Como fazer um brainstorming mais eficiente?

Como fazer um brainstorming mais eficiente?

23/12/2016 às 09:07Marketing

Como fazer um brainstorming mais eficiente?

Pouco tempo, muitas ideias. O objetivo do brainstorming é essencial para muitas empresas que necessitam de projetos para otimizar o trabalho. Essa ‘’tempestade de ideias’’, na tradução literal, pode gerar muitas soluções interessantes e que realmente fazem diferença, por isso, é preciso dar voz a todos e democratizar o processo. Mas, então, como fazer um brainstorming mais eficiente? Há técnicas para isso?

Veja também nosso post: Passo a Passo para Criar um Blog   

Bom, a primeira coisa que precisa ficar clara quando se trata disso é pensar sempre em quantidade em vez de qualidade. Sim, é isso que muitos especialistas afirmam. Nesse caso, se vale o contrário para gerar informação e, claro, ideias e eventuais soluções. É o primeiro passo na fase de exploração de um novo projeto, por isso, é fundamental estar aberto a todas as possibilidades, deixando os membros da equipe à vontade para explanar seus pontos de vista – e que não sejam julgados ou criticados por isso. 

Outra questão interessante quando se trata de brainstorming se dá ao ‘’tradicionalismo’’ em pensar que só uma maneira de fazê-lo: em uma sala de reuniões com todos os envolvidos discutindo. É óbvio que esse método não é errado, mas soa como ultrapassado por muitas corporações. Pois é! Muitos CEO’s e gestores revelam que trancar todo mundo em um local fechado, com aquele clima tenso de reunião, só contribui para a improdutividade, desinteresse e falta de foco. 

Segundo um estudo norte-americano feito por uma professora de Administração, a conversa se concentra apenas em 60% dos participantes, com o restante ficando ‘’de fora’’. Ah, mas você pode pensar que isso é mais da metade, um número satisfatório. Sim, a lógica mostra isso, mas deixar uma porcentagem tão grande de fora está longe de caracterizar um brainstorming eficiente, e é justamente isso que ninguém quer. A meta é atingir a todos, às vezes, a ideia de 10% já faz toda a diferença. 

Para te ajudar, listamos algumas dicas para fazer um ótimo brainstorming, atingindo níveis de excelência e gerando um resultado efetivo. Confira e compartilhe na próxima reunião!

Dicas para um brainstorming mais eficiente

Separe a discussão da geração de ideias

O princípio geral dessa técnica é separar a geração de ideias da discussão. Muitas vezes a reunião se perde em discutir tópicos e muitas pessoas se sentem desconfortáveis em compartilhar suas impressões. Logo, para democratizar as coisas, o líder deve mostrar um tópico à equipe e pedir que cada membro, individualmente, anote suas ideias, encorajando a todos a pensar e, claro, participar. Depois disso, a discussão pode acontecer do modo convencional.

Conheça os critérios de decisão de sua empresa

Não adianta mostrar que a empresa está aberta para qualquer coisa se há regras que a corporação não exige e considera. É aquela coisa: você pode até incentivar as pessoas a propor ideias novas e ‘’fora da caixa’’, mas não adianta nada se o outro lado não está aberto a mudança. Soa hipócrita, mas, infelizmente, é o que mais acontece por aí. De qualquer forma, um método de fugir disso é mostrar que há restrições e limitações. Otimiza o tempo e vai logo ao foco, com a discussão acerca de determinado problema (específico) que deve ser resolvido. 

Faça as perguntas certas

Pegando carona no último tópico, é essencial fazer as perguntas certas, que vão direto ao ponto e evitam a ‘’enrolação’’ e a geração de possibilidades que nunca acontecerão. A teoria é linda, mas a prática acontece por vezes de modo diferente. Por isso, a abordagem deve seguir os parâmetros certos e os caminhos exatos para seguir com eficiência. O principal problema das reuniões de brainstorming é não ter pautas e tudo sair ‘’jogado’’, sem objetivos, o que leva apenas a perda de tempo. Logo, é mais fácil mostrar as questões na prática do que descrevê-las em teoria, para que todos entendem e a conversa seja realmente produtiva. 

Escolha pessoas realmente interessadas

A regra é simples: escolha pessoas que possam responder às perguntas que você está perguntando e que realmente levem o processo a sério. Às vezes, o conhecimento de alguns não agrega e só atrasa a reunião, além da falta de bom senso de muitos colaboradores ao pensarem que apenas suas ideias são importantes. É complicado lidar com isso, mas, para um brainstorming eficiente, todos precisam  ter foco e respeitar opiniões para que chegue a um ótimo acordo/resultado.

Starbusting: perguntas em vez de respostas

A técnica conhecida como starbusting propõe o contrário do que estamos acostumados em uma reunião. A ideia, nesse caso, é focar em perguntas em vez de respostas. Uma maneira fácil de começar uma sessão é listar perguntas básicas: com quem, o que, onde, quando e por que. Este método assegura que todos os aspectos do projeto sejam avaliados antes da execução de qualquer decisão. É uma boa alternativa para as equipes que tendem a ignorar certos aspectos de um projeto e acabam correndo para fazer as coisas de última hora. 

Técnica de Stepladder

Desenvolvido em 1992, este estilo de brainstorming incentiva cada membro da equipe a contribuir individualmente antes de ser influenciado pelos outros. A reunião começa com o líder compartilhando o tópico ou pergunta com toda a equipe. Depois disso, apenas dois membros ficam na sala discutindo e o resto sai. Em seguida, uma pessoa adicional se junta à dupla, explanando suas ideias antes que os outros a discutam. O ciclo continua frequente até que todos estejam na sala a par do assunto. Esta técnica é útil e ainda ajuda a encorajar as pessoas tímidas do grupo a compartilharem seus pensamentos sem que se sintam intimidadas com a presença de todos.

Brainstorming online, que tal?

Uma solução que muitas corporações descobriram para acabar com o acanhamento de muitos colaboradores nessas reuniões é fazer um brainstorming online. É um método moderno e eficiente, com uma participação de modo remoto, em momentos fora do meio corporativo. Além disso, algumas dispensam a reunião e otimizam o processo usando um arquivo base – pode ser um documento compartilhado – para que as pessoas possam compartilhar suas ideias a qualquer momento, em sigilo ou não. Soa mais democrático e livre, levando todos a participarem. Interessante, não é?

Um brainstorming eficiente e democrático ajuda a resolver muitos problemas e propor soluções inteligentes e que garantem muitas inovações e mudanças nas empresas. Pense em otimizar os processos e pensar que há maneiras de ir além do convencional. Há sempre como melhorar e mostrar que está aberto para possibilidades novas e interessantes. 

Até Mais!

Gostou de nosso post? Compartilhe: