Não perca a nossa BLACK FRIDAY, descontos REAIS e VITALÍCIOS de 50% OFF SAIBA MAIS!

Como melhorar a Velocidade do Site?

Como melhorar a Velocidade do Site?

27/10/2016 às 13:31AjudaMarketing

Como melhorar a Velocidade do Site?


Site lento, ninguém merece!. Tanto para quem é desenvolvedor quanto usuário, não há algo mais irritante do que acessar uma página que não carrega e cheia de problemas. Provavelmente, não dá para pensar duas vezes: a alternativa é fechar e, dificilmente, alguém vai querer voltar. Nesse contexto, veja como é prejudicial para o site em questão passar por essa situação. Além de perder muitas visitas, ainda fica com má fama entre os internautas.


Se você gerencia uma ou mais páginas, precisa se atentar sempre para melhorar a velocidade do site com frequência. É um ponto primordial e a primeira experiência proposta aos usuários, já que quando o carregamento é rápido, economiza tempo e ele ainda pode continuar navegando tranquilamente, aumento significativamente o número de page views.
Além disso, um site lento é péssimo até no sistema de ranqueamento do Google. O conteúdo pode ter um ótimo SEO e estratégias de marketing digital, mas se a estrutura não funciona, não adianta. O buscador irá puni-lo e o crescimento não acontece. Lembre-se que você deve pensar em cada etapa, aperfeiçoando cada uma delas. Gerenciar um site é praticamente a mesma coisa que manter uma empresa: todo setor importa!


Embora o Wordpress seja o mais comum, independente da plataforma de uso, há ferramentas interessantes e que fazem a diferença para aumentar a velocidade do site. Além disso, seguindo algumas estratégias frequentemente, a página fica estável e rápida, sem gerar dor de cabeça em ninguém. Para te ajudar, selecionamos dicas interessantes para otimizar esses recursos. Confira e comece já!
Dicas para melhorar a velocidade do site


Veja também nosso post: Passo a Passo para Criar um Blog   


Teste a velocidade do site

A primeira coisa é realizar testes para saber em qual nível está a velocidade do site. Às vezes, está mais lento do que se percebe, por isso existem aplicativos próprios para isso. Os mais famosos são o Google Page Speed, Yslow e Pingdom Tools. Mas, como eles funcionam?
Google Page Speed: é uma alternativa recente do Google, que começou agora a se aventurar nessa parte. Como dissemos, esse recurso tem se tornado cada vez mais importante para o grupo no sistema de ranqueamento dos sites. Melhor que isso, o Page Speed pode ser usado de duas formas: como extensão do navegador ou aplicação própria. O design intuitivo desse sistema ajuda o usuário a resolver os principais problemas, sempre por ordem de prioridade, com sugestões do que deve ser feito primeiramente para acabar com a lentidão em seu site. Especialistas indicam que essa opção do Google possa vir a ser paga no futuro.

Yslow: Já o Yslow é uma plataforma do Yahoo bastante conhecida e muito usada por desenvolvedores. Faz uma medida do carregamento por meio de um simples plugin, que pode ser instalado no Chrome ou Firefox. Assim, propõe soluções específicas e que, segundo muitos gerenciadores, é eficiente e gera ótimos resultados.

Pingdom Tools: O Pingdom testa as definições de DNS e faz o diagnóstico completo, sobretudo da ligação da rede com o servidor. Além de verificar o status de velocidade do site, apresenta a média que cada script e recurso demora para carregar, propondo uma análise bem específica daquilo que precisa ser alterado/otimizado.

Melhore a velocidade do site com plugins Wordpress

O Wordpress oferece alguns plugins otimizados que dão uma força na hora de melhorar a velocidade do site. Um bom exemplo é o Fastest Cache. Ele salva uma cópia das páginas em html estático, para evitar a consulta direta ao banco de dados e processos grandiosos no servidor. Além disso, aperfeiçoa diversas funções, é eficiente e simples de usar – qualquer pessoa pode manipular sem problemas.
Ainda há outras alternativas interessantes, tanto para processamento de imagens pesadas (caso seu site tenha conteúdo com muitas fotos) quanto no gerenciamento de outros processos. Nesse contexto, vale a pena testar o Smush.it.



Instale o essencial e evite excessos

Quando se trata do Wordpress, a plataforma mais utilizada em grande parte dos sites atuais, às vezes há o excesso de plugins e funções desnecessárias que não trazem grandes benefícios, ao contrário, atrapalham mais do que ajudam.
Há uma série de opções disponíveis e gratuitas, mas não adianta ‘abraçar o mundo’. Foque naquilo que realmente seu site precisa. Segundo especialistas, os plugins considerados ‘vilões’ são aqueles que acessam servidores externos (como serviços de compartimento social) e geram demora no carregamento.
A dica, nesse caso, é desativá-los e até desinstalar caso não sejam importantes e você sabe que não usará tão cedo. Fique atento e use as ferramentas de teste e correção de erros para avaliar o que é primordial e as alternativas supérfluas.

Faça análises frequentes

Mais do que realizar todos os processos anteriores, é preciso fazer análises frequentes para não ter problemas. Não basta testar uma vez e achar que a velocidade do site permanecerá intacta, a mesma após a correção. Sobretudo no caso de páginas que têm muito conteúdo e divulgação de dados, é necessário avaliar e ficar de olho na estrutura para que funcione normalmente e sem incômodos ao usuário.

Outras dicas rápidas e que fazem diferença:

- Usar uma CDN (Content Delivery Network/Rede de Distribuição de Conteúdo), que distribui o conteúdo por diversos servidores e reduz o tamanho dos arquivos gerando cache. Grande parte é gratuita, como o Cloudflare e o MaxCDN.

- Remover widgets inúteis e que não agregam na estrutura do site, além de fazer uma limpeza geral no sidebar e footer.

- Desative botões sociais e gravatars. São legais, mas fazem diferença se não estiverem presentes na página. Outra boa opção é configurar para carregar menos comentários que o usual, além de verificar sempre a presença de spam e links maliciosos nos mesmos (comum em blogs iniciantes)

- Reduza o tamanho das imagens com o Smush.it e faça uma varredura nos plugins que não agregam o site. Foque no básico e naquilo que realmente funciona e é importante, assim, você consegue melhorar a velocidade do site de forma prática e eficiente.

Não é difícil encontrar maneiras de melhorar o trabalho cada vez mais.

Fique atento e busque sempre boas soluções para não ficar atrás. Boa sorte!

Até a próxima!

Gostou de nosso post? Compartilhe: