Como o Headless pode ajudar a manter seu site WordPress seguro

28/10/2018 às 08:20 WordPress

Como o Headless pode ajudar a manter seu site WordPress seguro

Dependendo do estilo e do cunho de um site na internet, ele se torna um alvo de ataque para criminosos virtuais e ação destes hackers tem acontecido cada vez mais na web.

E como a grande maioria dos sites, blogs e lojas virtuais usam a plataforma WordPress hoje para hospedarem as aplicações é preciso buscar maneiras de torna-las mais seguras.

É preciso adicionar recursos que acrescentem segurança ao seu site e o WordPress Headless é um destes recursos.

Todas as brechas contidas no sistema WordPress e em erros básicos que os próprios usuários cometem podem gerar chances valiosas para invasões a sites e roubos de informações, etc.

Para colocar o Headless como uma camada adicional de segurança no WordPress é preciso entender o todo. Como o sistema é formado, quais são as brechas que ele apresenta ou pode apresentar.

Usar o WordPress apenas para comunicação com o usuário final e cumpre os recursos básicos de segurança, não deixa o seu site 100% seguro.

Tem muitos outros pontos que podem colocar a sua aplicação em risco e é preciso se atentar a elas para blindar o seu servidor WordPress, adicionando novas camadas de segurança ao seu site.

O que é WordPress Headless?

O WordPress Headless é um conceito que visa aumentar a segurança das aplicações mantidas na plataforma através da desacoplagem entre linguagens front-end e back-end. Isso prevê a real integração entre esses dois ambientes de desenvolvimento web.

Em projetos Headless, por exemplo, os temas convencionais do WordPress não são utilizados, na verdade, não existem temas convencionais em sites que aplicam esse conceito.

Com o WordPress, você passa a usar o CMS com total controle, sendo verdadeiramente um gestor do seu conteúdo na plataforma.

A visualização do site passa a se basear em JavaScript com o auxílio de vários frameworks e bibliotecas para construção do layout.

Assim a arquitetura passa a ser baseada em componentes e templates variados para compor uma página de um site hospedador num servidor WordPress.

O uso do Headless além de adicionar uma camada de segurança maior para os proprietários de website que o utilizam, também promovem melhorias no desempenho do site no ambiente mobile, por exemplo, sendo um grande aliado de conceito de mobile first.

Como usar o Headless para adicionar segurança ao WordPress?

Existem alguns fatores que precisamos compreender para saber como adicionar mais recursos a segurança no WordPress. Esses fatores necessitam sofrer alterações e devem ser tratados com cautela para que o nível de segurança na plataforma seja elevado.

O primeiro fator são os ednpoints de API. Estes são caminhos que possibilitam aos usuários obterem informações de aplicações no CMS. Por isso, eles acabam sendo uma das portas principais para ataques de criminosos virtuais.

Para isso, é preciso aplicar o Headless para ganhar performance, considerando as camadas de cache para qualquer consulta ao banco de dados do sistema.

Quando o resultado não é mais cacheado, essa perda de desempenho e essas brechas deixam de aparecer.

Outro fator importante é prestar atenção aos mecanismos de login.

Como já sabemos, algumas das principais recomendações de especialistas de segurança na internet é que o login e a senha de acesso ao servidor WordPress seja trocada recorrentemente e que os usuários utilizem senhas e nomes de usuários cada vez mais complexos.

Confira também: Hospedagem de site grátis – Bom negócio ou cilada?

Por ser uma outra grande porta de entrada para ataques clássicos no meio hackers, é preciso tentar aumentar a segurança dos mecanismos de login para evitar que seu site sofra ataques recorrentes por tentativa dos criminosos virtuais.

Teste 30 dias grátis de Hospedagem de Site.  

Para burlar esse sistema, os hackers costumam usar programas que testam as mais variadas combinações de login e senha para tentar descobrir qual é a que você utiliza.

Muitas vezes, eles conseguem sucesso nessa técnica e acabam tendo uma permissão de administrador para roubar suas informações, tirar o seu site do ar, dentre a aplicação de outros tipos de ataques, alguns inclusive ficam invisíveis para continuar tendo acesso ao seu sistema.

Para aplicar o Headless nos mecanismos de login é preciso tomar algumas ações para redobrar a segurança, como por exemplo, a implantação de uma autenticação de HTTP e de dois fatores, implantação do reCaptcha (para evitar o uso destes robôs que decifram as senhas), bloquear o acesso a determinados IPs e liberar o acesso a página de login somente com VPN.

Outro fator que deve ser levado em consideração e é um dos maiores alvos de ataque é o wp-admin. Nesse diretório se encontram todos os plugins clássicos do WordPress que seguem certos padrões.

Para blindar e aumentar o nível de segurança nesse fator é preciso aplicar algumas regras de segurança no conceito de Headless.

Também é preciso pensar além do WordPress, aplicações construídas somente com códigos e linguagens front-end, por exemplo, são um caminho para hackers por que geralmente contém brechas.

Uma simples intromissão de hackers através de códigos injetados por XSS podem destruir a sua página.

O conceito de Headless precisa ser implementado em todos os pontos onde os hackers possam encontrar brechas no sistema.

Hoje em dia, qualquer projeto pode ser alvo de ataque, independente de segmento ou popularidade, por isso a preocupação deve ser de todos nós. Sempre que possível pense em como adicionar recursos para garantir um nível elevado de segurança em suas aplicações WordPress.

Gostou? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de Hospedagem de Site.

Gostou de nosso post? Compartilhe: