais no comércio.

Esse é um boca a boca virtual do bem. A tendência de que as pessoas busquem informações sobre sua marca antes de consumi-la é real, portanto, prepare-se.

Um conteúdo de qualidade, sem desvios gramaticais e com informações de confiança faz com que dificilmente a sua loja seja confundida com um negócio desonesto, fraudulento ou com um vírus em busca dos dados dos consumidores.

Por exemplo, se um amigo de alguém ou uma celebridade de renome posta uma resenha sobre algum produto da marca, a chance de isso soar como uma boa indicação é enorme, logo, sendo mais compartilhada, curtida ou comentada nas redes sociais.

4 – Venda, venda e venda.

Conteúdo vende!

Até que se chegue ao aumento real das vendas e dos produtos e serviços de uma marca, o investimento no marketing de conteúdo perpassa a construção de um elo de conquista e confiança entre a loja e seus consumidores.

É verdade que um consumidor online gasta metade de seu tempo em busca de conteúdo de qualidade, ou seja, daquilo que o satisfaça. Logo, dedicar-se a essa etapa tem lá as suas vantagens. Para tanto, é preciso:

1 – que o público se identifique com a marca;

2- que o público tome a marca como referência;

3 – que o público decida pela compra.

Gostou de nosso post? Compartilhe: