Como evitar que o E-mail Marketing caia no Spam?

19/04/2018 às 10:03 Ajuda

Como evitar que o E-mail Marketing caia no Spam?

Por conta de ser um sistema prático, o e-mail marketing serve para validar informações e fazer a fidelização de clientes. Um dos pontos que acaba quebrando a eficiência das suas campanhas de e-mail marketing é que os e-mails enviados sejam taxados como spam.

O que é E-Mail Marketing?

O e-mail marketing é uma das principais ferramentas do marketing digital atualmente. Com o tempo, as empresas passaram a ter como uma das bases de plano de marketing, o uso dessa ferramenta para melhorar a comunicação com cliente no cotidiano das empresas..

Para que sua estratégia tenha sucesso é preciso garantir que não hajam riscos de seus e-mails caírem na caixa de spam de seus clientes. Para isso, é preciso ser adepto de algumas práticas que são necessários para ter certeza de que os e-mails serão entregues a toda a sua base de clientes.

Algumas pesquisas apontam que, em média, entre 40% e 60% dos e-mails enviados são taxados como spam. É claro que a maioria destes são golpes virtuais, propagandas, vírus, entre outros, o que traz um prejuízo a milhões de servidores.

É por isso que todos os programas de e-mail já usam soluções tecnológicas avançadas para combater spam. A cada dia, novos técnicos e filtros são postos em prática para filtrar as mensagens enviadas por e-mail.

O principal problema é que a maioria desses programas são falhos e acabam também taxando e-mails de newsletter, promoções e notícias úteis como spam.

É por isso, que realizar algumas ações são indicadas para que suas campanhas não sejam taxadas como lixo eletrônico. Confira quais são as nossas dicas para evitar que seus e-mails sejam classificados como spam:

Crie e organize sua própria base de clientes

Como uma das regras para o bom uso de e-mail marketing está a seguinte frase: Não compre listas de e-mails. Qualquer profissional da área sabe como isso é importante no marketing digital atualmente.

Entre os principais motivos para não apostar nas listas prontas de e-mails é que a maioria delas conta com muitos e-mails inexistentes e o uso de armadilhas para identificação de e-mails, o que garante que suas campanhas sejam taxadas como spam.

Não comprar listas, implica na criação e na organização de uma maior base de clientes. Fazer isso, com certeza, será mais trabalhoso, mas dará mais resultados. É o típico, o caro que sai barato.

O retorno do investimento em estratégias e o tempo dedicado para a construção de uma lista de clientes reais será rápido e bastante positivo.

Construir sua própria base de clientes é a garantia de que você estará enviando conteúdos para quem está realmente interessado em seu negócio. Através de uma lista real de e-mails garante que você possa conhecer seus clientes a fundo, melhorando a comunicação com os mesmos.

Ofereça a opção Opt In no site de sua empresa

Esta é uma boa prática de e-mail marketing para evitar que suas campanhas sejam taxadas como spam. A opção Opt In dá aos clientes, a chance de aceitar o recebimento de e-mails com promoções, dicas e outros conteúdos focados em divulgação.

Isso significa que aqueles que aceitarem sua oferta, estão consentindo de bom grado os recebimentos de suas próximas campanhas por e-mail, o que conta na hora da avaliação dos filtros anti-spam.

O ideal é que você coloque esta opção em seu site ou em seu blog, convidando aos usuários que visitem sua página a assinarem suas newsletter para receber suas novidades por e-mail. É possível posicioná-las em diversos locais, como no rodapé da página, no fim ou no meio de artigos, nas laterais da página, etc.

Com a autorização dos usuários, seus e-mails não correrão mais risco de serem taxados como spam.

Confira também como fidelizar clientes com e-mail marketing.

Use uma plataforma para o envio de e-mails

Automatizar processos fazem parte do envio de campanhas de e-mail marketing. Neste caso, o uso de plataforma para o envio de e-mails se torna necessário já que os provedores de e-mail costumam checar o IP de envio das mensagens.

Geralmente, estas plataformas utilizam IP’s que tenham boa reputação, o que evita a classificação de e-mails como spam. Estas ferramentas costumam fazer com certa frequência o acompanhamento da pontuação dos IP’s junto aos programas de e-mail.

Produzir e-mails em linguagem HTML

Todo e-mail tem são enviados em código HTML. Toda vez que você envia uma e-mail com apenas uma imagem pura em .JPG, por exemplo, você estará aumentando as chances de que ele seja taxado como spam.

O ideal é que você use textos e imagens dentro do código HTML. Além de uma arte atrativa para chamar a atenção de seu cliente, use o texto como mais um aparato de atração.

É importante criar e-mails através de um editor próprio de HTML, já que isso evita que eles sejam taxados como spam, isso por que trabalhar com o código HTML puro é melhor neste caso.

Saiba como escrever um e-mail

Para taxar como spam, os filtros de e-mail só querem uma desculpa. Por isso, uma boa dica é evitar palavras ou expressões que remetam a venda “descarada”, como por exemplo, “Compre Agora”, “Clique Aqui”, “Grande Promoção”, “É Grátis!”, “Aproveite o desconto!”, entre outras.

O ideal é que você busque maneiras mais informativas de atrair seus clientes para realizarem ações através de seus e-mails. Se atentar a isso irá lhe ajudar a não ser pego por filtros anti-spam. Para isso, aposte num bom título, que tenha em volta de 50 caracteres e sem estar em CAIXA ALTA.

Tenha cuidado também com erros ortográficos para evitar palavras erradas e erros na pontuação. Não repita palavras ou letras sem a real necessidade. Utilizar, por exemplo, uma repetição de pontos , em vez de chamar a atenção pode ajudar a taxar o e-mail como spam.

Para dar destaque a pontos importantes, utilize o sublinhado ou o negrito para chamar a atenção dos leitores e fazer com que seus e-mails cheguem em suas caixas de entrada.

Gostou do conteúdo? Confira mais dicas em nosso blog. Conheça o nosso serviço de e-mail marketing.

Gostou de nosso post? Compartilhe: